abduçao ovnis sobre londres

Posted by Carlos Miranda



ovnis sobre londres




http://youtu.be/QDIF-ZwJbF0




http://ufoactivity.blogspot.com/2007/10/abduo-parte-4.html






Abdução Parte 4

psíquicos nas testemunhas, efeitos que dificilmente poderiam conseguir-se numa fraude ou num engano.



** É UM FATO REAL? **
Que as abduções sejam algo real não significa que nos encontramos ante a chave do enigma dos fenômenos aéreos, que nos cantos mais extremos do planeta, pessoas das mais diversas condições, tenham dito serem raptadas, introduzidas no interior de um OVNI e examinadas (já que esses são os traços mais comuns a todas as abduções) não significa que podemos afirmar sem mais que os OVNIS são naves que vêm à Terra para estudar os seres humanos. Num terreno tão escorregadio como o dos OVNIS há que andar com pés de chumbo se queremos desvelar a verdade por cima da fácil tentação da fantasia; sabemos que estes raptos e estes exames “médicos” são produzidos, mas não sabemos o que podem realmente significar. O interesse pelas abduções é relativamente recente entre os círculos de investigadores de ÓVNIS. Como resultado disto, até pouco tempo não se iniciou sua difusão e estudo na literatura especializada. Isso não quer dizer que as abduções sejam fenômenos recentes. Pelo contrário, os informes de raptos são tão antigos como o próprio fenômeno OVNI. Guy Quincy, um ufólogo francês que reco-pilou um catálogo de aterrissagens registra um incidente deste tipo em Marsella, nada menos que em 1921!



** ABDUÇÕES E DESAPARECIMENTOS MISTERIOSOS **



O tema do não retorno dos abduzidos nos introduz no que se chamou “os desaparecimentos inexplicáveis, recolhidos já por Charles Fort nos inícios do nosso século. O denominava como casos “incidentes Ambrose Bierce” referindo-se assim ao misterioso desaparecimento do grande novelista e jornalista norte-americano desse nome, no México, em 1913. Outros informes como o famoso “dossiê” do “Mary Celeste” nos falam de pessoas que desapareceram em diferentes lugares e épocas sem que nunca tenham voltado a saber-se delas, Trata-se como afirmam alguns autores, de abduções sem retorno? Ou bem obedecem outras causas diferentes? Patrice Gaston, numa monografia sobre este espinhoso tema parece nos dar uma pista para resolver essa disjuntiva quando nos refere que: “Em 1941 uma equipe de salvamento foi a Suíça, à procura de três alpinistas dos quais não se tinham notícias. Depois de uns dias e de grandes esforços encontraram os rastros dos três homens, as seguiram e com estupor comprovaram que se detinham, repentinamente, no centro de uma planície nevada, Não podiam ter desaparecido, engolidos por alguma rachadura e mais além a nave não apresentava rastro algum. Mas, a partir das últimas marcas foram descobertos Três orifícios irregulares que formavam um triângulo eqüilátero de 12,80 metros de lado, como se um engenho aéreo tivesse aterrissado ali com seus suportes,.. Os investigadores opinaram que se tratava de um triplo desaparecimento nas circunstâncias que os fatos não permitiam estabelecer com clareza. Depois o expediente foi esquecido em alguma gaveta”.



** FOI UMA ABDUÇÃO **


Tratava-se de uma abdução? Ou dos três alpinistas desapareceram por causas “naturais”? (lembremos que em 1941 a Europa estava cm guerra); Se devemos acreditar que estudaram no dia o fato e se devemos ter em consideração o significativo das insólitas marcas, devemos inclinar-nos pela primeira opção. O que acontece, passo a passo, durante um destes seqüestros? Como se desenvolvem estas incríveis experiências? Muitos analistas estudaram os informes publicados e alguns chegaram a conclusões altamente reveladoras, Entre estes estudos vale a pena destacar o doutor Alvin Lawson, a Universidade da Califórnia. Recolhendo grande quantidade de material documental sobre abduções e estudando ele mesmo alguns casos significativos, Lawson chega a estabelecer em “Encontro Modelo” moldes que se repetem em quase todos os seqüestrados por ÓVNIS:


** MOLDES DE UMA ABDUÇÃO MODELO **


1. A testemunha é raptada pela força e introduzida num objeto. Vê uma luz brilhante. 2. Ouve um zumbido geralmente de caráter musical. 3. A testemunha se sente num meio sem gravidade, como se o corpo flutuasse. 4. Avança por um corredor ou conduto. 5. Aproxima-se de uma porta. 6. Encontra-se com um ser que flutua e que às vezes está rodeado por um halo luminoso. 7. Comunica-se telepaticamente com o ser. 8. A testemunha vê ante si própria, como numa tela, uma rápida sucessão de cenas pertencentes à sua própria vida. 9. A testemunha é examinada medicamente. 10. Recebe determinadas ordens que deve cumprir. 11. E novamente depositada fora da nave. 12. Geralmente a testemunha sofre alterações da sua personalidade, na sua escala de valores, nas suas crenças, depois do seqüestro e como aparente conseqüência dele. Para certos investigadores, desaparecimentos misteriosos como a dos alpinistas suíços de 1941 não seriam abduções clássicas interrompidas por algum motivo no ponto 9.

-----------------------------------------------------------------------
** Abduções Alienígenas **

A abdução (palavra usada aqui para designar seqüestros de seres humanos por raças alienígenas supostamente superiores à nossa) acontece com pessoas aparentemente normais. Vários pesquisadores do assunto têm observado que a maioria das abduções possui raízes hereditárias, ou seja, seus antepassados também eram abduzidos. Muitas pessoas que são abduzidas desconhecem pela vida toda que passam por este processo. Isso pela sutileza com que são feitos tais seqüestros, que na maioria das vezes beiram (ou se confundem) aos sonhos.Os Greys estão abduzindo homens e mulheres com o propósito de extrair esperma, óvulos e outras amostras de nossa série genética por razões desconhecidas.






















Evidências de que as abduções são reais

Dr. David Jacobs é PhD em história americana e da universidade de Temple, na Filadélfia,EUA. Autor de vários livros, deu recentemente uma entrevista para a revista Ufo onde fala sobre as abduções.EvidênciasEle diz q uma das mais importantes evidências é a convergência das memórias q os abduzidos tem sobre o momento, o processo e a estrutura dos seqüestros por extraterrestres. E todos apresentam os mesmo sintomas em diferentes partes do planeta.E evidências físicas?Ele diz q há evidências físicas nos corpos das vítimas de abduções alienígenas, tais como: cicatrizes, manchas e picadas em seus corpos ou roupas.Os implantesTem sido detectados em muita gente, embora até agora nenhum tenha sido provado cabalmente como não terrestre.Para que servem os implantesPoderiam servir para: monitoramento dos abduzidos , forma de transmitir a uma base, em algum lugar, informações sobre seu metabolismo, condições de saúde ou emocionais. Há estudos que afirmam que servem para manter os abduzidos sob controle quando os ETs precisarem levá-los novamente.
David Michael Jacobs, Ph.D.em "Secret Life", o título original, diz que o fenômeno é demasiadamente importante para ser tratado como conversa de "malucos" ou de pessoas "mentalmente perturbadas"...Para o autor, os alienígenas têm um poder e uma tecnologia consideravelmente mais avançada do que a nossa, e isso nos coloca em tremenda desvantagem para afetar o fenômeno ou conseguir algum controle sobre ele."Não sabemos o que vai acontecer no futuro, do mesmo modo como não sabemos quais são os objetivos finais dos extraterrestres".O contato entre as raças não está ocorrendo no cenário que foi imaginado por cientistas e escritores de ficção científica: dois mundos independentes fazendo aberturas cuidadosas visando a benefícios iguais e recíprocos.Ao contrário - diz o dr. Jacobs - o que acontece é completamente unilateral.Em vez de benefícios iguais, vemos um programa perturbador, de aparente exploração de uma espécie pela outra...Como isso começou, não se sabe. Como terminará, uma incógnita..."Mas, nós temos que encarar de frente o fenômeno da abdução e começar a pensar racionalmente no que devemos fazer a respeito..."David Jacobs trata com a seriedade necessária talvez o mais importante desafio com que a humanidade deve se deparar neste milênio que se inicia.
























-------------------------------------------------------------------- 

** Porque nas abduções os fetos são retirados nos primeiros meses? **













Ao compararmos as narrativas com ou sem hipnose de mulheres abduzidas que referem especificamente manipulação com híbridos, vemos que após o suposto "primeiro" encontro alienígena, ocorre uma "supervisão" durante um período de meses e outros(s) raptos nos meses subseqüentes.
Em mais de 90% dos casos, ocorrem alterações no ciclo menstrual havendo ou não relatos de sensações de aborto e/ou retirada de fetos
Além disso, fica muito suspeito que, além de tantos casos semelhantes, venha ocorrer o fenótipo alien (Entende-se por Fenótipo o estado atual no qual se encontra o indivíduo aqui e agora, por Genótipo entende-se seu patrimônio genético e, em nosso caso, por Ambiente nos referimos às influências do destino sobre o desenvolvimento do ser.)
























Qualquer médico fica assombrado com a semelhança da tipologia dos greys identificados na atualidade pelos que tentam desenhar-lhe as feições. As desproporcionalidades em relação ao homem adulto é gritante, porém, quando se confere com um feto de 11 a 12 meses, alcança um nível de semelhança bastante raro para não dizer coincidente.



Por outro lado, temos os fenômenos paranormais que acompanham os relatos de pós-abdução e, que também convergem para um outro capítulo das nossas incertezas. Os fenômenos ditos espectrais.
Assim como os aliens,os anjos ou fantasmas e fetos tem sexo indiferenciado. tem proporcionalidades típicas, possuem personalidades que variam de angelicais a diabólicos.


E impossível estudar um só fenômeno sem esbarrar nos nossos visitantes noturnos, na maioria das vezes.
Vou iniciar minha pesquisa comparando fetos, já que é minha área e como tangencia nas outras modalidades existentes.
A partir de uma célula fecundada se forma um embrião de mais ou menos 5mm de diâmetro.
Ocorre uma extraordinária proliferação celular que dá início à formação dos principais aparelhos.
No segundo mês, de desenvolve a cabeça , os membros e delineia os hemisférios cerebrais. Os órgãos se posicionam. No final do segundo mês, já é um feto.




























No terceiro mês, que é o que mais estudaremos, o feto mede uns 12 cm, a maioria dos órgãos internos já estão em funcionamento. Ele respira, digere, urina, o fígado produz a biles, traga, já que os sistemas circulatório e urinário funcionam. Tem contrações musculares e algum movimento de dobrar-se e esticar-se



Não há diferenciação sexual no feto até a sétima semana. A gônada primitiva pode evoluir tanto para ovário quanto para testículo.
Após a formação das espermatogônias e os óvulos no sexo feminino, é que vai se iniciar o processo dos cordões sexuais primitivos.























A testosterona somente será secretada após à oitava semana. É nesse período que ocorrerá a diferenciação da genitália externa masculina




















O desenvolvimento no sexo feminino ocorre dentro da normalidade. É como se a testosterona fosse um fator que “modificasse” o desenvolvimento “natural” intra-uterino, ou seja, *o primórdio genital está irreversivelmente destinado a ser feminino, e não pode mais ser induzido a diferenciar-se a gônada masculina.
**Analigia Santos Francisco é neurologista, hipnóloga, e psiquiatra do Ministério da Saúde no rio de Janeiro **



-----------------------------------------------------------------------
** Abduzidos e os Neurotransmissores **

A Síndrome do Esquecimento nos Abduzidos e os Neurotransmissores

Através da investigação, análise e casuística, no contexto ufológico das abduções — que a grosso modo podem ser definidas como o seqüestro de seres humanos por extraterrestres — chegamos a uma fase que alguns psicanalistas chamam de momento pós-traumático, no qual as pessoas submetidas à abdução, em 99,99% dos casos, sofrem de perda de memória ou o chamado Missing Time, que é quando não se lembram de muita coisa após o momento em que foram seqüestradas

Mas como saber qual método utilizado? Essa pergunta se ergue na trincheira da Ufologia, tal qual um nó Górdio, que cada vez que desatamos um, aparecem 10 em seu lugar. Na impossibilidade de perguntar diretamente a um extraterrestre esta questão e na improbabilidade de que, caso fosse feita, se teria um resultado satisfatório, acreditamos ter achado na Bioquímica uma resposta. Entretanto encontra-se em seu esboço original e necessita ser lapidada e multifacetada pelos profissionais da área médica. Lançamos aqui uma semente e esperamos que chegue a um bom solo, para que a árvore floresça e venha a dar bons frutos.A hipnose tem sido considerada um meio eficaz empregado para trazer à tona estas memórias suprimidas no inconsciente. Porém não é exata, podendo sofrer interferências tanto do hipnotizador quanto de fantasias do hipnotizado — o que leva a um terreno incerto e perigoso da dúvida. Acontece que, para conseguirmos recuperar a memória de alguém e desejamos recuperar in totum [do latim — na totalidade] ao status inicial, é necessário que venhamos a saber qual foi o mecanismo empregado pelos extraterrestres para apagá-las.

Bem, isto requer que adentremos em alguns conceitos de natureza biológica e médica, sem medo do apócrifo [oculto] ou do desconhecido. Sabemos, que o nosso cérebro é o responsável direto por todas as nossas memórias, mas como isto é feito? A resposta encontra-se na sinapse nervosa, ou seja na ligação bio-química-elétrica entre um neurônio e outro, mais especificamente entre um detrito e o axônio, por meio de neurotransmissores, que são substâncias especiais, dividas em três categorias, que são os aminoácidos, peptídeos e as monoaminas.
Neste presente trabalho, o foco será das monoaminas, uma em particular chamada de acetilcolina, conscientemente descartando as demais, pois essa que nos interessa em particular. Trata-se de um neurotransmissor estimulante do pensamento e da memória, sendo resultante do metabolismo da glicose e de uma substância chamada de Colina. As duas são ativamente transportadas para dentro de nosso cérebro pelo sangue.
A acetilcolina está mais concentrada no hipocampo, que é o centro da memória e estimula os nervos a ativar a ação muscular. Por isso achamos ser a chave para abrir as portas de mistérios que há anos são trancados na Ufologia e entender o mecanismo de supressão da memória. Acreditamos que a maneira utilizada pelos extraterrestres para apagar a memória dos abduzidos nada tem haver com a telepatia, magia ou poderes sobrenaturais, mas simplesmente com a chamada Síndrome Colinérgica, que nada mais é do que o resultado da estimulação excessiva dos receptores de acetilcolina ou seja, é uma overdose de acetilcolina no cérebro.
Certo, mas e daí? Bem, acontece que a overdose de acetilcolina no cérebro causa os mesmos sintomas, idênticos aos que acontecem aos abduzidos, como alteração no estado mental, suores, choros acentuados, confusão mental, taquicardia, fraqueza muscular e perda da memória. Acreditamos que os extraterrestres descobriram uma maneira de estimular os receptores de acetilcolina a um nível que leva diretamente à perda da lembrança dos acontecimentos, sem chegar ao coma — pois se grandes quantidades deste neurotransmissor for descarregado no organismo, este será o resultado ou até a morte.
Se durante a abdução os extraterrestres conseguirem produzir uma determinada quantidade de acetilcolina, está iria gerar um bloqueio no cérebro do abduzido. Durante todo o seqüestro o individuo ficaria em estado tal de confusão mental, que não se lembraria de nada do que aconteceu durante o estado induzido no qual estava. Esta é a chave, que entendemos ter encontrado. O nó agora está desfeito, então cabe agora saber o que fazer com a corda que sobrou. Se vamos utilizá-la para aprendermos a desatar outros nós ou criar mais, para que fiquemos alheios aos procedimentos de intervenção dos extraterrestres na vida humana.

--------------------------------------------------------------------

Bom agora que terminei de falar sobre abdução vou falar agora de Implantes Alienígenas .

** As pesquisas sobre micro chips implantados em seres humanos **

O norte-americano Derrel Sims, chefe de investigação Da "Found for Interactive Research and Space Technology" (FIRST), o mais conhecido pesquisador de implantes hoje em dia. Ex-funcionário da CIA e de outras agências de informação dos EUA, possui formação na área médica com especialização em hipnoterapia e hipnoanestesia. Atualmente, Derrel coleciona um conjunto de artefatos alienígenas retirados de humanos e acredita que uma explicação completa para o fenômeno Ufo tem que necessariamente passar pela pesquisa da abdução e dos implantes. Ele vem trabalhando em parceria com a equipe cirúrgica do Dr.Roger Leir, trabalho esse que recebeu recentemente enorme atenção da mídia após a remoção de vários objetos estranhos ao corpo humano em pessoas abduzidas. As peças de metal no organismo desses pacientes estavam envolvidas num denso labirinto membranoso e numa trama de proteínas e coágulos. Os cirurgiões nunca haviam visto nada parecido em muitos anos combinados de trabalho. O Dr. Leir foi avisado, antes das cirurgias, que se os objetos fossem de natureza alienígena, não haveria células inflamatórias e deveria haver células nervosas (do tipo errado) presentes. Depois de prontos os relatórios, o Dr. Leir fez descobertas incomuns: não havia reações inflamatórias, e os preceptores nervosos estavam presentes; havia células erradas para aquela parte do corpo. Então, o "National Institute of Discovery Science (NID)" concordou em custear a pesquisa, após uma rigorosa avaliação de 16 profissionais de altíssimo nível. Os objetos foram então transferidos para "Los Alamos" e, posteriormente, para o "Novo México Tech" para a realização de testes qualitativos e quantitativos, respectivamente. Conclusão final, após meses de testes e grandes gastos, foi a de que as amostras eram de origem meteórica. Os metalurgistas não sabiam que objetos tinham sido extraídos do corpo humano. Quando o Dr. Leir os informou disso, a reação veio com um sonoro impossível!". Ao que tudo indica, os objetos não são rejeitados pelo corpo humano, pois estão embrulhados" numa densa membrana fibrosa de material queratinoso própria da superfície cutânea. Um Laureado "Nobel" afirmou a um dos cirurgiões que se essa amostra pudesse ser substanciada e isolada a rejeição por órgãos transplantados seria coisa do passado", e que isso seria uma descoberta digna de um prêmio Nobel". O Dr. Derrel Sims diz: "Temos alguns objetos muito pequenos que seriam implantes nasais extraídos de crianças abduzidas, além de um implante ocular do tamanho de um grão de mostarda, implantes de joelho e um objeto em forma de meia lua, que foi removido do braço de um abduzido e uma variedade desses objetos. Estamos freqüentemente em busca de pessoas com supostos implantes que desejem ter esses objetos estudados in situ, e posteriormente extraídos, conclui.


---------------------------------------------------------

** OS PRIMEIROS EXAMES EM IMPLANTES ALIENÍGENAS **

Análises em artefatos encontrados nos corpos de abduzidos surpreendem os investigadores
No dia 19 de agosto de 1995, o doutor Roger Leir removeu cirurgicamente dois objetos dos corpos de dois contatados supostamente abduzidos por Ets. Para tentar verificar a origem destes objetos, a National Institute for Discovery Science(NIDS) conduziu uma inspeção externa detalhada, com base no teste de espectroscopia extensiva de raios laser. Para aumentar o número de informações sobre esses objetos, o NIDS também decidiu suprir os recursos com mais exames metalúrgicos realizados no laboratório New México Tech, na cidade norte-americana de Socorro, Novo México. Nesse caso, Leir fez um excelente trabalho documentando a extração dos corpos estranhos. Similarmente. O cuidado foi tomado em cada passo da transferência dos materiais durante o teste e no retorno dos exemplares.
O objetivo do envolvimento do NIDS foi o de estabelecer alguns padrões para o exame do material. Um grande número de especialistas foi consultado para determinar quais análises não destrutivas seriam apropriadas neste etapa da investigação. A bateria de testes recomendada diz respeito à estrutura química, mecânica e eletromagnética, compreendendo a técnica de imersão de densidade em tolueno, determinação de dureza e módulo elástico, além do uso de um microscópio de varredura eletrônica. De acordo com o relatório dos testes de Paul A. Fuierer, professor assistente do Departamento de Engenharia de Materiais do New México Tech, apresentada no dia 19 de julho de 1996, os exemplares examinados continuam duas peças semelhantes a palitos ou agulhas, primariamente de cor preta acinzentada, com algumas partes de suas superfícies na cor branca amarronzada.



EXAMES LABORATORIAS

- Descobriu-se que dois deles são fortemente magnetizados ao longo do comprimento dos seus eixos, embora nenhum seja condutor de energia. Em um dos objetos foi encontrada uma substâncias amarelada e uma alta concentração de um elemento reflexivo que parecia cobre. A densidade da massa dos exemplares foi medida utilizando-se uma técnica de imersão baseada no Princípio de Arquimedes, a qual consiste em submergir os exemplares em um líquido de densidade já conhecida. Nesse caso, foi utilizado o tolueno, ao invés de água, para evitar qualquer hidrólise possível ou reações de oxidação com o material. A diferença entre as densidades dos exemplares foi considerada significativa.


O índice de dureza foi obtido através da média calculada entre os valores da densidade e o tamanho das ranhuras feitas com um micro cortador de ponta de diamante. Um dos objetos era duro, como quartzo ou aço, enquanto que o outro, relativamente macio, como calcita. Por causa do pequeno tamanho dos implantes, a análise química ficou limitada a uma estimativa qualitativa na qual foi utilizada espectroscopia de dispersão de energia a raios-x e uma unidade auxiliar de um microscópio eletrônico de varredura. Como tais exemplares tinham uma membrana envolvendo-os, ao isolá-los foi necessário depositar uma pequena camada de carbono para evitar a carga elétrica, durante a leitura das imagens. Foram detectadas maiores quantidades de ferro, fósforo e cálcio, e alguns traços de cloro. O espectro mostrado foi todo obtido num intervalo de tempo de um minuto. Como não existe virtualmente diferença nesse espectro, foi concluído que a composição do material era uniforme.


DIFRAÇÃO DE RAIO-X

- Todas as tentativas de se obter um padrão de difração de raio-x dos exemplares, utilizando-se um difratômetro Philips, foram fracassadas. A detecção de qualquer reflexo em exemplares pequenos requer instrumentação e condições especiais. Por conseguinte, os exemplares foram levados a um local especial para raios-x, equipado com um difratômetro Simens D - 5000. Numa tentativa de estudar mais sobre o ferro encontrado no centro desses exemplares, foi efetuada a metalografia tradicional com um microscópio óptico. Embora a microestrutura não revelasse a estrutura clássica da perita, o sistema interpretado como supostamente de ferro-carbono com uma fase escura, poderia ser, talvez, simílima, uma substância obtida a partir do elemento químico ferro. Uma porcentagem de carbono finalmente disperso pode ser considerada a causa da alta dureza.


Após diversas análises, pudemos perceber que um dos exemplares pôde ser escrito como uma agulha, com um centro predominantemente de ferro não condutor e uma membrana envolvente cinza escura. Esta membrana, ou camada de material da superfície, tem como seus componentes ferro, cálcio, fósforo, cloro e muito possivelmente alguns elementos mais leves, como carbono e oxigênio. A análise de fase gasosa não foi totalmente conclusiva por causa do pequeno tamanho do exemplar. A microestrutura do centro do exemplar (polida e corroída), quando observada sob um microscópio óptico, lembra uma liga rica em ferro com grandes quantidades de carbono, provavelmente na forma de carbide de ferro. O composto é provavelmente ferroso, com um empacotamento de corpo do tipo centro-cúbico. Desde que os exemplares sejam magnetizados, sua dureza central torna-se muito alta, semelhante à dureza das ferramentas de metais carbonados.

O outro exemplar é uma mistura muito complexa de materiais. Enquanto que a parte interna é similar ao primeiro, a porção externa é feita de uma combinação de muitos elementos e fases diferentes, dependendo do local. Esse segundo exemplar apresenta uma substância flocosa, que pode ser um complexo mineral silicato. 



** IMPLANTES METEÓRICOS? **

- A hipótese de que as amostras teriam origens meteóricas foi levantada a partir do alto valor de dureza relativa obtido para o núcleo de ferro de uma delas, pois ligas de ferro muito duras podem ser encontradas em exemplares de meteoritos. De fato, características como a complexa combinação de diferentes elementos químicos, por exemplo, são similares a certos meteoritos.
As análises elementares feitas por espectroscopia energética dispersiva de raios-x indicaram ferro e fósforo como maiores componentes do material externo que envolvia o núcleo. Em adição, identificou-se um resíduo de fosfato de cálcio como possível fase dentro do material externo de ambos os exemplares. Curiosamente, a cloropatita está entre os minerais mais comuns dos meteoritos. Isso seria a justificativa para a presença de uma quantidade substancial de cálcio e menor quantidade de cloro detectada na amostra.
Contudo, nenhuma porção de níquel foi detectada na primeira amostra e somente uma quantidade mínima na segunda. Um pesquisador afirmou que "a maioria dos meteoritos contém entre 6 e 10% de níquel. Nenhum meteorito contém menos de 5% desse elemento". Uma explicação pode ser formulada com base no fato de que esses espécimes foram extraídos de um corpo, onde qualquer peça de ferro incrustada dentro de um tecido pode possivelmente causar uma reação de calcificação. Isso explicaria a presença de cálcio e fósforo na superfície dos exemplares. Não é surpreendente que as vítimas não tenham tido uma reação adversa ao objeto estranho. No entanto, devemos enfatizar que isso é apenas uma teorização sobre a origem dos espécimes baseada em dados e informações preliminares. Estudos mais aprofundados devem ser efetivados para provar qualquer tese.


-----------------------------------------------------------
** IMPLANTES **
Após décadas de estudos das abduções,somente agora médicos passaram a preocupar-secom os implantes e sua remoção cirúrgica. Pois os implantes constituem um dos aspectos mais polêmicos da Ufologia segundo especialistas,seriam minúsculos dispositivos eletrônicos inseridos nos corpos dos abduzidospara monitora-los ou controla-los.






















Roger Leir em priemeiro plano comandaa equipe médica que procede à detecção de um implante emuma vítima de abdução, com sua posterior remoçãopara análise mineralográfica










































O caçador de implantes extraterrestres.Considerado um importante estudioso de implantes e especialista em abduçãoDerrel Sims é um dos maiores expoentes da pesquisa ufológica mundial;ao lado do médico cirurgião Roger Leir desenvolve uma extensa investigação e tratamento em vítimas de seqüestros que retornam com corpos estranhos implantados em seus organismos.










Close da mostra de implantes de Derrel Simsde estranhos objetos retirados dos corpos de pessoas que passaram por experiência de abdução por seres extraterrestres

















Wallacy Albino ao lado do médico cirurgião Roger Leir



















Exemplo de um implante na mão de um abduzidonorte-americano, só detectado através de raio-x




















Os implantes nem sempre são microscópicosmas geralmente são objetos esféricos que não passam de 2 a 4 cmPodem ser metálicos ou de aparência plástica.Alguns tem dispositivos semelhantes a antenas


----------------------------------------------------------------------
** Implantes extraterrestres em humanos **

MUFON - Mutual UFO Network, um prestigiado grupo de pesquisas americano, apresentou o trabalho de dois pesquisadores que pode mudar o rumo das investigações relacionadas a seqüestros por OVNIs








No dia 23 de fevereiro de 1998, o Dr. Roger Leir e o terapeuta Derrel Sims ( pesquisador de abduções )apresentaram numa das reuniões da MUFON uma notícia fantástica. Em agosto de 1995, o pesquisador Derrel Sims levou ao Dr. Leir duas pessoas supostamente seqüestradas por seres extraterrestres e que apresentavam indícios de possuirem implantes introduzidos em seus corpos.Seqüestros por ETsEsses implantes foram cirurgicamente removidos imediatamente pelo Dr. Leir. Os resultados iniciais apresentados podem ser a evidência que faltava para provar que o seqüestro de humanos por alienígenas são uma realidade e não ficção.O Dr. Leir removeu três objetos implantados, sendo dois deles tirados de um único paciente. O terceiro objeto foi removido da parte superior da mão esquerda do segundo paciente. Estas pessoas não tinham o conhecimento de que possuíam esses implantes em seus corpos. Ambos os pacientes souberam dos objetos através de radiografias tiradas com outros objetivos.Até aquele momento nenhum dos pacientes havia reclamado de dores nos locais de implante. Outro fator interessante é a inexistência de marcas de incisão para a colocação dos implantes....um forte campo magnético...Antes da cirurgia de remoção, o Dr. Leir utilizou detectores de campo magnético e de metais com o objetivo de auxiliá-lo na exata localização dos implantes. Estranhamente os objetos apresentavam um alto campo magnético. Os pacientes foram anestesiados para a remoção localmente com doses de anestesia suficientes para seis horas de operação. Durante a cirurgia, o Dr. Leir tocou um dos implantes que estava alojado no dedo do pé do paciente, quando verificou uma estranha reação - o paciente aparentou levar um fortíssimo choque elétrico, pulando da mesa de cirurgia. O interessante é que os dois pacientes apresentaram este quadro, uma cirurgia muito dolorosa, apesar da quantidade suficiente de anestésicos.Estas respostas nervosas indicam que estes objetos estariam ligados diretamente a uma ramificação nervosa. Descrição dos objetos implantadosO primeiro objeto retirado tinha formato achatado triangular, aparentemente metálico e coberto por uma membrana densa de cor cinza. Imediatamente o Dr. Leir tentou cortar esta membrana sem sucesso. Todos os objetos retirados tinham a mesma aparência. O interessante para o Dr. Leir era a diferença entre a reação do corpo humano à presença de um objeto estranho qualquer com o que foi encontrado nestes dois casos.Normalmente qualquer objeto estranho ao corpo é circundado por uma capa fibrosa com anti-corpos que tentam destruí-lo, isolando o objeto e evitando uma possível infecção do organismo. No caso dos implantes, não existia esta isolação. Os objetos foram aceitos pelo organismo como se fizesse parte dele. Não possuíam a capa fibrosa normal, mas tinham uma capa rígida da cor cinza.Os implantes foram levados para Houston (Texas) pelo Sr. Derrel enquanto o Dr. Leir mandava as amostras do tecido que circundava os objetos para um patologista. Para o seu espanto, o relatório recebido afirmava que não existia qualquer tipo de inflamação comum referente à reação do corpo quando um objeto estranho lhe é inserido.Mais emocionante ainda:a membrana que envolvia os objetos possuía diversas terminações nervosas inexplicáveis.os objetos foram expostos à luz ultravioleta e mais uma vez apresentaram um estranho comportamento: passaram a brilhar com uma cor verde fluorescente.posteriormente os objetos foram secados ficando quebradiços, permitindo então que a membrana externa fosse retirada e enviada para análise.o exterior do casulo era achatado e triangular e ao retirar a membrana apresentou duas cápsulas de aparência metálica e de cor preta, com o formato da letra "T".testes iniciais da membrana externa mostraram que possuía composição idêntica ao próprio sangue do paciente.foram encontrados elementos de "queratina", normalmente existente na pele, cabelos e unhas dos seres humanos.

---------------------------------------------------------------------

** Brasileiro expele suposto micro chip **

Engenheiro brasileiro com aproximadamente 40 anos de idade, residente na cidade de Mogi das Cruzes – 59 km da capital de São Paulo – assustou “mais uma vez” os seus parentes no inicio do mês de Junho deste ano[2007]. O espanto se houve quando ele expeliu por via oral um pequeno objeto sólido de formato simétrico, com ranhuras que lembram em muito os famosos “micro chip’s” que ovniólogos[expressão correta para denominar um “ufólogo” brasileiro] do mundo todo caçam e estudam e filmes de Spielberg retratam.

-------------------------------------------------
** Implantes **

As barreiras impostas aos transplantes podem ser descritas em termos da disparidade entre doador e receptor: os enxertos podem ser classificados em auto-enxertos, isoenxertos aloenxertos e xenoenxertos. Os auto-enxertos de uma região para outra, não são estranhos, logo não provocam rejeição. Da mesma forma, isoenxertos entre indivíduos geneticamente idênticos (gêmeos monozigóticos, por exemplo) não desenvolvem antígenos estranhos ao receptor e não ativam a resposta de rejeição.

O aloenxerto é o transporte clínico comum, em que um individuo doa um órgão para um indivíduo geneticamente diferente. Assim as células do alo-enxerto irão manifestar alo-antigenes que serão reconhecidos como estranhos pelo hospedeiro. Um xenoenxerto é, regra geral, rapidamente rejeitado porque os anticorpos IgM (imunoglobulina IgM (imunoglobulina (linfócitos T). As respostas hospedeiro - versus - doador causam a rejeição do transplante dado que se o enxerto pode possuir antígenos que não estão presentes no receptor. Assim uma forma de controlar a rejeição de tecidos é a imunossupressão, a qual tem duas vertentes, a imunossupressão inespecifica para os antígenos ou a imunossupressão especifica para os antígenos. Sendo o tipo mais utilizado a imunossupressão inespecifica abranda ou elimina a atividade do sistema imune independentemente do antígeno.


Esta é a definição de implantes e da para a medicina. Agora põe-se as questões ”e os implantes alienígenas, para que servem? Porque não sofrem rejeição?” É o que se pretende com este artigo, no meu ponto de vista um pouco cientifico demais, é perceber afinal porque é que os implantes não são rejeitados pelo organismo, se mesmo certo tipo de materiais sofre rejeição, como é o caso do silicone.


Normalmente os implantes alienígenas são metais então podem ser facilmente rejeitados pelo organismo humano.


Se esse enxerto for feito na pele a rejeição é muito mais rápida, devido à quantidade de capilares existentes e a migração das células T

é mais rápida.
Assim quando ocorre rejeição de um enxerto o organismo passa a exibir os atributos de especificidade (anticorpos contra o enxerto) e memória (o organismo reconhece a constituição do enxerto e quando agredido reage novamente)
A maneira mais eficaz que os médicos utilizam para um enxerto não ser rejeitado é a utilização de anticorpos monoclinais que irão suprimir a atividade das células T no geral ou suprimir a atividade das sub-populações das células T no hospedeiro. Ou seja se existem menos células T existentes na corrente sanguínea estas não vão ativar a maturação das IgM
Conforme a pesquisa realizada por investigadores, esta aponta no sentido que é esta técnica usada nos casos de abdução e que é colocado um implante no abduzido.
Logo os abdutores (e é referido abdutor porque não podemos dizer que são alienígenas) ao injectarem anticorpos monoclonais podem facilmente impedir que o implante seja rejeitado pelo organismo. O que vai envolver um controlo do abduzido, ou seja, tem de ser monitorizado para não haver a rejeição, possivelmente atribui-se a esse fato o elevado número de horas passadas dentro da nave. Porque este processo a nível “terrestre”, se é que podemos tratar assim, é um processo demorado e que o paciente tem de tomar medicamentos durante alguns meses. E este processo nunca será reconhecido se forem feitas análises ao abduzido, isto porque quando são injetados Anticorpos monoclonais, desaparecem pouco tempo depois.
Seguidamente alguns casos serão apresentados para futuramente serem investigados numa visita ao Brasil, em Erasmus, onde através de estudos ao Sistema Imunitário destes abduzidos poder ter algumas conclusões.
Wilson Miranda ex-director da Globo que assistiu a uma regressão de um rapaz, de dez anos, abduzido e quando esse rapaz lhe iria mostrar o implante o senhor Wilson refere que também tem um implante e mostrou ao nosso colega Pepe Chaves. Estava implantado no antebraço, como se fosse um fino arame, pouco mais grosso que um grafite de lápis, com cerca de 1,5 cm de comprimento. E estava encostado na carne, não na pele, perto das axilas, na parte detrás do braço direito. Quando a colega Analigia lhe fez uma regressão revelou que ele era um abduzido por seres negros.
E também o caso do rapaz de Itatiaiuçu, que revelou ser também um abduzido, no evento de ovniologia do UFO UNA que decorreu no passado ano de 2005, que decorreu na cidade de Itaúna Serão certamente casos a estudar do ponto de vista cientifico.
Por fim gostaria de agradecer a todas as pessoas que tornaram possível a realização deste artigo “científico”, ao professor Filipe Inácio, lecionando a cadeira de imunológica na ERISA (Escola Superior de Saúde Ribeiro Sanches) em Lisboa, ao grande amigo Pepe Chaves por me informar em relação a estes dois casos, ao grande amigo Nuno Silveira, presidente da SPO (Sociedade Portuguesa de Ovniologia) que sempre acreditou na minha capacidade cientifica de desenvolvimento deste artigo, aos amigos da UFOVIA privasse pelo esforço, ao pessoal da SPO pela ajuda, enfim, a todos que tornaram este artigo possível.

Qualquer substancia que, em conseqüência de entrar em contacto com células apropriadas, induz estado de sensibilidade, pode produzir doença.

Molécula de imunoglobulina produzida por células T. Reagem com o antígeno de modo a “combater a doença”.

Classe de proteínas estruturalmente relacionadas. Possuem dois pares de cadeias polipeptídicas, sendo que um par é de cadeia leve (onde se dá as variações, para dar origem a IgM ou IgG, etc) e um par de cadeia pesada.

Responsável pela imunidade celular, têm uma vida longa (meses/anos)

As células T são apenas responsáveis pela maturação dos anticorpos, sendo que as células B são quem produz os anticorpos.

Anticorpos que só reagem com um único epitopo (forma mais simples de um determinado Antígeno. Porção do antígeno que se liga à porção do Anticorpo, ou seja ao parátipo), derivam de um único clone.

O ponto crucial na rejeição de um transplante é determinar se o enxerto possui antígenos que não estão presentes no receptor.
Uma das situações em que pode ocorrer rejeição de tecidos é no transplante da medula em que se pode originar a GVHH( doença enxerto versus hospedeiro) na qual a resposta é induzida por células T imunologicamente competentes (capazes de provocar reação) em receptores incapazes de rejeitar essas células. Isto acontece devido à incompatibilidade genética do hospedeiro. Assim estas células atacam principalmente a pele e os intestinos, provocando reações inflamatórias, dos indivíduos transplantados.
Em laboratório pode-se impedir que os animais usados para o estudo, não tenham células T e assim poder realizar os estudos sobre transplantes. Para isso faz-se a remoção do timo no período neonatal, antes que as células T maduras sejam lançadas na corrente sanguínea, seguidamente faz-se irradiação para remover qualquer célula T madura que tenha entrado em circulação. Porém deve-se ter sempre em atenção as células B e anticorpos pois estas também podem produzir danos no enxerto ou provocar reações inflamatórias.
As reações de rejeição dependem muito dos mecanismos infectores ou seja a intensidade da rejeição(hiperaguda, aguda e crônica). Assim uma rejeição hiperaguda são reações muito rápidas que demoram alguns minutos ou poucas horas, a aparecer e ocorrem quando o paciente já possui anticorpos contra o enxerto (que podem estar em circulação devido a transfusões sanguíneas ou a um anterior transplante). Estas reações fazem com que as células e fluidos sejam extravasados e impedem que o enxerto receba sangue. Pode ser evitado pelo pareamento AB0 (saber o grupo sanguíneo) e saber se o soro do doente possui anticorpos contra o enxerto.
As rejeições agudas manifestam-se em poucos dias/semanas e resulta da ativação das células T que irão atacar o enxerto.
A rejeição crônica é um processo lento chegando a demorar meses ou anos e não está totalmente estudado e não se sabe o porquê de ocorrerem.
Porem sabe-se que ao rejeitar um enxerto as principais complicações são inflamações ao nível do enxerto e nos tecidos que os rodeiam.
-------------------------------------------------------------------
** Como saber se tenho implantes? **

Este questionário poderá responder essa questão:

Questionário de sintomas de abdução

1- Já teve algum episódio de tempo perdido?

2- Já se sentiu paralisado na cama?
3- Tem alguma marca a qual você não sabe explicar?

4- Já viu esferas de luz, flashes?

5- Teve recordações de voar muito nítido ou muitos sonhos queenvolvem vôo?

6- Já sonhou com ETs, sendo examinado, agulhas, cirurgias, bebêsestranhos?

7- Já viu feixe de luz, névoas em seu quarto entrando por suajanela?

8- Já sonhou com Discos voadores, focos de luz ou ETs?

9- Já viu algum objeto não identificado?

10- Tem consciência cósmica,ecológia,ambiental,vegetarianismo ousenso humanitário?

11- Tem um sentido forte de ter uma missão ou tarefa importante a executar, sem saber de onde vem essa compulsão?

12- Tem um sentimento secreto que você é "especial"ou "escolhido" de algum modo.

13- Aconteceram eventos especiais e estranhos no decorrer de suavida?

14- Teve experiências psíquicas tais como saber o que vai acontecer antes que aconteça?

15- Para mulheres somente: Tiveram gravidez falsa?

16- Acordou em outro lugar onde você foi dormir, ou em posiçãodiferente?

17- Já sonhou com olhos tais como olhos de animais (corujas,cervos)ou sentir que estão te olhando?

18- Já acordou no meio da noite com a impressão de ter gente emseu quarto?

19- Já sentiu sensação de estar sendo levado contra sua vontade?

20- Tem algum tipo de fobias inexplicavelmente? (altura, serpentes, aranhas, insetos grandes, determinados sons, luzes brilhantes, estar sozinho?

21- Enfrentou problemas de se sentir só no mundo?
22- Alguém já experimentou com você a sensação de paralisia,imobilidade especialmente quando você dorme a seu lado?

23- Tem memória de haver um lugar especial com significado especial?

24- Existem pessoas em sua vida que diz ter testemunhado um OVNIou ET?

25- Em alguma época de sua vida, você acordou com manchas desangue em sua cama, sem nenhuma explicação?

26- Tem interesse em assuntos relacionados a UFOs?

27- Ou ao extremo; Tem aversão a esses assuntos e evita falar sobre eles mesmo que já tenha vivido alguma experiência assinalada nesse questionário?

28- Foi compelido a andar para uma área afastada ou desconhecida?

29- Já sentiu a impressão de estar sendo observado especialmente ä noite?

30- Já sonhou com pessoas passando por janelas fechadas ouatravessando paredes?

31- Já viu uma névoa ou um embasamento estranho onde não deveriaestar?

32- Ouviu sons como zumbidos ou pulsantes se você poderidentificar a fonte?

33- Já acordou com sangramento nasal ou auditivo entre outros?
34- Já despertou com uma sensação estranha em seus genitais que não foram explicados?

35- Já sentiu problemas de garganta (nada relacionado cominfecções) e na vértebra T-3 ou acordou com uma rigidez incomum em qualquer parte do corpo (não câimbras)?

36- Já teve sinusite crônica ou problemas nasais?
37- Já passou por algum aparelho eletrônico e estranhamente eledeixou de funcionar (luzes, tvs, rádios etc)?

38- Já viu alguma figura próxima a sua cama?

39- Ouviu sons freqüentes ou esporádico em suas orelhas,especialmente em uma orelha?

40- Tem medo incomum de doutores ou tende a evitar procedimentosmédico?

41- Tem insônia ou desordem no sono?

42- Tem sensações estranhas freqüentes ou esporádicos especialmente nos seios da face, atrás de um olho ou em uma orelha?

43- Já teve a sensação de que você pode ficar louco?

44- Já experimentou experiências paranormais, psíquicas incluindoa intuição?

45- Tem tendências a comportamentos compulsivos ou adictos?

46- Já canalizou mensagens telepáticas ou extre-terrestres?

47- Já ouviu alguma voz em sua cabeça talvez instruindo ou guiando?

48- Quando criança, tinha medo de que alguma coisa estivesseescondido em seu quarto?

49- Teve problemas sexuais ou de relacionamento (tais como um"sentimento impar" onde você não deve se envolver em nenhumrelacionamento porque interferiria em algo?

50- Tem que dormir de encontro à parede?

51- Receia que você deve estar vigilante ou você dera banido dealguma forma?

52- Tem dificuldades de confiar nas pessoas especialmente figurasde autoridade?

53- Teve sonhos de destruição ou catástrofe?

54- Tem sentimentos de que você não deve falar sobre certosassuntos?

55- Experimentou mais de 15% desta lista e familiares também?

56- Já tentou resolver esses problemas com especialistas, médicos, religiosos sem nenhum sucesso?

58- Tem mais de 20% dessas características mas não consegue lembrar sobre abdução ou encontro com ETs?

Listagem dos principais sinais de “abduções”


Atenção: Quem apresentar algumas destas situações não é obrigatoriamente vítima de “abduções”



.Efeitos psicológicos

• Ansiedade persistente e sem razão aparente

• Fobias repentinas que surgem em certos locais

• Tendência a procurar isolamento

• Perturbações no sono, insônias

• Pesadelos repetitivos e persistentes

• Sonhos que envolvem parte de “abduções” (recentes ou antigas)

• Medo súbito ou suores noturnos

• Dormir com a luz acesa (em adulto)

• Recordações ou “flashes” que surgem repentinamente

• Irritabilidade e mau humor que surge depois da “abdução” ou quando surgem recordações

• Cansaço extremo ou fadiga persistente• Percepção de falhas de tempo

• Revolta contra tudo e todos

• Sensação de impotência perante as “abduções”

• Medo do anoitecer e não querer dormir• Sentimento de isolamento e incapacidade de comunicar



• Sentimento de vulnerabilidade á noite

• Medo de exames médicos e hospitais• Medo de alturas, elevadores, de certos animais e de contactos sexuais• Medo do escuro e de estar sozinho á noite

• Dormir com a luz acesa (em adulto)

• Sensação de ter implantes

Efeitos físicos
Aparecimento inexplicável de:



• Cortes

• Marcas de pele retirada

• Sangramento nasal, nos ouvidos e reto

• Paralisia ou imobilidade

• Gravidez inexplicável e posterior remoção do feto

• Problemas ginecológicos e urológicos

• Negras e hematomas

• Pequenos pontinhos (um ou mais)

• Doenças súbitas que não acusam as causas

• Perdas de memória• Sintomas gastrintestinais permanentes

• Descoberta de implantes


Mudanças na personalidade



• Mudança no hábito alimentar



• Súbito interesse no estudo do fenômeno ovni



• Sensação forte de se ser diferente e de não se pertencer “aqui”
• Interesse em questões ambientais e pacifistas

• Sensação de falta de “alguém” que nos espera ou que deixamos lá


• Sentido de missão a cumprir

• Ligação forte com eles (extraterrestres) e de partilha de genes (manipulação genética que se manifesta fisicamente ao fim de varias gerações)

• Estranhar a presença e proximidade de “humanos” e seus comportamentosDesenvolvimento psíquico

• Telepatia

• Telecinesia

• Percepção extrasensorial (PES)

• Premonição

MOLDES DE UMA ABDUÇÃO MODELO1.

A testemunha é raptada pela força e introduzida num objeto. Vê uma luz brilhante.2. Ouve um zumbido geralmente de caráter musical.3. A testemunha se sente num meio sem gravidade, como se o corpo flutuasse.4. Avança por um corredor ou conduto.5. Aproxima-se de uma porta.6. Encontra-se com um ser que flutua e que às vezes está rodeado por um halo luminoso.7. Comunica-se telepaticamente com o ser.8. A testemunha vê ante si própria, como numa tela, uma rápida sucessão de cenas pertencentes à sua própria vida.9. A testemunha é examinada medicamente.10. Recebe determinadas ordens que deve cumprir.11. E novamente depositada fora da nave.12. Geralmente a testemunha sofre alteraçõesda sua personalidade, na sua escala de valores, nas suas crenças, depois do seqüestro e comoaparente conseqüência dele.


--------------------------------------------------------------------



** Os implantes extraterrestresnos humanos **


Pequenos objetos introduzidos misteriosamente nas pessoas abduzidas são cada vez mais freqüentes em todo o mundo. mas afinal, qual a finalidade destes? Seria para nos vigiar? Eles voltarão outras vezes para visitar estas mesmas pessoas? Isto causa algum efeito prejudicial à saúde da pessoa?

No dia 23 de fevereiro de 1998, o Dr. Roger Leir e o terapeuta Derrel Sims (pesquisador de abduções)apresentaram numa das reuniões da MUFON uma notícia fantástica. Em agosto de 1995, o pesquisador Derrel Sims levou ao Dr. Leir duas pessoas supostamente seqüestradas por seres extraterrestres e que apresentavam indícios de possuírem implantes introduzidos em seus corpos.
Seqüestros por ETsEsses implantes foram cirurgicamente removidos imediatamente pelo Dr. Leir. Os resultados iniciais apresentados podem ser a evidência que faltava para provar que o seqüestro de humanos por alienígenas são uma realidade e não ficção.
O Dr. Leir removeu três objetos implantados, sendo dois deles tirados de um único paciente. O terceiro objeto foi removido da parte superior da mão esquerda do segundo paciente. Estas pessoas não tinham o conhecimento de que possuíam esses implantes em seus corpos. Ambos os pacientes souberam dos objetos através de radiografias tiradas com outros objetivos.
Até aquele momento nenhum dos pacientes havia reclamado de dores nos locais de implante. Outro fator interessante é a inexistência de marcas de incisão para a colocação dos implantes.




















...um forte campo magnético...Antes da cirurgia de remoção, o Dr. Leir utilizou detectores de campo magnético e de metais com o objetivo de auxiliá-lo na exata localização dos implantes. Estranhamente os objetos apresentavam um alto campo magnético. Os pacientes foram anestesiados para a remoção localmente com doses de anestesia suficientes para seis horas de operação. Durante a cirurgia, o Dr. Leir tocou um dos implantes que estava alojado no dedo do pé do paciente, quando verificou uma estranha reação - o paciente aparentou levar um fortíssimo choque elétrico, pulando da mesa de cirurgia. O interessante é que os dois pacientes apresentaram este quadro, uma cirurgia muito dolorosa, apesar da quantidade suficiente de anestésicos. Estas respostas nervosas indicam que estes objetos estariam ligados diretamente a uma ramificação nervosa.
Descrição dos objetos implantadosO primeiro objeto retirado tinha formato achatado triangular, aparentemente metálico e coberto por uma membrana densa de cor cinza. Imediatamente o Dr. Leir tentou cortar esta membrana sem sucesso. Todos os objetos retirados tinham a mesma aparência. O interessante para o Dr. Leir era a diferença entre a reação do corpo humano à presença de um objeto estranho qualquer com o que foi encontrado nestes dois casos.
Normalmente qualquer objeto estranho ao corpo é circundado por uma capa fibrosa com anti-corpos que tentam destruí-lo, isolando o objeto e evitando uma possível infecção do organismo. No caso dos implantes, não existia esta isolação. Os objetos foram aceitos pelo organismo como se fizesse parte dele. Não possuíam a capa fibrosa normal, mas tinham uma capa rígida da cor cinza.














Descrição dos objetos implantadosO primeiro objeto retirado tinha formato achatado triangular, aparentemente metálico e coberto por uma membrana densa de cor cinza. Imediatamente o Dr. Leir tentou cortar esta membrana sem sucesso. Todos os objetos retirados tinham a mesma aparência. O interessante para o Dr. Leir era a diferença entre a reação do corpo humano à presença de um objeto estranho qualquer com o que foi encontrado nestes dois casos.
Normalmente qualquer objeto estranho ao corpo é circundado por uma capa fibrosa com anti-corpos que tentam destruí-lo, isolando o objeto e evitando uma possível infecção do organismo. No caso dos implantes, não existia esta isolação. Os objetos foram aceitos pelo organismo como se fizesse parte dele. Não possuíam a capa fibrosa normal, mas tinham uma capa rígida da cor cinza.
Os implantes foram levados para Houston (Texas) pelo Sr. Derrel enquanto o Dr. Leir mandava as amostras do tecido que circundava os objetos para um patologista. Para o seu espanto, o relatório recebido afirmava que não existia qualquer tipo de inflamação comum referente à reação do corpo quando um objeto estranho lhe é inserido.
Mais emocionante ainda:
a membrana que envolvia os objetos possuía diversas terminações nervosas inexplicáveis.
os objetos foram expostos à luz ultravioleta e mais uma vez apresentaram um estranho comportamento: passaram a brilhar com uma cor verde fluorescente.
posteriormente os objetos foram secados ficando quebradiços, permitindo então que a membrana externa fosse retirada e enviada para análise.
o exterior do casulo era achatado e triangular e ao retirar a membrana apresentou duas cápsulas de aparência metálica e de cor preta, com o formato da letra "T".
testes iniciais da membrana externa mostraram que possuía composição idêntica ao próprio sangue do paciente.
foram encontrados elementos de "queratina", normalmente existente na pele, cabelos e unhas dos seres humanos.
























MILHARES DE PESSOAS AFIRMAM TER SIDO CAPTADAS POR ALIENIGENAS. MAS UMA QUESTÃO FICA POR TRÁZ DESTAS HISTÓRIAS ONDE ESTÃO AS PROVAS?

MUITAS VITIMAS DIZEM QUE SÃO OS OBJETOS DENTRO DE SEUS CORPOS : IMPLANTADOS POR RAPTORES ALIENIGENAS. COM PROPOSITO DESCONEHCIDO.

Seria uma remoção cirúrgica de um implante a prova de alienígenas entre nós ?

- com isto teremos a oportunidade de desvendar este mistério

- Whitney strieber já era um escritor de sucesso quando publicou um livro sobre sua experiência como vitima.
O livro “communion” causou uma grande reação mundial.
E Whitney ficou chocado ao saber que milhares passaram pelo mesmo. E muitos falavam a ele de objetos encontrados em se us corpos. Whitney afirma que se forem implantes alienígenas isso seria horrível. E para que serviriam ?

Uma vez ele encontrou um homem que acreditava ter um implante desses em seu corpo. O paciente prefere ser chamado de “Paul”

O PACIENTE

- Withney

Paul como você notou o implante ?

- Paul

estava esquiando com amigos e sofri uma queda. E no raio x da minha mão. Lá estava este objeto estranho.

- Whitney

como se sentiu ao saber que havia um objeto ali ?

- Paul

pensei : “ porque eu ? não sou uma pessoa extraordinária e nem quero ser ”

me senti como um animal selvagem , ou como um gado. Não sei como isto influencia minha vida, minha saúde não quero isto em mim: não dei minha permissão para isso.

- Roger Leir
“ pesquisador de implantes ”

o objeto esta no polegar e será simples isolá-lo e removê-lo.

O medico Dr. Roger Leir e o ufólogo Derrel Sims estudaram centenas de casos de supostos implantes alienígenas e Leir já removeu dois objetos de supostas abduções.

- Derrer Sims

estão por toda parte. No crânio , no cérebro , nos pulmões em qualquer lugar da anatomia humana.

Dr Roger

- estamos aplicando um método cientifico e usando princípios para conhecer este fenômeno e o que está havendo nestas pessoas.


“ até agora, os testes não deram em nenhum resultados conclusivos. Mas Leir acha que o objeto na mão de Paul é diferente e que pode ser a prova que estão procurando.
Ele baseia a conclusão em um detalhe curioso ”

Dr Roger
- Paul é um caso interessante.

Examinamos sua mão e braço. Procuramos as marcas da entrada do objeto. e não vimos nenhuma.

- Paul

não havia cicatriz. Entrou por algum lugar, de alguma forma.

“ Paul não se lembra de ter se ferido mesmo quando criança. Mas talvez este mistério não seja assim tão misterioso. ”

- se o corte acompanhou as rugas do dedo não daria para notar

“ a Dra. Nasreen Badu – Kahn , da universidade da Califórnia acredita que há uma explicação mais inocente para o objeto.

Dra. Nasreen

É fácil nos esquecermos de um machucado, de um lápis pontudo. Muitos não se lembra, pode não ter notado que algo entrou e a pele pode ter cicatrizado tão bem que não deixou marcas

“ mas Leir e Sims acreditam que outros objetos removidos dão a entender que a uma coisa inteligente esta envolvida. ”

- Sims

estavam ligados a nervos, o que mostra um procedimento que permite o monitoramento e o controle de funções biológicas.

Dr. Roger

Poderiam ser rastreadores, ou monitores de mudanças genéticas ou progressão genética no corpo. Talvez tenham um propósito que nem poderíamos imaginar.

“ o que é o objeto estranho no corpo de Paul ?
o único meio de saber é removendo o objeto ”

- Whitney

tem medo de extrair isto ?

- Paul

Tenho medo do que pode acontecer durando a extração. Será que vai me fazer mal se for removido?

Não sei. Se estou ansioso e com medo?

É claro que estou. Ficarei aliviado se não for alienígena? Pode apostar.

A CIRURGIA

“ A equipe começa a trabalhar, a mão de Paul recebe anestesia local.

O cirurgião faz a incisão, e retira o objeto desconhecido. O objeto é escuro quase da cor preta. ”

Dr. Roger

- Este objeto é diferente de outros geralmente retirados do corpo. É um dos objetos mais estranhos que já vi em 34 anos de medicina.

A ANÁLISE

“ primeiro passo da análise é estudar a superfície do objeto. Ele foi examinado em um microscópio eletrônico a ampliação possível é de até 500 vezes o tamanho real.

Parece ser de ferro, talvez um fragmento de alguma faca. Mas agora será analizado o que há sob a superfície do objeto do lado de dentro. Para isso foi levado até a universidade do Texas “ at san Antonio “.

- Robert Smith Phd.
Professor de geologia.

Parece que é um óxido de ferro.

Se pudermos esmagá-los veremos melhor sua estrutura interna.

“ o interior do objeto resistiu ao esmagamento. Na análise por raio x. os resultados foram curiosos. Não correspondia a nenhuma das 65 mil substancias em seus arquivos de computador.

- Robert Smith

ao esta nos arquivos. Não sei no que pensar no momento. São todas as substancias conhecidas do planeta.

“ segundo o laudo do laboratório, se o material for ferro “ não tem quaisquer arranjos internos de átomos ou íons. ”
as substancias desta amostra continuam a ser um mistério.

Dr Roger

- Elas podem ter sido combinadas pela natureza.ou pelo homem por uma física diferente que conhecemos muito pouco.

- Withney

é uma descoberta extraordinária porquê não se pode identificar ? para mim, é a confirmação de que estes fenômenos de abdução e de implantes precisam ser levados a sério e estudados.

“ outros testes poderão dar mais respostas sobre o objeto. Até lá Paul precisa lidar com as emoções inesperadas que sente.

- Paul

uma sensação de vazio, como se meu cãozinho tivesse morrido. Não sei explicar é como se estivesse faltando alguma coisa.

------------------------------------------------- 

** SEXO e os UFOs **

Recentemente quando o fenômeno da abdução tornou-se um dos principais aspectos da ufologia, os relatos de experiências sexuais entre as vítimas e os alienígenas cresceram.
Se não são todas fraudes, ilusão ou desordem psíquica, então são verdadeiros.
Em casos como esses, onde as coisas mais extraordinárias acontecem, a sinceridade das testemunhas, e ainda, as evidências que somente afetam as convicções individuais daqueles que participaram, por vontade própria ou não, já nos dão uma boa medida com o que estamos lidando.
A relação sexo-UFO era muito rara até os anos 50, quando começou a se ouvir as estórias de Howard Menger e dos seus encontros com seres alienígenas, sendo que ele mesmo se casaria com uma suposta alienígena.
Menger, que era um pintor, veio à público em 1956 com a estória de contatos alienígenas que datavam de 1932, quando ele encontrou uma linda venusiana sentada numa pedra em uma floresta.
Embora tivesse somente 10 anos de idade, ele se sentiu muito atraído fisicamente por ela.
Durante a 2ª Guerra Mundial, servindo como soldado no Havaí, Menger encontrou outra linda alienígena de cabelos negros.
‘Embora eu me lembrasse vagamente da garota sentada na pedra, esta também emitia a mesma expressão serena e amorosa. Na sua presença eu sentia humildade e bondade, mas também uma grande atração física", disse na época Menger.
Quando voltava para casa em New Jersey, em 1946, Menger encontrou novamente a "garota da pedra", mas desta vez ela saiu de um disco voador vestida com um roupa colante azul-acizentada, que delineava o seu corpo perfeito.
Depois de lhe informar sobre a sua missão na Terra, que era divulgar o amor e a paz entre os homens, ela lhe deu um beijo na bochecha.
Menger lhe perguntou se iriam se ver novamente, ela disse que não, mas que um dia ele conheceria a sua irmã, uma venusiana encarnada na Terra.
"Ela vai trabalhar com você e ficará ao seu lado por toda a vida. Você a reconhecerá assim que a vir", disse a mulher.
Dez anos depois vários seguidores de Menger o acompanharam até uma fazenda próxima à High Farm, onde, de acordo com ele, apareceriam naves espaciais e alienígenas.
Certo dia no meio de uma palestra na fazenda, ele viu uma linda mulher no meio da multidão...era Connie Weber, a sua venusiana encarnada, com quem mais tarde teve dois filhos.
Ufólogos conservadores ridicularizam as extravagantes afirmações dos contactados, mas a maioria leva à sério os relatos de humanóides. Esses contatos são conhecidos como Contatos Imediatos do 3º Grau.
Mas um encontro com alienígenas, envolvendo uma interação humano/ET, se diferencia de tudo já visto antes.
No dia 16 de outubro de 1957, às 01:00, Antônio Villas-Boas, foi levado do seu trator para o interior de um UFO por seres vestindo roupas com máscaras.
Lá ele viu seres com roupas espaciais, que tiraram a sua roupa e lhe passaram um óleo sobre o seu corpo, coletaram amostras de sangue e o deixaram sozinho num quarto onde havia somente uma espécie de cama.
Alguns minutos depois uma mulher nua, de cabelos loiros, com olhos finos entrou no quarto.
Sem dizer uma palavra ela e Villas-Boas mantiveram relações sexuais, mas sem se beijar.
Após a Segunda vez, ela coletou o sêmen dele e colocou num potinho. Quando ela estava indo embora apontou para a sua própria barriga e depois para o céu, como se quizesse dizer que o seu filho nasceria em um outro planeta.
Mais tarde Villas-Boas se tornou um advogado e casou-se e teve 4 filhos.
Com o tempo, enquanto as abduções aumentavam, casos como o de Villas-Boas também cresciam.
Um caso ocorrido em 1968 e publicado no livro "The Ufonauts", de Hans Holzer, foi o de Shane Kurz, de Westmoreland, Nova York, EUA, durante uma onda ufológica, quando a jovem viu um objeto cilíndrico na noite de 2 de maio.
Meia hora depois ela caiu no solo profundamente.
Quando a sua mãe foi vê-la, às 04:00, ela não estava na cama e achando que poderia estar no banheiro não se preocupou.
Na manhã seguinte, sua mãe foi vê-la novamente e ela estava deitada na cama, só que a porta da frente da casa estava aberta e haviam marcas de pegadas enlameadas até o quarto.
Shane estava deitada de robe, em cima dos lençóis e usando os seus chinelos de dormir...sujos de lama!
"Dois dias depois", disse Hane, "eu percebi duas marcas avermelhadas no meu abdômen e uma linha no meu umbigo".
Outros sintomas físicos, como olhos queimando e círculo menstrual desrregulado, a levaram procurar um médico.
Em 1975, sob hipnose ela se lembrou de alguns fatos ocorridos em maio de 1968.
Ela recordou ter ouvido uma voz e ter visto uma luz no seu quarto, depois andado para um local lamacento próximo à sua casa.
Lá um feixe de luz quente a levou para o interior de um UFO ovóide.
Dentro dele, a sala onde estava se parecia com um consultório médico.
Ela encontrou um ser com olhos negros e sem nariz.
O ser lhe disse: "Você é especial", e ordenou que ela tirasse a blusa e deitasse numa mesa.
Enquanto falava com ele, ela pode perceber um outro ser atrás desse.
"Eles eram parecidos, mas este tinha um sobretudo longo. Eles estão pegando o meu braço e me arranhando. Isso machuca".
"Tem um zumbido perto do meu ouvido, eu sei o que eles estão falando. Eles estão pedindo para eu relaxar".
Esse ser, que Shane pensa ser o médico, lhe disse que ela era uma boa reprodutora.
Esse "médico" levou-a até uma outra sala onde uma agulha foi inserida no seu umbigo.
Um humanóide vestindo um cachecol, que ela achou ser o líder, falou-lhe que ela seria a mãe de um filho seu.
Shane protestou raivosamente.
O "médico" deixou a sala e o "’lider" despiu-se e depois passou um óleo no peito e abdômen dela dizendo que isso a estimularia.
O ser que tinha o corpo e as genitálias parecidas com as dos humanos, após o ato sexual a deixou ir embora e disse que ela não se lembraria de nada.
No início dos anos 80, vários outros casos ocorreram.
Um episódio desses foi o caso de Joselino de Mattos, outro brasileiro, que na noite de 13 de abril de 1979, caminhava com o seu irmão, quando ambos viram um objeto se aproximando. Os dois perderam a consciência.
Hipnotizado em 1981, Joselino se lembrou de ter sido levado à bordo do objeto e ficado numa "sala de hospital", onde vários humanóides recolheram amostras de seu sêmen.
Depois uma mulher entrou na sala e manteve relações com ele. Após a relação ela disse: "Talvez essa semente sobreviva", e saiu da sala.
Os outros seres asseguraram-no que tinham boas intenções e deixaram-no partir juntamente com o seu irmão.
Ao contrário do que aconteceu em outros casos, este foi pesquisado e alguns aspectos – tais como o avistamento do objeto por várias outras pessoas distintas, impressionam.
Por outro lado, a eficácia da regressão hipnótica dificilmente é aceita pelos críticos.
Verdadeiro ou falso, este é apenas um dos muitos casos registrados no Brasil nas décadas de 70 e 80, mesmo que no resto da América Latina sejam raros.
Num extenso trabalho realizado sobre os casos de abdução desde 1985, o ufólogo Thomas Bullard verificou que os contatos alienígenas com relações sexuais são raros.
Os estudos de Bullard foram divulgados em 1987, ano no qual os aspectos sexuais da abdução estavam no auge.
A principal fonte sobre esses casos seria o livro de Budd Hopkins "Intruders" , onde ele descreve certos eventos onde mulheres são fecundados e depois inexplicavelmente o feto some.
Mais tarde elas são novamente abduzidas e tem a oportunidade de ver os seus filhos com feições alienígenas e terrestres.
No seu livro Hopkins fala que não conhece nenhum caso de relações sexuais envolvendo humanos e alienígenas.
A gravidez é feita artificialmente.
Casos de relações sexuais existem sim no livro de Hopkins, mesmo que o autor não fale claramente.
Neste caso, uma abduzida se lembra de um sonho que teve onde ela fazia sexo com um homem estranho. Com olhos engraçados e cabeça grande...mesmo com 13 anos de idade ela ficou grávida, e insistia que era virgem. Mais tarde ela fez um aborto.
Em outra ocasião, Hopkins escreveu que conheceu 4 homens que haviam tido relações sexuais nas suas abduções.
"Se já é difícil para os homens abduzidos se lembrarem do que aconteceu e descrever o que aconteceu nas suas experiências", disse Hopkins, " imagine descrever essa relação. É quase um estupro".
Em duas ocasiões os homens descreveram as suas "amantes" como sendo híbridas e em outra experiência, os seres eram do tipo gray.
Outro pesquisador de abdução, David Jacobs, descobriu uma nova etapa no fenômeno da abdução: a interação de alienígenas nas relações sexuais humanas.
Através da hipnose e das lembranças conscientes de um grupo de abduzidos do estado da Filadélfia, Jacobs delineou os contornos dessas experiências.
"Quanto mais informações consigo, mas eu vejo o quanto é complexo este assunto".
Jacobs descobriu que os alienígenas tem algum interesse na sexualidade humana.
Algumas vezes os grays aparecem no quarto onde pessoas estão mantendo relações.
Uma das pessoas do casal já foi abduzido, e mesmo que ele ou ela percebam a sua presença, não conseguem parar, indicando que os alienígenas tem alguma espécie de poder que controla as nossas vontades.
Freqüentemente o abduzido será levado até um local no UFO onde encontrará outra pessoa.
Os alienígenas deixam bem claro que querem que o abduzido tenha relações sexuais com a outra pessoa, que ela nem conhece, e parece estar inconsciente.
Eles olham profundamente nos olhos do abduzido quando este chega ao orgasmo.
É bom enfatizar que essa não é uma situação prazerosa e que a maioria das pessoas se sente inconfortável ou traumatizada.
Num dos casos de Jacobs, uma vítima de 15 anos foi forçada a fazer sexo com um homem de meia idade, cujos olhos estavam vidrados, nebulosos...sem foco.
Após a experiência, mesmo sem lembrar do que aconteceu, as mulheres abduzidas tem estranhos problemas vaginais.
Os abduzidos homens podem sofrer distúrbios sexuais, incluindo impotência e obsessão por sado-masoquismo, como conseqüência de seus encontros.
Jacobs escreve que durante a abdução, na comunicação entre os seqüestradores e as vítimas, e nas experiências e alteração do estado mental e emocional, os seres olham fixamente para os olhos das pessoas. Depois dos pequenos seres realizarem as suas experiências, o líder, normalmente o ser mais alto, fica perto do abduzido e com os seus enormes e negros olhos fixam no da pessoa e conseguem qualquer informação dela ou colocar na cabeça delas o que querem.
Algumas vezes as pessoas são induzidas a ter um orgasmo à partir de imagens holográficas colocadas nas suas mentes.
Outra forma de alucinação ocorre quando um abduzido é feito acreditar que o seu marido, ou amante é um deles, mesmo que o seu parceiro sexual seja um alienígenas.
A penetração ocorre rapidamente, sem as premissas ou outro tipo de preparação.
O objeto penetrante, que pode ou não ser um pênis, é geralmente fino e pequeno.
Um estudo feito pela MUFON, num universo de 215 casos, em 10 deles foram relatados experiências sexuais alienígenas.
Nos 1700 casos pesquisados por Bullard, ele descobriu padrões diferentes para a abdução em relação à idade das pessoas.
O maior interesse é quando a atividade sexual está aflorando e continua até os 20 e 30 anos, decrescendo quando ficam mais velhos.
Nesta interpretação as memórias verdadeiras são "trancadas" no subconsciente.
A evidência, entretanto, é inconclusiva e problemática.
A hipótese de que certos seres humanos tem relações sexuais com extraterrestres é tão extraordinária e tão sem sustentação, que uma explicação cética é inevitável.
As pesquisas nessa área ainda estão engatinhando.
Por agora, enquanto consideramos essas afirmações extremamente experimentais, não temos ainda qualquer tipo de explicação, deveríamos ao menos conhecer os limites do nosso conhecimento e aguardar por mais detalhes.

-----------------------------------------------------------------------
** Experiências sexuais entre humanos e ETs **
Um dos aspectos mais controvertidos do Fenômeno UFO é, sem dúvida, o dos contatos com tripulações de objetos voadores não identificados, conhecidos como contatos imediatos de 3º, 4º e 5° graus. Desde o início da chamada Era Moderna dos Discos Voadores, numerosos casos têm sido estudados pelos mais diversos pesquisadores do tema, sendo grande parcela desses contatos descartada por não resistirem a uma análise criteriosa. No entanto, o fenômeno da abdução passou a ser considerado um dos principais assuntos tratados pela Ufologia, principalmente os relatos de experiências sexuais entre seres humanos e alienígenas. Em casos como esses, onde fatos extraordinários acontecem, pela sinceridade das testemunhas e pelas evidências dos fatos – que somente afetam as convicções individuais daqueles que participaram, por vontade própria ou não, das experiências, – é possível saber com o que estamos lidando. Vista pelo leigo, a questão pode ser resumida para o campo de meros atos sexuais a bordo de UFOs. Para os especialistas, no entanto, estamos lidando com experiências sofisticadas em que aliens buscam intercurso com humanos por razões científicas e genéticas. Seja como for, esses casos eram muito raros até meados dos anos 50, quando então começaram a surgir as estórias de Howard Menger, um pintor que alegava manter contatos com seres alienígenas. Seu caso veio a público em 1.956, quando ele disse ter encontrado uma linda venusiana sentada em uma pedra numa floresta. Embora tivesse somente 10 anos de idade, Menger se sentiu muito atraído fisicamente pela misteriosa criatura. Já durante a Segunda Guerra Mundial, servindo como soldado no Havaí, o homem teria encontrado outra linda alienígena de cabelos negros. "Embora eu me lembrasse vagamente da garota sentada na pedra, esta também emitia a mesma expressão serena e amorosa. Na sua presença eu sentia humildade e bondade, e também uma grande atração física por ela", conta. Em 1.946, quando voltava para casa, em New Jersey (EUA), Menger encontrou novamente a garota da pedra, mas desta vez ela havia saído de um UFO vestida com uma roupa colante azul acinzentada, que delineava seu corpo perfeito. Depois de lhe informar sobre sua missão na Terra – divulgar o amor e a paz entre os homens –, a garota lhe deu um beijo no rosto. Menger chegou a lhe perguntar se iriam se ver novamente, obtendo uma resposta negativa. Mas ela prometeu que um dia ele conheceria sua irmã, uma venusiana encarnada na Terra. "Ela vai trabalhar com você e ficará ao seu lado por toda a vida. Você a reconhecerá assim que a vir", confirmou a mulher. Dez anos depois, vários seguidores de Menger o acompanharam até uma fazenda próxima a High Farm, na costa oeste norte-americana, onde apareceriam naves espaciais e tripulantes alienígenas. Certo dia, numa palestra naquela propriedade, Menger viu uma linda mulher no meio da multidão. Era Connie Weber, a tal venusiana encarnada, com quem mais tarde teve dois filhos.
Repercussão Mundial Ufólogos conservadores ridicularizam as extravagantes afirmações dos contatados, como as de Menger, mas a maioria leva a sério os relatos relacionados com seres humanóides. Esses casos são conhecidos como contatos imediatos de graus elevados – do 3º grau em diante – e se diferenciam de tudo já visto anteriormente. O primeiro caso envolvendo relações sexuais entre humanos e extraterrestres que teve repercussão mundial e foi comprovado efetivamente aconteceu com o agricultor brasileiro Antônio Villas-Boas, mais tarde advogado e hoje falecido. Sua história começou na noite do dia 05 de outubro de 1.957, quando ele observou na fazenda de sua família, situada em São Francisco de Salles, no Estado de Minas Gerais, uma luz prateada e fluorescente sobrevoando à noite a propriedade. Dias depois, na companhia de seu irmão, mais uma vez ele avistou uma luminosidade intensa no céu, que pôde ser percebida durante vários minutos movimentando-se sobre a área da fazenda. Por volta da 01h00 da madrugada do dia 15 de outubro do mesmo ano, quando arava as terras com um trator, Villas-Boas novamente notou no céu algo parecido com uma estrela, que ficava cada vez maior e se aproximava rapidamente de onde ele se encontrava. Em questão de segundos o aparelho já estava pairando sobre ele, lançando uma luz fortíssima que iluminava tudo à sua volta. O objeto tinha a forma oval e, logo depois de fazer descer um trem de pouso, aterrissou a poucos metros do trator, que de repente parou de funcionar. Villas-Boas tentou escapar correndo, mais foi logo dominado por vários tripulantes do UFO e levado a bordo do aparelho por uma escada que lhe pareceu ser feita de corda. Lá ele viu seres com vestes espaciais e usando máscaras. As criaturas tiraram sua roupa e passaram um óleo sobre o seu corpo. Em seguida, coletaram amostras do seu sangue com um tipo de tubo de ensaio, que deixou duas marcas no seu queixo, abandonando-o num quarto onde havia somente uma espécie de cama. Neste local Villas-Boas começou a sentir um cheiro estranho que o deixou enjoado, fazendo com que vomitasse. Alguns minutos depois, uma mulher nua, de cabelos loiros, com olhos finos e azuis, entrou no quarto. Sem dizer uma palavra, ela e Villas-Boas mantiveram relações sexuais, mas sem se beijarem.
Após o segundo ato sexual, ela coletou seu sêmen e o colocou num recipiente. Quando estava indo embora, apontou para sua própria barriga e depois para o céu, como se quisesse dizer que o seu filho nasceria num outro planeta. Os seres – que segundo o abduzido pareciam ser humanos, só que de baixa estatura – ainda mostraram a Villas-Boas o interior da nave antes de deixarem o mesmo próximo ao trator, quando então ele pôde acompanhar a partida da nave. Eram aproximadamente 5 horas e 30 minutos da madrugada quando foi devolvido e sua experiência tinha terminado. Com o passar do tempo, Villas-Boas formou-se em Direito, casou-se e teve quatro filhos. Este caso foi investigado em todos os detalhes pelo médico Olavo Fontes – um dos pioneiros da Ufologia Brasileira. Um dos elementos mais impressionantes na experiência de Villas-Boas são as marcas escuras que começaram a surgir em seu corpo, cujas investigações indicaram como possível causa de um processo de intoxicação radioativa.
Com o tempo, enquanto as abduções aumentavam, casos como o de Villas-Boas também cresciam. Um fato interessante, ocorrido em 1.968 e publicado no livro The Ufonauts [Os Ufonautas], de Hans Holzer, foi o de Shane Kurz, de Westmoreland (EUA). A jovem observou um objeto cilíndrico na noite de 2 de maio daquele ano e meia hora depois do avistamento caiu num sono profundo. Quando sua mãe foi vê-la, às 04h00 da madrugada, ela não estava na cama, mas achando que poderia ter ido ao banheiro, não se preocupou. Na manhã seguinte, Shane encontrava-se deitada no leito, só que a porta da frente de sua casa estava aberta e haviam marcas de pegadas enlameadas até seu quarto. Um detalhe interessante é que ela estava usando chinelos sujos de lama. "Dois dias depois, percebi duas marcas avermelhadas no meu abdômen e uma linha no meu umbigo", contou a moça. Outros sintomas foram notados posteriormente, como a sensação de estar com os olhos queimando e com seu ciclo menstrual desregulado, o que a levou a procurar um médico.
Feixe de Luz Quente Em 1.975, Shane foi submetida a uma hipnose regressiva, na qual relembrou fatos ocorridos naquela noite – era uma abdução. Ela recordou ter ouvido uma voz e avistado uma luz em seu quarto. Depois se viu indo para um local lamacento próximo à sua casa. Lá, um feixe de luz quente a levou para o interior de um UFO de forma ovóide. Dentro do objeto, Shane se viu numa sala parecida com um consultório, onde havia um ser com olhos negros e sem nariz, que disse que ela era especial. O ser ordenou que tirasse a blusa e se deitasse numa mesa. Enquanto falava com a criatura, a garota percebeu que havia outra entidade atrás de ambos. "Eles são parecidos, mas este tem um casaco longo. Estão pegando meu braço e me arranhando. Isso machucava. Tem um zumbido perto do meu ouvido e eu sei o que eles estão falando. Estão pedindo para eu relaxar", recordou sob hipnose.
Após a experiência, Shane disse que o ser que a examinava – possivelmente o médico – a considerou uma boa reprodutora. "Ele me levou até outra sala, onde inseriu uma agulha no meu umbigo". Um humanóide vestindo um cachecol, que ela achou ser o líder, falou que ela seria a mãe de um filho seu. Ela protestou raivosamente e, em seguida, o médico deixou a sala e o líder começou a se despir e a passar um óleo no peito e no abdômen de Shane, afirmando que isso a estimularia. "Ele tinha o corpo e as genitálias parecidos com os dos humanos", relembrou. Após o ato sexual, a criatura a deixou ir embora e disse que ela não se lembraria de nada. O caso, como se vê, é bastante interessante e está bem documentado. E está longe de ser o único. No início dos anos 80, várias ocorrências semelhantes foram registradas. Um desses episódios se deu com o brasileiro Jocelino de Mattos, com 21 anos na época, e seu irmão Roberto Carlos, com 13. Na noite de 13 de abril de 1.979 – uma sexta-feira treze e ao mesmo tempo Sexta-Feira Santa –, ambos caminhavam pelo bairro Jardim Alvitrado, em Maringá (PR), quando viram um objeto brilhante se aproximando. "Estávamos debaixo de uma grande árvore quando, de repente, caímos no chão. O estranho objeto se encontrava a uns 15 m de distância de nós e a 2 m ou 3 m de altura do chão. Ele flutuava silenciosamente. Isso foi tudo que eu me lembro, exceto pelo fato de ter ouvido um tipo de voz que dizia ‘o trabalho ainda não havia terminado’ e que eles voltariam", recorda Jocelino.
Hipnotizado longamente em diversas seções que se iniciaram em 1.981, o rapaz se lembrou de fatos incríveis. Ele disse que se sentiu atraído pela luz da nave e que, juntamente com seu irmão, andaram como se estivessem flutuando na direção dela, quando então desmaiaram. Após alguns minutos, sentiu alguém pegar seus braços e levá-lo até a nave. Eles estavam flutuando... "Eu estava fascinado ao ver aquela porta se abrir ao meio e de dentro dela saírem dois seres, um de cada lado. Um deles pegou um objeto que não reconheci e o tocou no meu braço esquerdo. Depois ficou gesticulando para que eu entrasse na nave. Lá, fui até uma sala cheia de computadores, com uma espécie de mesa em display, com luzes diferentes". Os seres então o levaram para um tour na nave. Foi a uma outra sala que tinha dois objetos cônicos, como ponta de foguetes, que pareciam ser os motores do disco voador. "Eles não faziam barulho algum. Já noutro compartimento havia figuras que se pareciam com as nossas fotografias, mas estavam presas à parede, como telas de televisão". Quando chegaram em outro cômodo, cheio de equipamentos, como se fosse um hospital, os seres pediram para que Jocelino se deitasse numa espécie de cama e começaram a examiná-lo, coletando amostras da sua pele, cabelo e sangue. Por fim, as criaturas colheram amostras de esperma através de um aparelho de sucção, com um saquinho que se parecia com papel celofane. Em seguida o rapaz foi sentado numa mesa, onde um instrumento foi colocado na sua cabeça. Alguns minutos depois, uma mulher entrou na sala. Ela tocou Jocelino, acariciou-o e deixou-o excitado. Eles então tiveram uma relação sexual.
Depois de consumado o ato, ainda que a contragosto por parte de Jocelino, a estranha criatura feminina lhe disse "...talvez essa semente vingue", e se retirou. Os outros seres asseguraram-no que tinham boas intenções e deixaram-no partir juntamente com seu irmão, que permaneceu inconsciente o tempo todo. Vale a pena ressaltar que Roberto Carlos só não participou das experiências porque não havia atingido ainda a idade sexual adequada para aquelas pretensões.
Loucura Admitida Este caso foi pesquisado pelo ufólogo e editor da Revista UFO A. J Gevaerd, e a regressão hipnótica conduzida pelo médico e hipnoterapeuta Osvaldo Alves, que após este episódio literalmente enlouqueceu, doando à comunidade local o hospital que possuía na cidade de Mandaguari (PR), a 40 km de Maringá. Hoje ele continua na mesma cidade, onde presta serviços a gente necessitada, inteiramente de graça. E ao contrário do que aconteceu em outras ocorrências, esta foi detidamente estudada, sendo que alguns aspectos – tais como o avistamento do objeto por várias outras pessoas – impressionam. Outros dois acontecimentos ocorridos no Brasil e que valem a pena ser destacados são o Caso Antonio Carlos Ferreira, de Mirassol (SP), e o seqüestro do jovem José Inácio Álvaro, em Pelotas (RS).
O caso de Mirassol foi pesquisado pelo ufólogo Ney Matiel Pires e iniciou-se na madrugada do dia 28 de junho de 1.979. Com a ajuda de duas seções de regressão hipnótica conduzidas pelo parapsicólogo Álvaro Fernandes e auxiliada pelo falecido doutor Walter Karl Bühler, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores (SBEDV), os fatos vivenciados por Antonio foram expostos. Na época ele era um jovem negro de 21 anos de idade, que trabalhava como guarda noturno na construção da indústria Transmóveis Fafá, de propriedade do senhor Flamínio Dalul, em Mirassol. Na noite de 27 para 28 de junho daquele ano, Antonio, juntamente com o cão pastor Hongue, vigiava a empresa e o posto de gasolina anexo a ela, quando por volta das 24:00 h viu um caminhão chegar ao local. O motorista – que pretendia ficar na cidade para a tradicional Festa de São Pedro – começou a conversar com o vigia durante algum tempo, quando de repente notou que o motor começou a falhar: "Ele estava dando três estalos e de repente afogou", relatou.
Caixa com Luz Vermelha O motorista, julgando ser alguma irregularidade no motor, resolveu seguir em frente, não pernoitando na cidade para não se atrasar muito, caso precisasse parar mais à frente. Às 03:00 h da madrugada, Antonio, como de costume, picou seu ponto, amarrou seu cão, dependurou o relógio que trazia a tiracolo e dirigiu-se ao banheiro. Ao entrar, notou um estranho objeto que descia no pátio da indústria, planando à aproximadamente 60 m do local onde se encontrava. O rapaz pensou então em verificar o que seria aquilo assim que saísse do sanitário, e o fez, quando então se deparou com três seres de pequena estatura (pouco mais de 1 m), que o imobilizaram com uma luz vermelha proveniente de uma pequena caixa.
Segundo sua descrição, "...aqueles homenzinhos usavam um traje de cor branca e brilhante que cobria totalmente os seus corpos, inclusive a cabeça, não possibilitando qualquer observação externa". Antonio também verificou que as criaturas traziam no peito uma pequena caixa e, nas costas, outra maior, que continha um tubo ligado diretamente a um capacete, na altura da boca e do nariz. "O traje dos pequenos seres possuía uma pequena insígnia do lado esquerdo, à altura do peito, no mesmo local onde normalmente usamos o bolso da camisa", relatou. O aparelho que emitiu a luz vermelha era quadrado, com aproximadamente 15 cm de cada lado, tendo na parte frontal dois orifícios de mais ou menos 3 cm de diâmetro, por onde se projetava a claridade. A seguir, os seres transportaram o rapaz para o interior da nave, tendo o jovem a impressão de que flutuava em sua direção. Seus rastros, observados posteriormente, desapareceram a alguns metros do banheiro, tanto os de ida como os de volta.
Ao aproximar-se do objeto, o rapaz notou que o mesmo era de forma oval, com cerca de 2 m de base por 2,5 m de altura. Sua cor na parte externa era um cinza claro metálico, sem luminosidade quando estacionado. "O UFO apoiava-se sobre um tripé, do qual não foi possível observar detalhes. A porta era retangular e de pequeno tamanho, pois precisei abaixar-me para entrar nele", declarou o ex-vigia. A parte interna era toda iluminada por uma luz vermelha difusa, possuindo um painel com inúmeros botões de controle. Os assentos eram minúsculos banquinhos de forma circular, apoiados em tripés, sendo todos acinzentados e sem encosto. "Havia na nave dois tipos distintos de tripulantes, mas todos com 1 ou 1,2 m de altura e cabeça anormalmente grande, quase o dobro da nossa", descreveu.
Segundo Antonio, alguns seres possuíam a pele cor de chocolate, olhos grandes e pretos, sem cílios e sem sobrancelhas, puxados como os dos chineses. O nariz era comprido e meio chato, a boca grande e com lábios mais ou menos grossos, e o queixo fino e meio pontudo. Seu cabelo era do tipo carapinha, de cor avermelhada. As orelhas também eram grandes e pontudas, sendo quase o dobro da nossa, em proporção. "Outros possuíam a pele de cor verde folha, cabelos pretos e lisos, nariz grande e fino, olhos verdes e puxados", descreveu. A boca desses seres extraterrestres tinha lábios finos, com um queixo pontiagudo. E as orelhas eram enormes e pontudas.
Pequena e Distante Ao que parece, a sala em que Antonio se encontrava possuía várias repartições: as paredes eram metálicas e brilhantes, sendo que em uma delas havia um grande painel com luzes verdes e vermelhas. Já em outra foi notada uma pequena janela redonda, protegida por uma espécie de vidro avermelhado. Por duas vezes o moço aproximou-se dessa janela, sentindo-se apavorado por ver a Terra tão pequena e distante. Conseguiu também avistar pequenas luzes muito tênues, que pareciam ser de uma cidade. Contudo não soube dizer qual seria. Observou depois uma parte da nave que girava em grande velocidade, emitindo uma luz vermelha seguida de um movimento pendular. Em seguida percebeu, no topo externo da nave, uma grande luz que girava sobre si mesma.
Na parede oposta à janela havia um grande quadro com estranhos desenhos esverdeados e brilhantes, semelhante a um mapa, que ofuscava a vista quando para ele se dirigia o olhar. A sala era profusamente iluminada com luzes de aspecto fluorescente, tendo na parte central do teto uma grande luminosidade amarela. Antônio recorda-se de que o piso da sala era de cor escura, em contraste com as paredes brancas e brilhantes. "Havia na sala muitos aparelhos. Recordo-me muito bem de um com forma retangular, tendo cinco botões esverdeados encimados por uma luz redonda e também verde, do qual saíam diversos fios. Esse aparelho parecia-se muito com um televisor, contudo não possuía a tela de projeção característica". As criaturas puseram-no em frente desse aparelho, que segundo o rapaz era para tirar fotografia e parecia transmitir seus pensamentos e reações, pois sempre que se dirigiam a ele um dos seres manipulava os botões de controle.
Pele Cor de Chocolate Em outro setor da mesma sala, Antonio observou uma grande mesa com diversos bancos retangulares e redondos, de cor marrom escura, tendendo para preto. Próximo aos aparelhos havia uma espécie de divã, onde o rapaz foi colocado, deparando-se ele com uma extraterrestre, completamente nua que demonstrava claramente suas intenções ao pegar em suas mãos. Pelas informações obtidas sob hipnose, a jovem tripulante seria mais alta que os outros seres existentes na nave, devendo sua altura situar-se entre 1,5 a 1,55 m. Possuía pele cor de chocolate e fria, cabeça grande, cabelos vermelhos mais ou menos carapinha, olhos pretos puxados, nariz comprido, fino e reto, uma enorme boca com lábios finos e apresentando dentes brancos, semelhantes aos nossos. Porém, apesar de aparência quase normal, tinha um hálito desagradável. Seu queixo era fino e grande. Tinha seios pequenos e possuía pêlos vermelhos na região da púbis.
A jovem em momento algum dirigiu a palavra ao abduzido, mostrando apenas gestos de afeição, inclusive tentando beijá-lo várias vezes enquanto estavam juntos. Segundo o conceito do rapaz, a moça era muito feia e o contato com seu corpo dava uma espécie de choque elétrico muito desagradável. Segundo os estudiosos Pires e Fernandes, esse choque tanto poderia ser real como psicológico, causado pela repulsa que sentia por ela. Depois de colocá-lo no divã, os três seres tentaram tirar-lhe as vestes, mas ele as segurava fortemente. Devido à sua reação, deram-lhe algo para cheirar, forte e desagradável, que o enfraqueceu. Em seguida suas roupas foram arrancadas à força, sendo algumas peças rasgadas, principalmente sua cueca. A jovem tripulante, tentando aproximar-se para pegar novamente na mão de Antonio, foi violentamente repelida por ele, que não queria sua presença no local. A essa altura, aplicaram-lhe uma injeção numa das veias do seu braço direito, fazendo com que o rapaz ficasse totalmente inerte.
Em seu braço esquerdo foi colocado um aparelho, que não foi descrito por Antonio, pois dado à sua posição o jovem não podia observá-lo. Passaram-lhe também uns óleos escuros por quase todo seu corpo, nas pernas, nos órgãos sexuais, no peito, nas costas e na nuca. Depois fizeram com que ele mantivesse relações sexuais com a tripulante. Os outros seres o deixaram algum tempo sozinho com a jovem, quando então resolveram tirar o aparelho do seu braço esquerdo, vesti-lo e passar novamente o óleo em suas pernas, erguendo para isso suas calças. Durante todo esse tempo os tripulantes falavam entre si numa língua desconhecida. Contudo, quando dirigiam a palavra a Antonio, ele entendia perfeitamente através do pensamento. "Eles diziam que era para eu não ficar com medo, pois nada de mal me fariam e logo eu seria devolvido à Terra. Falavam também que eram de outro planeta e estavam aqui fazendo experiências. Eles queriam um filho meu para futuros experimentos", desabafou.
Os seres então afirmaram que voltariam para raptar o ex-vigia outras vezes e a criança que ele gerou seria do sexo masculino. Quando viessem buscá-lo, lhe dariam três sinais para avisá-lo, mas não disseram quais seriam. Em dado momento, tendo Antonio sentido fome, os seres deram-lhe um líquido escuro e desagradável para beber. Terminadas as experiências, levaram-no para uma sala onde nada podia ser observado, devido à falta de iluminação. Neste local, o rapaz foi colocado na nave de transporte e devolvido à Terra. Quando deu por si, o UFO desaparecera e ele encontrava-se novamente ao lado do banheiro onde fora raptado. Nas semanas seguintes ao fato, Antonio percebeu que o cachorro que o acompanhava em seu trabalho começou a apresentar visíveis mudanças de comportamento. Não comia direito e não atendia as ordens que lhe eram dadas, embora fosse um cão adestrado e obediente. O animal passou também a demonstrar medo ao se aproximar dos locais onde se deu a abdução. O abduzido teve ainda outros contatos com os seres alienígenas, que lhe disseram que sempre iriam ajudá-lo, mas que, no entanto, sua mãe estava atrapalhando-o.
O próximo caso a ser mencionado foi o ocorrido no dia 3 de março de 1.978, com o jovem José Inácio Álvaro, às 03h00 da madrugada. A testemunha da ocorrência cursava o último ano de Eletrônica na Escola Técnica Federal de Pelotas (ETFP), no Estado do Rio Grande do Sul, e trabalhava numa indústria de alimentos. O avistamento deu-se no bairro Fragata, naquela localidade. Nesta ocorrência, foi o próprio abduzido quem procurou a ajuda do ufólogo Luís Rosário Real, um dia após o incidente. Ele disse que procurava o estudioso – hoje falecido – porque acreditava que o fato estava relacionado com UFOs. Curiosamente, Inácio, que estuda em horário noturno, alguns dias antes de sua experiência havia sido incumbido de fazer uma pequena palestra sobre discos voadores... Ele preparou seu trabalho com o auxílio de um livro de Erich von Däniken, Eram os Deuses Astronautas?, que apenas lera uma vez.
Atração Inexplicada Pela sua narrativa, Inácio contou, um dia antes de sua abdução, que entre às 20h00 e 20h30 , uma de suas professoras, ao perceber que a energia elétrica havia acabado, saiu de casa e viu um estranho objeto no céu. Ela chamou seu vizinho Orlando Costa e Silva, que estava conversando com Inácio na calçada, para conferir o avistamento. O mais interessante foi que eles descreveram o possível UFO como tendo formas diferentes. Minutos depois, quando a energia voltou, o objeto havia sumido, quando então os rapazes resolveram ir até uma lanchonete, de onde saíram por volta das 23h00.
Em seguida, a pedido do pai de Inácio, que estava viajando, foram até sua casa para verificar se a mesma estava segura. Ao saírem, decidiram retornar à cidade tomando um ônibus. Mas enquanto esperavam pela condução, estranhamente Inácio sentiu uma certa sonolência. Nisso, alguém cruzou pelos rapazes e informou que nenhum ônibus passaria ali àquela hora, o que fez com que os amigos se despedissem um do outro e Inácio seguisse sozinho para a Rua General Osório, onde tentaria tomar outro ônibus. Entretanto, inexplicavelmente, quando a condução apareceu, o rapaz não embarcou. Levado por uma força estranha, foi conduzido novamente para a casa de seu pai. Quando chegou à residência, já havia passado das 02:00 h da madrugada do dia 3 de março, sem que ele tivesse sentido algo de anormal. Como sempre fazia quando o pai viajava, Inácio abriu a porta da casa e acendeu as lâmpadas. Depois, ficou em pé encostado na porta entreaberta da frente, quando olhou para o céu e avistou o mesmo UFO que observara horas antes.
Desta vez, o estranho objeto veio em sua direção e emitiu um feixe luminoso semelhante a "um fino raio de luz azulada", conforme descreveu. O jovem ficou como que hipnotizado pela luz, passando a sentir em sua mente uma espécie de projeção, "como um filme passando rápido, no qual apareciam cenas de guerra, de mortes com baionetas e até de brigas entre meus familiares", declarou. Depois, sem saber como, Inácio acordou no meio de um campo, a cerca de 1 km da casa de seu pai, deitado sobre um capinzal. Após a intrigante experiência, Inácio simplesmente não conseguiu se recordar do que havia se passado entre o momento em que se encontrava na casa de seu pai e quando acordou no campo. Lembrava-se apenas de que estava muito tonto e que, antes de levantar-se, pareceu ter ouvido uma voz através de sua mente, que lhe dizia algo relacionado com uma tarefa que teria para cumprir ou que já havia cumprido. Mas, ainda zonzo, ergueu-se para retornar à casa de seu pai e, para ter certeza de que não estava sonhando, bateu no próprio rosto e beliscou-se, pois tudo isso lhe parecia fantástico e irreal.
Caminhando de volta, tentava pôr em ordem suas idéias, sempre vindo-lhe à lembrança o estranho raio luminoso que o objeto voador projetara horas antes. Mas sua dúvida era desconfortável sobre como havia ido parar naquele lugar [Este é um lapso de tempo característico em ocorrências do gênero]. Inácio só conseguiu encontrar o caminho de volta orientando-se pelas luzes do bairro e, chegando à casa, notou que a porta ainda permanecia aberta e as luzes estavam acesas, conforme as deixara. Consultando o relógio, viu que já passava das 04:00 h da madrugada e pelos seus cálculos havia ficado pelo menos cerca de uma hora longe do imóvel. Só não sabia o que havia ocorrido nesse lapso de tempo. Ainda tonto, o estudante fechou a casa de seu pai e dirigiu-se para sua residência, no bairro Cohab. Quando lá chegou, o dia ainda não tinha amanhecido, por isso deitou-se um pouco, mas não conseguiu dormir. Sentia-se cansado e insone.
Hipnose Regressiva Enquanto revirava-se na cama tentando pegar no sono, Inácio percebeu uma luz, como um relâmpago, penetrar em seu quarto através da veneziana da janela. "Foi tudo muito rápido, apenas alguns segundos, e nesse meio tempo ouvi uma voz dizendo ‘sua tarefa foi cumprida... sua tarefa foi cumprida’, repetidas vezes", declarou o estudante. Após isso, finalmente adormeceu. Mais tarde, ainda no mesmo dia, embora fatigado, Inácio foi trabalhar. Mas por mais que tentasse, não conseguia concentrar-se no que fazia, lembrando-se constantemente do episódio e passando a preocupar-se seriamente com a experiência que lhe sucedera. Precisava de uma resposta que esclarecesse o que lhe havia ocorrido e não tinha a mínima noção de como a obteria. Ansioso, aconselhou-se com amigos.
Posteriormente ficou sabendo da publicação de artigos sobre Ufologia no Diário Popular, o jornal da cidade, e decidiu procurar pessoalmente o pesquisador Luís do Rosário Real, da Sociedade Pelotense de Investigação e Pesquisas de Discos Voadores (SPIPDV), autor das matérias. Durante as sessões de hipnose conduzidas pelo doutor Palmor Brandão Carapeços, Inácio relatou sua experiência sexual com uma criatura extraterrestre. Numa segunda sessão, conduzida pelo hipnoterapeuta Pedro Reis Louzada para reforçar a primeira história, o rapaz contou sua abdução com mais detalhes. Ele disse que o ser feminino tinha dentes brancos e que quando colocava a mão sobre sua cabeça ele se sentia fraco e adormecido. Após o episódio que viveu, Inácio mostrou-se desde o início contra qualquer tipo de publicidade. Não queria ver seu nome nos jornais, alegando que essa promoção prejudicaria seus estudos.
Inácio chegou a esconder-se dos repórteres que o procuravam e até de seus colegas, negando sua participação no episódio, cujos rumores já se alastravam pela cidade. Foi necessária muita habilidade por parte do jornalista Deogar Soares, do referido jornal, para que Inácio concordasse em sair do anonimato em que se refugiara. O ufólogo Luís do Rosário acreditava que essa atitude da testemunha demonstrava sinceridade e honestidade de propósitos com relação ao fato que viveu.Evidencia ainda que ele não procurava promoção pessoal, o que eleva sua credibilidade. Depois da experiência ufológica por que passou, Inácio começou a apresentar problemas de comportamento na firma em que trabalhava. Nos primeiros dias da semana, mostrou-se apático e desatento. Constantemente ficava alheio a tudo, preocupado e com o pensamento voltado para o episódio vivido. Seu rendimento no trabalho caiu tanto que chegou a ser notado por seu chefe e por seus colegas.
Uma característica que podemos traçar neste ponto, com exceção do caso em Pelotas, é que em todos os outros episódios aqui comentados os abduzidos – tanto homens quanto mulheres – tiveram seus corpos cobertos por uma espécie de óleo escuro, que os deixava excitados para manter relações sexuais com os seres alienígenas. A técnica da regressão hipnótica foi empregada com sucesso em todos os casos aqui descritos, ainda que sua eficácia dificilmente seja aceita pelos críticos. Num extenso trabalho realizado sobre os casos de abdução ocorridos desde 1.985, o ufólogo americano Thomas Bullard verificou que os contatos alienígenas em que ocorrem relações sexuais são raros. Os estudos de Bullard foram divulgados em 1.987, ano no qual os aspectos sexuais da abdução estavam no auge. A principal fonte que trata sobre esses casos pode ser encontrada no livro Intruders [Intrusos], do ufólogo Budd Hopkins [Veja UFO 63], em que descreve certos eventos onde mulheres são fecundadas e depois inexplicavelmente seus fetos desaparecem. Mais tarde, elas são novamente abduzidas e tem a oportunidade de ver os seus filhos com feições alienígenas e terrestres.
Na obra, Hopkins fala que não conhece nenhum caso de relações sexuais envolvendo humanos e alienígenas. Os casos que pesquisou são todos de circunstâncias em que gravidez é feita artificialmente. Numa dessas ocorrências, uma abduzida se lembra de um sonho que teve onde fazia sexo com um homem estranho, com olhos engraçados e cabeça grande. Possuindo apenas 13 anos de idade, ela engravida, apesar de insistir que era virgem. Mais tarde a garota realiza um aborto espontâneo e inexplicado. Em outra ocasião, Hopkins escreveu que conheceu quatro homens que haviam mantido relações sexuais em suas abduções. "Se já é difícil para os homens abduzidos se lembrarem do que aconteceu e narrar suas experiências, imagine expor essa relação. É quase um estupro", explica. Em duas ocasiões os homens descreveram suas amantes como sendo híbridas, e, noutra experiência, semelhantes criaturas eram do tipo grey [Cinza]. Outro pesquisador deste assunto, o doutor David Jacobs divulgou uma nova etapa no fenômeno da abdução em seu livro The Threat [A Ameaça]: a interação de alienígenas nas relações sexuais humanas.
Através da hipnose e das lembranças conscientes de um grupo de abduzidos do Estado da Filadélfia (EUA), Jacobs delineou os contornos dessas experiências. "Quanto mais informações consigo, mas vejo o quanto é complexo este assunto", afirmou [Veja UFO 62]. O estudioso descobriu que os alienígenas têm interesse na sexualidade humana. Algumas vezes os greys aparecem no quarto onde pessoas estão mantendo relações. Uma delas com certeza já foi abduzida, e mesmo que ele ou ela percebam a presença do ser, não conseguem parar, indicando que os alienígenas tem alguma espécie de poder que controla as nossas vontades. Freqüentemente abduzidos relatam ter sido levados até locais no UFO onde encontram outras pessoas, que passaram por experiências semelhantes. Muitas vezes, nestes casos, os alienígenas deixam bem claro que querem que a vítima mantenha relações sexuais com quem encontra a bordo da nave, que muitas vezes nem conhece. Eles observam tudo atentamente, com uma curiosidade que transcende o interesse científico.
Intenções Justificáveis Os extraterrestres registram tudo que se passa durante o intercurso e olham profundamente nos olhos dos abduzidos quando chegam ao orgasmo. É bom enfatizar que essa não é uma situação prazerosa e que a maioria das pessoas se sente desconfortável ou traumatizada com o ato. Num dos casos de Jacobs, uma vítima de 15 anos foi forçada a fazer sexo com um homem de meia idade, cujos olhos estavam vidrados, nebulosos, sem foco. Após a experiência, mesmo sem lembrar do que aconteceu, as mulheres abduzidas têm apresentado estranhos problemas vaginais. Já os homens podem sofrer distúrbios sexuais, incluindo impotência e obsessão por sadomasoquismo, como conseqüência de seus encontros.
Jacobs explica ainda que durante a abdução, na comunicação entre os abdutores e as vítimas, e nas experiências de alteração de seu estado mental e emocional, os seres olham fixamente para os abduzidos. Depois de realizarem as experiências, o líder, normalmente o ser mais alto, fica perto da vítima e com seus enormes e negros olhos fixam nos da pessoa e conseguem informações telepáticas dela. Ou colocam em sua mente o que querem. "Algumas vezes tais pessoas são induzidas a ter um orgasmo a partir de imagens holográficas inseridas em seu cérebro," disse o estudioso, reconhecido como o maior especialista mundial no assunto. Outra forma de influência ocorre quando a um abduzido é feito acreditar que seu marido ou amante é um deles, mesmo que seu parceiro sexual seja um alienígena. Além disso, a penetração ocorre rapidamente, sem as premissas ou outro tipo de preparação. O objeto penetrante, que pode ou não ser um pênis, é geralmente fino e pequeno.
Um estudo feito pela publicação americana Mufon UFO Journal com um universo de 215 ocorrências descobriu que em 10 delas foram relatadas experiências sexuais com criaturas alienígenas – cerca de 5%. Nos 1.700 casos pesquisados por Bullard ele descobriu padrões diferentes para a abdução em relação à idade das pessoas. O maior interesse é quando a atividade sexual está aflorando e continua até os 20 a 30 anos, decrescendo quando os abduzidos ficam mais velhos. Nesta interpretação, as memórias verdadeiras são "trancadas" no subconsciente. A evidência, entretanto, é inconclusiva e problemática. A hipótese de que certos seres humanos têm relações sexuais com alienígenas é tão extraordinária e sem sustentação que uma explicação cética é inevitável. As pesquisas nessa área ainda estão engatinhando. Por agora, enquanto consideramos essas afirmações extremamente experimentais, não temos ainda qualquer tipo de explicação para tal, pois devemos pelo menos entender os limites do nosso conhecimento e, assim, aguardar por maiores detalhes.

FECHAMENTO : ARQUIVO HIPNOSE / ABDUÇÃO / IMPANTES

FIM DO RELATÓRIO : 04 / 10 / 07

INVERSTIGADORES RESPONSAVEIS : LUCAS LUCIANO

CONCLUSÃO FINAL :

HIPNOSE>
Bom o que eu posso falar sobre hipnose? ah sim vou falar especialmente sobre uma parte do texto sobre hipnose que fala que em tempos remotos e até hoje em dia os cristões e outros religiosos,abominavam ou ainda abominam as culturas orientais tal como há do Egito, em não acreditar em suas crenças ou culturas egípcias, neste blog mesmo tem uma grande informação sobre a cultura e crenças do antigo Egito os mitos e lendas, bom não vou repetir tudo que está lá na matéria escrito mas digamos que sou um admirador da cultura egípcia como a escrita as crenças nos deuses que na minha opinião estes Deuses nada a mais e nada a menos do que híbridos humanos alienígenas, e também tem a questão dos posicionamentos das pirâmides no Egito que estão apontadas para a mesma posição ou lugar e se preferir constelação que as pirâmides em volta da face de marte estão. Eu não acredito em conhecidencias então acho que estão ligadas conectadas, o homem hoje pouco sabe sobre todos os fatos ocorridos no antigo Egito. Sendo que os primeiros indícios de vida no Egito Dara de 2 há 12 mil anos antes do que muita gente chama de cristo.

Então sendo assim o povo ou a civilização egípcia é muito antiga e possuía certa inteligência que nem hoje em dia o homem comum é capas de superá-los.

Sempre digo que o fenômeno ovni ou avistamento ou abdução é mais antigo que o próprio homem. Há algumas pinturas de objetos que hoje chamamos “ homens das cavernas ”

Pintando tudo que era novo ou novidade para ele e há algumas pinturas de objetos que hoje chamamos de ovni. Isto significa que poderiam os extraterrestres ter tido contato com os antigos egípcios isso explica a historia dos Deuses e a construção das pirâmides.
Se for, como alguns acreditam que os próprios egípcios construíram as pirâmides então eu digo que eram uma civilização mais inteligente da historia da raça humana, uma inteligência que nunca se fará de novo. Porquê um milímetro na posição errada e a pirâmide seria um total fracasso “ eu disse um milímetro ” nem todos os gênios ou super dotados como Einstein ou Nilton seria capas de construir ou montar o esquema para a construção. Isso naquela época mesmo porque demoraria muito para acabar de construir, demoraria um tempo de uma vida inteira. Acredito que os extraterrestres já estão entre nós há milhões de anos atrás e se muitas raças que visitaram e nos visitam nos querem mortos então nós já estaríamos mortos e deixado de existir a muito tempo atrás então não devemos, temê-los.

E acredito que a única civilização que teve maior encontro com os extraterrestres são os egípcios o povo que teve um grande número de contatos que vez com que se criasse uma cultura uma crença e daí que saio o que chamamos de lenda “ sendo assim algumas lendas são baseados em fatos muitos antigos mas que foi se perdendo no rumo da historia da raça humana.os Deuses egípcios uns seriam híbridos e outros os próprios alienígenas. E podiam fazer todas as coisas que lendas dizem com base no DNA ramificado ou para outros “Geneticamente modificados ” não está tão fora pois uma raça que tem milhões de anos a mais que a raça humana. Se pararmos para analisar a construção das pirâmides tipo como construir hoje em dia com tecnologia nem se compara com a centenas de mil anos atrás. A mumificação mesmo antes era considerado segundo o que a historia nos conta uma coisa impossível de se fazer e que só os egípcios possuíam o segredo. hoje em dia não é novidade nenhuma pois sabemos como fazer perfeitamente.

Mas imagine a inteligência que possuíam a mais do que outras civilizações e o que estamos entendendo agora, eles os egípcios já sabiam a muito e muito e muito....... tempo atrás. Então a conclusão que tenho é que se os egípcios mumificavam os “ importantes ” e acreditavam que um dia a alma voltaria de volta para o corpo então digo que há algo ai como por exemplo só pode haver 2 opções.

Primeira : nas catacumbas os sacerdotes faziam escritas na parede dizendo de como aquela pessoa foi importante o que ele vez quem era. Isso e tudo mais, para proteger a tumba tinha que ter alguma coisa. Uma coisa que deixou de existir com o tempo como grandes serpentes que em símbolos na tumba dão a entender que eram os guardiões da entrada da catacumba, e sendo assim a civilização egípcia antiga queria que ficasse registrado tudo na parede e um estado muito bem conservado do corpo para que um dia o outras civilizações no futuro descobrisse quem que era que estava na tumba quem foi e o que faz e nossas maquinas facão as analises para ver quantos anos a múmia tinha quando morreu e quantos anos ela está mumificada.

Segunda : é que os egípcios tinham o conhecimento de que há vida após a morte como o exemplo o livro de anúbis conhecido como livro dos mortos . sendo assim tinham o acreditavam que após a morte iam para uma outra dimensão diferentes e havia centenas de dimensões ou ainda há dimensões. Onde não existe o que as pessoas chamam de céu ou inferno não há nada disso o que há é uma vasta e densa dimensão e depois mais outra e outra e quando pensa que acabou tem mais outra e outra e assim por diante. Nessas dimensões eles tinham que evoluir e como se evolui?

Obtendo informações absorvendo informações que a mente pode armazenar conforme eles iam evoluindo iriam passando de uma dimensão a outra até depois de centenas ou milhões de anos pode chegar no que chamamos de realidade onde eles nos vêem mas não podemos velos.

Os antigos egípcios acreditavam que para poder voltar tinham que passar por todas as dimensões e evoluir de tal maneira que poderia traspassar a matéria espectral ao da realidade materializando no real onde vivemos e é como hoje muito depois quando morremos as vezes nossa alma gosta de ficar em locais onde enquanto estava vivo se sentia feliz alegre como a casa da família ou um estabelecimento onde essa pessoa se divertia todos os dias e assim por diante. Claro em alguns aspectos mudou mas é mais ou menos isso que os egípcios acreditavam daí que vem a historia do livro dos mortos de anúbis e por ai em diante. Por isso mumificavam os que foram importantes “pq não era todo mundo que tinha o privilegio de ser mumificado só os mais poderosos e os importantes é que eram” para que um dia pudesse voltar.e muitos perguntam o que ouve com aqueles deuses que eram híbridos?

Bom eles podiam ser imunes ao tempo mas podiam morrer como qualquer um ou eram diferentes geneticamente mais podia morrer como qualquer outro. Muitos acham que híbridos são imortais e não podem morrer de modo algum mas estão enganados podem morrer sim.

Então como são híbridos a raça que fez isso começou a levar seus corpos a um lugar onde ninguém acharia porque ? pq o Dna deles eram Ramificado e não eram normal então pegaram os corpos e tiraram de lá sendo assim nenhuma outra civilização até a de hoje em dia vai achar os corpos porque muitos que estão lendo isso acha uma tremenda fantasia e perca de tempo é exatamente o ponto onde quero chagar. Ninguém vai achar provas disso que falei antes da hora certa porque vai contra todas as suas crenças, centenas religiões seriam dizimadas da noite para o dia então isso quer dizer que a raça humana não está preparada com os olhos abertos e com a mente boa o suficiente e é cego por alguma crença religiosa onde acha que há céu e inferno. Isso é apenas historia para manter o “ gado” sobre controle controlados como cão para impedir que saibam da verdade e impedir que se interesse pela verdade antes da hora pois o povo tem que estar preparado para não cair de costas mas é só uma questão de tempo até que as provas sejam mostradas a todo o mundo em todas as nações.

A verdade não aparenta ser o que milhões de pessoas acreditam ser!.

Isso significa que na minha opinião a reencarnação existe e é possível se ver através da hipnose usando a terapia de regressões passadas, mas há pessoas que de 100 % não tem nem 1% de chances de ser uma reencarnação e mesmo assim essa pessoa acredita que ela é ima reencarnação. Estamos aqui para evoluir isso significa obter informações e possuir grande e forte inteligência se formos absorver dezenas de milhões de informações devemos fazer isso com mente aberta só assim estaremos questionando e filosofando. E buscando a verdade cada um por si não é só pq eu falo uma coisa que significa que outras pessoas tem a obrigação de acreditar nada disso tem que questionar sim concerteza, questionar e filosofar.e buscando cada dia mais informações e buscando mais e mais o interesse pela verdade.é como os extraterrestres fazem pq ? pq é o certo não devemos nunca parar de procurar a verdade e não devemos nunca parar de filosofar sempre temos que buscar a razão pq sem ela o homem é um mero animal. E porque você acha que os extraterrestres podem fazer coisas que na visão humana é seria sobrenatural ou paranormal na verdade muitas raças não possuem “ poderes ”

E sim tecnologia que faz coisas na visão humana milagrosas. E eu pergunto como fizeram essa tal tecnologia?

Seria obvio demais eles evoluíram obterão milhões de bilhões de informações na sua longa historia de milhões de anos a nossa frente criando, recriando, inovando tecnologias cada vez melhores e mais avançadas e como eu já disse no final do artigo sobre os homens de preto “ o que as pessoas proíbem como a clonagem é a chave da existência e da evolução da raça humana.


CONCLUSSÃO SOBRE ABDUÇÃO :

Bom sobre as abduções acredito que em certos casos a pessoa nem se quer consegue se lembrar da abdução e o que ocorreu durante todo tempo que esteve fora as vezes aparecem marcas físicas ou certas fobias psicológicas enfim as vezes é posto implantes nas pessoa enfim coisas que acontece e a pessoa pode nem estar sabendo que isso está acontecendo com ela e como ocorre isso como é possível a pessoa não se lembrar de nada? certamente os abdutores retiram certas informações da mente da pessoa não é muito difícil de acreditar pois até mesmo nós nos anos 50 alguns cientistas da cia começaram o projeto controle mental que tem uma postagem com muitas informações neste blog sobre o projeto controle mental então se nós estamos começando a entender sobre a mente de cada um e controlar as lembranças ou fazer o que chamamos de lavagem cerebral então imagine o que raças de milhões de anos a nossa frente conseguiram chegar. Então daí a pessoa quando percebe o que pode ter ávido procura um profissional em hipnose para tentar desvendar o ocorrido só que o que muita gente não entende é que se os extraterrestres podem tirar informações da cabeça da pessoa e deixar perdida em sua própria mente então certamente eles podem implantar memórias falsas ou memórias seletivas para exatamente a hora que a pessoa for hipnotizada não conte o que realmente ocorreu porque foi apagado e a pessoa vai contar exatamente as informações que os abdutores querem que a pessoa conte que em certos casos a vitima conta que estava a bordo da nave e que havia seres grande e grotescos com corpo fino cabeça grande olhos negros e grande e bla bla e mais bla é exatamente o que eles querem que você fale pois é totalmente ao contrario do que a pessoa realmente viu porque fazer isso? Porque na verdade não é culta da vitima mas os abdutores sabem que como não é hora de contar a verdade porque como eu disse já muitas pessoas não estão preparadas para a verdade então se eles deixarem uma única pessoa se quer se lembrar da verdadeira forma dos extraterrestres certamente mesmo com que a pessoa não se lembre o problema está na hipnose pois ela a vitima vai relatar tudo o que vira é o que acontece porque você acha que varias pessoas tem e falam a mesma coisa sempre de como são e o que aconteceu na nave a historia de uma pessoa abduzida no Brasil é a mesmo historia de uma pessoa abduzida na Rússia é assim no mundo todo porque é uma invenção que os abdutores criam para que quando hipnotizada a vitima fale a informações que ela pense estar certa mas que foi implantada pense nisso se eles fossem burros para aparecer para as pessoas e deixar com que elas se lembre de tudo nós poderíamos chamas os alienígenas de primitivos mas nós é que somos primitivos achando que eles não possuem inteligência é uma pequena distorção se ponha no lugar deles se nós é que estaríamos visitando outra raça de vida você ia querem que os abduzidos se lembrasse de como vc é e relatasse para outras pessoas e para muitas e muitas outras pessoas ouvirem de como vc é ou implantaria uma falsa memória na mente da pessoa para que pro próprio bem dela não se lembrar do que ouve na abdução. Pois assim centenas de pessoas vão saber o que você estaria fazendo com as vitimas pensando nisso é melhor confundir a vitima do que mostrar a ela o que realmente ocorre e deixar com que se lembre de todo o ocorrido durante a abdução se há varias raças extraterrestres abduzindo nos então todas sabem que é o certo a se fazer. Porque se eu estivesse no lugar dos abdutores eu faria a mesma coisa e devemos entender que são inteligentes não são bestas em aparecer sem mais e sem menos e arriscar as suas identidades estamos lidando com raças de milhões de anos a nossa frente não estamos lidando com seres primitivos como a raça humana então você ainda acha que eles tem a forma física que os abdutores relatam ou você acha que não tem nada a ver com o que as vitimas relatam e fazem isso só para nos confundir nos testar e para nos proteger da verdade por mais que as pessoas se não gostem dessa versão é um fato que ocorre o fato de que os extraterrestres se são um mal que abduzem pessoas sem permissão delas e fazem com que esqueçam do que realmente ocorreu na abdução e implanta memórias falsas para proteger a identidade deles e nos proteger ao mesmo tempo da verdade que muita gente não esta preparada para ouvir então eles são um mal necessário para nós é claro que os abduzidos tem uma visão diferente de que eles são um mal e acabou mas eu discordo acho que na visão das pessoas se forem um mal então eu digo que são um mal necessário . Não acredito em homenzinhos verdes em, em muitas coisas como possuem olhos grandes e aparência grotesca na minha opinião são iguais a nós aparência e só que muito mais inteligente e milhões de anos mais a nossa frente e criaram historinhas para confundir o povo para que os mantivesse longe da verdade ou dos interesses que levariam a procurar pela verdade porque sabem que é melhor inventar coisas que a raça humana vão acreditar no futuro e terão que evoluir pararem de acreditar nas mentiras e historinhas que eles criaram e buscar a verdade que eles os extraterrestres não querem que saibamos antes da hora essas historinhas que criaram são nada mais e nada a menos do que centenas de religiões que há hoje em dia e as mais antigas. A religião controla as pessoas quer uma fonte de controle mais forte do que a religião não há pois eles sabem que na hora certa devemos parar pensar refletir e analisar será que as historias que os extraterrestres criaram realmente existe ou é uma farsa para encobrir a verdade que abalaria nações e milhões de pessoas? Que impediria que as pessoas questione e filosofe e busque a verdade com seus próprios olhos. Eu mesmo se estivesse na pele dessa raça extraterrestre eu faria exatamente isso tentaria confundir a tal raça chamada humana para que só um dia elas parem e pense se o que elas estão fazendo é o certo mesmo e comece a buscar por si próprios o caminho da verdade só assim poderão ser chamados de pessoas evoluídas e sabias de mente aberta e filosófica.o dia em que a raça humana entender que certas coisas que elas abominam como a clonagem e manipulação genética é um dos caminhos para se descobrir a verdade do que viemos fazer aqui e o que devemos fazer e até a resposta de como nós surgimos vai aparecer tudo isso de uma vez só. Só pelo fato de entender que a genética e Dna ramificado é o caminho para as primeiras respostas e a raça humana proíbe isso sendo que o dia que elas entenderem seu significado certamente vão entender que as historinhas que nós criamos são apenas um mero teste para ver se estão preparados para a verdade onde suas perguntas serão respondidas e seus olhos serão abertos e uma nova era de tecnologia e inovação e descobertas ira surgir para os humanos . bom se eu estivesse no lugar deles dos extraterrestres eu diria exatamente duto isso mas se todos que estão lendo parar para analisar “ não analisar em 15 minutos e falar que entendeu, não é isso ”
Parar para pensar por dias e refletir durante meses assim como eu fiz isso durante anos você vai perceber que o que falei vai começar a fazer sentido a ter um significado então reflita.


** CONCLUSSÃO SOBRE O SEXO E OS OVNIS **

Alguns abduzidos dizem que durante sua abdução ocorreram atos de relações sexuais entre outros humanos dentro dos ovnis que podem sim também ter sido abduzido em outro pais. Os abduzidos também relatam que recolhem seus semens isso e uma porção de coisas mas a pergunta é para que finalidade isso é um enigma que nem eu mesmo sei pois o que sei é que como falei acima a uma distorção na mente da vitima se os extraterrestres podem tirar informações certamente podem colocar outras falsas, nesse caso o fenômeno sexo e os ovnis continua INEXPLICAVEL.

0 comentários: