Lista dos Servos Portugueses Bilderberg 2009

Posted by Carlos Miranda

Lista dos Servos Portugueses Bilderberg 2009

Mais uma vez as caras que bem conhecemos da política actual têm de passar primeiro pelo crivo da Reunião Bilderberg. É muito fácil saber quem irá ter destaque na política portuguesa ou de outro país bastando para isso verificar as personalidades que participaram na(s) última(s) reuniões Bilderberg.
Juntam-se os fantoches políticos às elite reais e mundiais, às grandes corporações e aos senhores da imprensa, para termos um caldo onde o povo é sempre espezinhado e tratado como raia miúda. Nas reuniões Bilderberg são escolhidos os políticos que irão governar nosso país e que irão dar continuidade aos planos da elite que passam por desvirtuar a Democracia e as instituições pondo todos contra todos, com medo de todos, fabricando cidadãos manipuláveis sem ética ou valores. Fabricam e geram crises que só atingem o povo e assim o manipulam e fazem passar leis anti democráticas, fascistas mesmo, pois o povo está sempre numa crise qualquer a pedir para ser salvo.
Crise económica? Epidemia de Gripe A? A única crise que vejo é a da inteligência e a de valores. Quanto à epidemia é o vírus do medo e da ignorância que continua a prevalecer.
Para quê desvirtuar a Democracia? Para que o povo em sua ignorância venha pedir um novo sistema como pede agora tamiflu. Só que o novo sistema, já bem delineado, será um sistema mundial corporativista com vertentes tanto fascistas como comunistas pois a elite aproveitará o melhor desses sistemas para controlar o povo.

Cuidado com as pessoas desta lista pois servem interesses que nada beneficiam o povo e aliás olham o povo como raia miúda feita para servir a elite. É isso que somos para essa gente, servos.

Reunião Bilderberg 2009

Francisco Pinto Balsemão - É membro permanente das reuniões e é ele quem indica quais os portugueses que devem participar. É o bilderberg mais influente de Portugal e tem o poder de pôr e dispôr de nossos governantes caso não sigam as orientações da Nova Ordem Mundial. Se o Sócrates se portar mal acabam-se os milhões, faz-se uma campanha na imprensa, desaparecem todos os apoios e lá se vai o Sócas. Infelizmente é assim que funciona e ou se beija o tentáculo da elite ou não chega a 1º de coisa nenhuma muitos menos 1º ministro. Democracia?

Manuela Ferreira Leite - Se alguém tem dúvidas quanto a esta senhora é só ouvi-la de olhos fechados e relembrar quando lhe fugiu a boca para a verdade. De fascista talvez ganhe ao Sócrates mas entre um e outro venha o Diabo e escolha.

Manuel Pinho - Ministro da Economia que ainda vai dar que falar. Seu trabalho principal actualmente é encobrir os desvios de milhões dos portugueses para financiar a elite como podemos constatar no caso do estaleiro em Alcântara e outros em que o povo fica sempre a perder e a pagar...

E agora segue a lista completa. Admire e aprecie quem verdadeiramente nos governa e para quem trabalham nossos políticos.
Dutch Queen Beatrix
Queen Sofia of Spain
Prince Constantijn (Belgian Prince)
Prince Philippe Etienne Ntavinion, Belgium
Étienne, Viscount Davignon, Belgium (former vice-president of the European Commission)
Josef Ackermann (Swiss banker and CEO of Deutsche Bank)
Keith B. Alexander, United States (Lieutenant General, U.S. Army, Director of the National Security Agency)
Roger Altman, United States (investment banker, former U.S. Deputy Treasury Secretary under Bill Clinton)
Georgios A. Arapoglou, Greece (Governor of National Bank of Greece)
Ali Babaca , Turkey (Deputy Prime Minister responsible for economy)
Francisco Pinto Balsemão, Portugal (former Prime Minister of Portugal)
Nicholas Bavarez, France (economist and historian)
Franco Bernabè, Italy (Telecom Italia)
Xavier Bertrand, France (French politician connected to Nicolas Sarkozy)
Carl Bildt, Sweden (former Prime Minister of Sweden)
January Bgiorklount, Norway (?)
Christoph Blocher, Switzerland (industrialist, Vice President of the Swiss People’s Party)
Alexander Bompar, France (?)
Ana Patricia Botin, Spain, (President of Banco Banesto)
Henri de Castries, France (President of AXA, the French global insurance companies group)
Juan Luis Cebrián, Spain (journalist for Grupo PRISA; his father was a senior journalist in the fascist Franco regime)
W. Edmund Clark, Canada (CEO TD Bank Financial Group)
Kenneth Clarke, Great Britain (MP, Shadow Business Secretary)
Luc Cohen, Belgium (?)
George David, United States (Chairman and former CEO of United Technologies Corporation, board member of Citigroup)
Richard Dearlove, Great Britain (former head of the British Secret Intelligence Service)
Mario Draghi, Italy (economist, governor of the Bank of Italy)
Eldrup Anders, Denmark (CEO Dong Energy)
John Elkann, Italy (Italian industrialist, grandson of the late Gianni Agnelli, and heir to the automaker Fiat)
Thomas Enders, Germany (CEO Airbus)
Jose Entrekanales, Spain (?)
Isintro phenomena casket, Spain (?)
Niall Ferguson, United States (Professor of History at Harvard University and William Ziegler Professor at Harvard Business School)
Timothy Geithner, United States (Secretary of the Treasury)
Ntermot convergence, Ireland (AIV Group) (?)
Donald Graham, United States (CEO and chairman of the board of The Washington Post Company)
Victor Chalmperstant, Netherlands (Leiden University)
Ernst Hirsch Ballin, Netherlands (Dutch politician, minister of Justice in the fourth Balkenende cabinet, member of the Christian Democratic Appeal)
Richard Holbrooke, United States (Obama’s special envoy for Afghanistan and Pakistan)
Jaap De Hoop Scheffer, Netherlands (Dutch politician and the current NATO Secretary General)
James Jones, United States (National Security Advisor to the White House)
Vernon Jordan, United States (lawyer, close adviser to President Bill Clinton)
Robert Keigkan, United States (? – possibly Robert Kagan, neocon historian)
Girki Katainen, Finland (?)
John Kerr (aka Baron Kerr of Kinlochard), Britain (Deputy Chairman of Royal Dutch Shell and an independent member of the House of Lords)
Mustafa Vehbi Koç, Turkey (President of industrial conglomerate Koç Holding)
Roland GT, Germany (?)
Sami Cohen, Turkey (Journalist) (?)
Henry Kissinger, United States
Marie Jose Kravis, United States (Hudson Institute)
Neelie Kroes, Netherlands (European Commissioner for Competition)
Odysseas Kyriakopoulos, Greece (Group S & B) (?)
Manuela Ferreira Leite, Portugal (Portuguese economist and politician)
Bernardino Leon Gross, Spain (Secretary General of the Presidency)
Jessica Matthews, United States (President of the Carnegie Endowment for International Peace)
Philippe Maystadt (President of the European Investment Bank)
Frank McKenna, Canada (Deputy Chairman of the Toronto-Dominion Bank)
John Micklethwait, Great Britain (Editor-in-chief of The Economist)
Thierry de Montbrial, France (founded the Department of Economics of the École Polytechnique and heads the Institut français des relations internationales)
Mario Monti, Italy (Italian economist and politician, President of the Bocconi University of Milan)
Miguel Angel Moratinos, Spain (Minister of Foreign Affairs)
Craig Mundie, United States (chief research and strategy officer at Microsoft)
Egil Myklebust, Norway (Chairman of the board of SAS Group, Scandinavian Airlines System)
Mathias Nass, Germany (Editor of the newspaper Die Zeit)
Denis Olivennes, France (director general of Nouvel Observateur)
Frederic Oudea, France (CEO of Société Générale bank)
Cem Özdemir, Germany (co-leader of the Green Party and Member of the European Parliament)
Tommaso Padoa-Schioppa, Italy (Italian banker, economist, and former Minister of Economy and Finance)
Dimitrios Th.Papalexopoulo, Greece (Managing Director of Titan Cement Company SA)
Richard Perle, United States (American Enterprise Institute)
David Petraeus, United States (Commander, U.S. Central Command)
Manuel Pinho, Portugal (Minister of Economy and Innovation)
J. Robert S. Prichard, Canada (CEO of Torstar Corporation and president emeritus of the University of Toronto)
Romano Prodi, Italy (former Italian Prime Minister and former President of the European Commission)
Heather M. Reisman, Canada (co-founder of Indigo Books & Music Inc.).
Eivint Reitan, Norway (economist, corporate officer and politician for the Centre Party)
Michael Rintzier, Czech Republic (?)
David Rockefeller, United States
Dennis Ross, United States (special adviser for the Persian Gulf and Southwest Asia to Secretary of State Hillary Clinton)
Barnett R. Rubin, United States (Director of Studies and Senior Fellow, Center for International Cooperation)
Alberto Rouith-Gkalarthon, Spain (?)
Susan Sampantzi Ntintzer, Turkey (?) Guler Sabanci, President of Sabanci Holdings (?)
Indira Samarasekera, Canada (President of University of Alberta, Board of Directors Scotiabank)
Rountol Solten, Austria (?)
Jürgen E. Schrempp, Germany (CEO DaimlerChrysler)
Pedro Solbes Mira, Spain (economist, Socialist, Second Vice President and Minister of Economy and Finance)
Sampatzi Saraz, Turkey (banker) (?) possibly Süreyya Serdengeçti (former Governor of the Central Bank of Turkey)http://arsiv.zaman.com.tr/2002/05/29/ekonomi/h6.htm
Sanata Seketa, Canada (University of Canada) (?)
Lawrence Summers, United States (economist, Director of the White House’s National Economic Council)
Peter Sutherland, Ireland (Chairman, BP and Chairman of Goldman Sachs International)
Martin Taylor, United Kingdom (former chief executive of Barclays Bank, currently Chairman of Syngenta AG)
Peter Thiel, United States (Clarium Capital Management LCC, PayPal co-founder, Board of Directors, Facebook)
Agan Ourgkout, Turkey (?)
Matti Taneli Vanhanen, Finland, (Prime Minister)
Daniel L. Vasella, Switzerland (Chairman of the Board and Chief Executive Officer at Novartis AG)
Jeroen van der Veer, Netherlands (CEO of Royal Dutch Shell)
Guy Verhofstadt, Belgium (former Prime Minister)
Paul Volcker, U.S. (former Federal Reserve director, Chair of Obama’s Economic Recovery Advisory Board)
Jacob Wallenberg, Sweden (chairman of Investor AB and former chairman ofSkandinaviska Enskilda Banken)
Marcus Wallenberg, Sweden (CEO of Investor AB, former chairman ofSkandinaviska Enskilda Banken)
Nout Wellink, Netherlands (Chairman of De Nederlandsche Bank, Board of Directors, the Bank of International Settlements)
Hans Wijers, Netherlands (CEO of the multinational corporation AkzoNobel)
Martin Wolf, Great Britain (associate editor and chief economics commentator at the Financial Times)
James Wolfensohn, United States (former president of the World Bank)
Paul Wolfowitz, United States (for U.S. Deputy Secretary of Defense, President of the World Bank, currently AEI scholar)
Fareed Zakaria, United States (journalist, author, and CNN host)
Robert Zoellick, United States (former managing director of Goldman Sachs, President the World Bank)
Dora Bakoyannis, Greece (Minister of Foreign Affairs)
Anna Diamantopoulou, Greece (Member of Parliament for the Panhellenic Socialist Movement)
Yannis Papathanasiou, Greece (Minister of Finance)
George Alogoskoufis, Greece (former Minister)
George A. David, Greece (businessman, president of Coca-Cola)
É com alguma satisfação que posso chamar nosso primeiro ministro de intrujão. José Sócrates é o maior intrujão que conheço e um mentiroso descarado o que o torna também num dos maiores hipócritas que conheço. Ao contrário de outros casos em que era evidente a culpabilidade e a justiça impediu que pudéssemos chamar pelo nome adequado de ladrões, pedófilos, corruptos etc., neste caso quem quiser chamar de intrujão e mentiroso ao Sócrates é não só bem vindo como está protegido por todas as mentiras públicas que José Sócrates cometeu.

A última foi ter dito não saber nada acerca do negócio que envolvia a compra pela PT de parte da PRISA. Como se viu logo a seguir nas notícias consequentes, José Sócrates sabia de tudo e mentiu descaradamente para quê? Simplesmente mente porque governa contra o povo e a favor do grande capital. Algo que já todos sabem mas parecem ainda não ter "enchido o saco" o suficiente para rebentar. Seria impossível governar com Verdade quando as leis, regulamentos e política é feita contra o cidadão. Apenas com a mentira e com o medo se consegue prosseguir com estas políticas que estão a destruir tudo para terem a desculpa que é preciso entregar a privados.

José Sócrates está a fazer aquilo que se começou a fazer no governo de Guterres se não estou em erro e que é o mesmo que faz o Banco Mundial com países de 3º mundo comprando-os quase literalmente através de empréstimos que nunca poderão pagar. O Lula é um bom exemplo de fantoche Bilderberg que chegou ao poder também através da mentira quando na verdade hoje é evidente para todos que é um lacaio das multi-nacionais e corporações indo contra todos aqueles princípios tão bonitos dos quais falava no início de sua carrreira presidencial. Hoje é o corrupto iluminado que sabemos e que vemos defender publicamente outros corruptos iluminados confirmando a ideia de que esses senhores se julgam acima da restante população.

Volto a Sócrates, nosso governo e á comparação com o Banco Mundial (BM). A intenção do governo fazer grandes obras públicas tem somente uma razão principal e nem é dar dinheiro "aos grandes" como costumamos julgar pois existe algo abstracto mais poderoso que é "o poder" e nossos governantes servem um poder maior que eles. A intenção dos governos sucessivos dos últimos anos tem sido cumprir uma meta illuminati que pretende colocar todos países em dívida pois dessa forma podem controlar mais facilmente seus destinos e governações. E quanto mais importância dá a sociedade ao dinheiro, mais dependentes ficamos desses senhores porque o dinheiro está aí concentrado.

Não temos Amazónia para vender nem petróleo ou diamantes, mas temos contribuintes, praias e muitos campos de golfe. Portugal e o mundo moldam-se conforme o desejo destes senhores do mundo sem escrúpulos. E é para esta gente que Sócrates trabalha. É para esta gente que trabalha Durão Barroso como foi esta gente que criou a UE. E sempre através da mentira, do medo, da regulação entre outras técnicas, nos vão fazendo acreditar, ainda, que existe Democracia. Existe Democracia ao serviço dos Bilderberg mas estar ao "serviço de" alguém ou algo que não seja O Povo, não é Democracia nem existe Democracia sem verdade e sem a Liberdade que desaparece sucessivamente.

A verdade é que quando José Sócrates disse que não sabia de nada sobre o tal negócio PT/PRISA, toda a gente se riu :) Penso que só o Sócrates e aqueles robôs que votaram nele é que não perceberam o ridículo de sua afirmação. Agora quando abre a boca até o Português mais ignorante o chama de intrujão. Tenho pena destes maçons que se julgam iluminados por terem lido um livro ou dois de magia e por pensarem que controlam toda a gente com seus gestos e falas mágicas.

Magia é apenas outro nome para o tipo de discurso de muitos políticos, apresentadores de TV, comentadores... e assim como se faz com alguém que fala mal do sionismo acusando-o de anti-semita, assim se faz com a magia relegando-a a filmes como harry potter que veio de uma maçon e que por mim é apenas mais desinformação illuminati. A maior mentira é essa mesmo e quem for inteligente vai ler os livros de magia e filosofia que nossa elite lê e talvez depois entenda porque se sentem eles iluminados e de que forma usam a magia para continuarem no poder e controlar o povo nos bastidores quase sempre. Eu não poderia ter encontrado leitura mais interessante e pude verificar por mim mesmo que Magia funciona e que existe uma grande confusão e deturpação da verdade acerca da Magia. Magia é Ciência da Natureza para mim mas alguém diria que é a Ciência da Manipulação da Natureza, incluindo e principalmente da Natureza Humana.

Nossos governantes dizem ser desta ou daquela religião mas é tudo treta! Cavaco católico? Cavaco maçon isso sim! Maçonaria não impede nenhuma religião a seus membros? Tretas! Isso é o que dizem eles mas como conciliar a crença católica de ressurreição com o facto adquirido da maçónica de reencarnação, ou a viagem astral tão bem descrita e ensinada em livros maçónicos e que qualquer um poderá confirmar por si mesmo que afinal existe Magia e temos sido todos uns grandes idiotas religiosos ou idiotas partidários ou outros idiotas entre tantos que existem. Só poderia ser assim num mundo de mentira, engano e decepção. Como podemos gerar outra coisa a não ser idiotas? Não é parvo que chamamos ao nosso amigo/a depois de ser enganado 5, 10, 20, 500? vezes? Ou vamos dizer que ele é ingénuo na centésima vez que se vem queixar por ter sido enganado mais uma vez?

Temos de nos proteger da mentira porque logo á partida mentir significa ir contra o cidadão, querer esconder algo porque se sabe que o cidadão não vai gostar e pode contrariar os planos secretos... Para isso serve a mentira. Para manter as ilusões e para o verdadeiro governo ser instaurado, o governo mundial. Estamos bem encaminhados pois nossa UE já faz montes de leis á porta fechada longe das vistas e interesse do cidadão. A mentira já quase nos deixou no ponto para o fascismo.

Vamos ver o quanto bananas somos e se aceitamos mais mentiras como se fosse algo natural. Não sei se psicólogos ou outros investigadores sociais conseguem explicar este fenómeno de aceitarmos mentirosos e corruptos como governantes. Isso dá-me vómitos e tira-me a vontade toda de ser humano ou de viver no meio desta gente perigosa. Pois fico com medo desta gente que vota em corruptos e os aceita tão bem. Felizmente já controlei minha frustração e até sei que tudo isto servirá para aprendermos a amar o próximo, amar a verdade, amar a liberdade.
quinta-feira, 14 de Maio de 2009 | 10:02 
Ferreira Leite na Grécia a convite do grupo Bilderberg

A presidente do PSD, Manuela Ferreira Leite, desloca-se hoje à Grécia para participar como convidada na conferência anual do grupo Bilderberg, disse à agência Lusa fonte social-democrata.

A presidente do PSD regressa a Portugal no sábado, adiantou a mesma fonte.

O grupo Bilderberg reúne-se anualmente desde 1954.

Nos seus encontros, que têm carácter sigiloso e são restritos a convidados, participam personalidades da política e das empresas.

Diário Digital / Lusa

mais:
http://economico.sapo.pt/noticias/ferreira-leite-e-pinho-juntos-na-reuniao-dos-mais-influentes-do-mundo_10480.html
Maçonaria: GOL quer criar estrutura de serviços secretos
in Diário Digital

A obediência maçónica Grande Oriente Lusitano (GOL) pretende criar uma estrutura própria de serviços secretos, que designa por núcleo interno de intelligence, indicam documentos.

A proposta foi apresentada numa reunião da Grande Dieta, órgão que equivale à assembleia-geral do GOL a 21 de Março, e aprovada com 57 votos a favor e 21 contra.

O objectivo daquele núcleo é, segundo a acta da reunião, cumprir as «funções próprias daqueles organismos [de espionagem] no âmbito da defesa e prevenção», refere a acta da reunião.

A Lusa contactou o GOL, por correio electrónico, para obter do grão-mestre da obediência, António Reis, detalhes da estrutura e os fins práticos a que se destina, mas ainda não obteve qualquer resposta.

Na mesma dieta foi igualmente aprovada - com 77 votos favoráveis e sete contra - a «contratação de equipas técnicas externas, para fornecimento de serviços de consultadoria e apoio efectivo ao grão-mestre e ao Conselho da Ordem nos domínios da segurança de pessoas, património e informação».

Estas propostas foram apresentadas pelo presidente de uma comissão interna criada para determinar os autores de uma queixa apresentada no Departamento de Investigação e Acção penal (DIAP), em 13 de Novembro passado, contra o grão-mestre e os dois elementos que se lhe seguem na hierarquia da estrutura maçónica, António Justino Ribeiro e Fernando Manuel Lima Fernandes, e «desconhecidos».

Acusações de burla qualificada, falsificação por funcionário, abuso de poder, gestão danosa e abuso de confiança são usadas contra António Reis e os outros dois dirigentes do GOL, facto que levou o próprio grão-mestre a emitir um comunicado a 20 de Novembro dirigido a todos os seus irmãos maçons.

Nesse texto, António Reis diz que os nomes dos queixosos que surgem na participação são os de Vasco Lourenço e Jorge Sá, mas assegura que a sua identidade foi falsificada e que os próprios negam a autoria das queixas, como o fez Vasco Lourenço quando contactado na altura pela Lusa.

O grão-mestre apresentou um requerimento em tribunal «desmentindo a prática de tal acto e participando contra incertos por usurpação de identidade», ainda de acordo com o mesmo comunicado.

Os recursos à Justiça ocorreram depois de serem conhecidas divergências internas sobre a criação de uma fundação para gerir o património do GOL.

A contestação à criação da Fundação Grande Oriente Lusitano é sustentada por um grupo minoritário de opositores que questiona a razão da criação da instituição que vai receber, de forma irrevogável, o património das três instituições para-maçónicas do GOL, que integra mais de uma vintena de edifícios localizados em Lisboa e nas mais importantes cidades portuguesas.

A Fundação GOL foi registada notarialmente em Setembro passado, mas para ser reconhecida legalmente terá de obter o parecer favorável do ministro da Presidência ou de quem ele delegar, função que actualmente está atribuída ao secretário de Estado Adjunto da Presidência, Jorge Lacão, citado frequentemente na imprensa como membro do GOL.

Contactado terça-feira pela Lusa, um assessor de Lacão disse que não deu entrada na Presidência do Conselho de Ministros qualquer processo relativo àquela fundação.

Diário Digital / Lusa
DVD Freeport: Charles Smith chama corrupto a Sócrates

Depois de ver este vídeo é impossível ficar indiferente e não pedir explicações muito detalhadas sobre todo este assunto do Freeport. Sabendo que o grupo Carlyle e a família real britânica estão envolvidos, dificilmente alguma coisa sairá da investigação pois estamos a falar dos senhores do mundo e de quem colocou Sócrates e Barroso no poder.

A maçonaria illuminati a mostrar o seu poder e a ridicularizar a democracia e o cidadão comum que ainda acredita na justiça e na boa vontade de uns tantos intrujões corruptos.

É doentio ver filmes como este e ver que nada muda...

DVD Freeport: Charles Smith chama corrupto a Sócrates



Licenseamento Freeport:



Caso Freeport: quem é quem

Em 2007 a reunião bilderberg foi em Istambul na Turquia de 31 de Maio a 3 de Junho de 2007.

Neste ano estamos mais pobrezinhos em participantes mas talvez porque está assegurada a representação bilderberg em Portugal através de Sócrates e Santana e entre os demais fantoches bilderberg que pairam na assembleia, nos partidos e nos bastidores. Pode ver uma lista publicada pelo jornal "O Semanário" onde tem todos portugueses bilderberg conhecidos até a data.

Como sempre o iluminado mor e como principal representante bilderberg português temos Francisco pinto Balsemão. Balsemão é quem convida os portugueses que irão à reunião bilderberg desse ano. Balsemão é ex-primeiro ministro português e é presidente e administrador executivo da IMPRESA SGPS. Muito importante estar na comunicação social para manipular facilmente o cidadão.

Leonor Beleza, Presidente da Fundação Champalimaud. Será por acaso que a fundação apoia a investigação na perda de visão e seu tratamento. Eu adoro as ironias illuminati e adoro ver que querem ajudar-nos a ver melhor ao mesmo tempo que nos cegam. O nome Beleza já esteve na ribalta por motivos menos claros mas quem se lembra disso.
Os agentes da nova ordem mundial illuminati estão entre os portugueses também e muito principalmente entre os portugueses bilderberg.

Segundo Daniel Estulin em seu livro "O Clube Bilderberg", a reunião bilderberg de 2004 em Itália trouxe fortes mudanças no panorama político português reforçando as posições da nova ordem mundial no governo político de Portugal.
Santana Lopes, José Socrates e Durão Barroso são os três iluminados e abençoados que receberam as graças da elite mundial e em troca só tiveram que nos aproximar do fascismo corporativo mundial.
Santana Lopes, a marca da incompetência, foi nomeado primeiro ministro depois da reunião.
Durão Barroso anterior primeiro ministro deixa as lides portuguesas e é promovido a fantoche mor illuminati indo para Presidente da comissão europeia.
José Sócrates substitui Ferro Rodrigues que sai de cena com o escândalo "Casa Pia". Segundo fontes de Daniel Estulin, Ferro Rodrigues foi envolvido pelos Bilderberg para que Sócrates pudesse ocupar seu lugar, o que veio a acontecer e como podemos confirmar tem trabalhado bem para os Bilderberg e Nova ordem Mundial o nosso Sócrates.

Vigilância, Terror, Terrorismo, incerteza, crise, doença, medo, emoção, estupidificação, ignorância, controle mental, controle emocional, controle financeiro, controle e mais controle... são armas da nova ordem mundial e de nossos líderes políticos subservientes ao poder corporativista.

Nossos serviços secretos andam a filmar, espiar e tirar fotos a manifestantes mas não mexem uma palha em relação a sociedades secretas e reuniões secretas que comprometem a segurança interna de Portugal.
Só que segurança interna não existe. 10 quadros dos serviços secretos pertencem à maçonaria? O trabalho deles é outro. É minar Portugal e os portugueses. Trabalham para Bilderberg que estão no topo dessas sociedades secretas, o poder invisível, o olho que tudo vê e se mostra bem visível a todos mas ninguém repara na multiplicação de olhos.

Temos mafiosos, pedófilos, ladrões, assassinos, genocidas entre outros nomes criminosos, a governarem-nos e simplesmente gozam com a nossa cara por terem as costas quentes pelos bilderberg, illuminati, maçonaria, opus dei ou outra sociedade secreta. Com certeza o juiz pertence a uma delas e é quanto basta!

Quem quer acreditar que podemos ter um melhor sistema é melhor começar a limpar a sujeira que cá temos primeiro pois se voltamos a votar nestes vampiros, vampirizados vamos ser.
Essa é a pergunta: política ou máfia?

Alguém gosta de comentar política? Eu gostaria mas onde está a política para comentar?
Se alguma vez existiu política, puf, evaporou-se e desapareceu dos dias de hoje. Como comentar aquilo que não existe é o que pergunto. Que vantagem tem em comentar nos nossos dias aquilo que chamam de política? Nenhuma simplesmente porque não é política e ao comentarmos apenas estamos a dar força a essa nova política em que seu verdadeiro nome é máfia ou corporativismo.

Eu vou mas é comentar a Coca cola, a Roche ou a EDP ou a BP que é quem faz a política de hoje. Porque hei-de estar a dar tempo de antena a quem é apenas fantoche? Votar no sócrates ps ou no "líder..." psd? Porque não põem os logótipos das corporações que representam para podermos escolher "em consciência" como tanto gostam de dizer os governantes fantoches. Se são esses que têm o poder o que estamos a fazer ao comentar política? Apenas estamos a manter a ilusão e a chulice.

Comentar Santana Lopes politicamente é dar-lhe poder. Devia era estar a pagar pelos crimes que cometeu contra a nação e portugueses quando esteve no poder mas parece que precisamos de mais palhaços para o circo que se tornou a política portuguesa e mundial.

Ter Santana de novo na política? Como é possível perguntam muitos. Eu explico:
1º Esteve numa das reuniões Bilderberg e como tal está autorizado e mandatado para dar andamento á agenda mundial. Que importa se é bom político? Desde que tenha cara de pau como dizem os brasileiros ou lata como dizemos nós, pode dar andamento á agenda mundial sem problemas de consciência para com os portugueses, os animais inferiores que dependem da elite pois se não dependessemos não deixávamos um Sócrates governar-nos ou um Santana Lopes voltar á política.

Essa gente olha para nós como animais ingovernáveis e desprezam-nos como seres humanos inferiores.
Quase lhes daria razão ao olhar para nossa sociedade mas sei que muitas de nossas imperfeições são promovidas pela elite e governação enquanto eles se aperfeiçoam. Não vale a pena apontar as imperfeições da sociedade, da política e da democracia quando temos as mesmas imperfeições e não as mudamos. Não vamos ter melhores governantes enquanto não formos melhores também. Já me convenci que para ter melhores governantes tenho de ser melhor e tenho de mudar o que puder incluindo não votar nessas figuras representativas do novo poder, o poder corporativo.

Venha Santana para o circo ajudar o Sócrates outro bilderberg e agente da nova ordem mundial. Temos que começar a chamar as coisas pelos nomes. Sócrates só é político se ser político significar capacidade de iludir, enganar e mentir porque de resto a nível de governação é um agente corporativo.
Como não podia deixar de ser a simbologia diz-nos sempre muito acerca destas elites e institutos pois assinam dessa forma. É comum o uso da pirâmide com o olho, o olho apenas, o mocho, a águia imperialista, os fachos fascistas entre várias outras simbologias esotéricas.

Para reflectir deixo algumas imagens:

Serviço de Informações de Segurança



SIS e sua águia imperialista. Encontraremos a águia em muitos serviços secretos e militares do mundo. A águia tem 13 pontas das penas e para perceber melhor é pesquisar o 13 na nota de dólar onde tem a águia também. É simbologia maçónica que encontramos em tudo que é sítio de poder. Também e nunca por coincidência, SIS é um acrónimo para ISIS, divindade egípcia muito adorada, venerada e invocada pelos maçons e outras sociedades secretas. Maçonaria sempre nos leva aos mistérios e tradição esotérica egípcia entre outras tradições esotéricas e mágicas estando a maçonaria dividida por ritos mágicos que as diferenciam umas das outras. Rito Escocês, Rito York, Rito Moderno, Rito Adonhiramita, entre muitos outros. São ritos de iniciação mágica e espiritual o que os maçons fazem e alguns evidentemente são ritos demoníacos como a adoração a Moloch representada pelo mocho.


Serviço de Informações Estratégicas de Defesa
Aqui está o mocho ou melhor Moloch, o demónio ao qual sacrificavam crianças em tempos idos e ao qual a elite continua a adorar e invocar em Bohemian Groove e quem sabe onde mais. Sempre deixando sua assinatura onde quer que se instalem. A assinatura diz pura e simplesmente: é nosso! É do mocho e do pentagrama invertido que vemos na imagem formado pelo centro do mesmo em forma de pentágono! Isto é satanismo puro e nada tem a ver com religiões e sim com poderes e poder. Religiões e mitos são para controlar o povo. Eu estou a falar de satanismo real, de ritos demoníacos, de adoração e invocação do mal, do uso de forças e entidades que desconhecemos mas nossa elite conhece bem desde tempos imemoriais. Também o mocho está escondidinho na nota de dólar mas aqui é Portugal e está nos Serviço de Informações Estratégicas de Defesa.

Símbolo do clube de bohemian groove.















Bohemian GrooveRitual a Moloch representado na estátua gigante em forma de mocho. É aqui em Bohemian groove que a elite mundial se reúne uma vez por ano para queimar um esqueleto de criança, renovar os votos ao demónio Moloch e quem sabe o quê mais.
O mocho está em muitos sítios representando o conhecimento como fachada por vezes ou o observador, o vigilante, o que não deixa de ser mais uma metáfora para aquele que tudo vê.





Ministério da Justiça


Uma variação da pirâmide com olho que tudo vê. O olho é colocado no topo da pirâmide, por vezes fora como neste caso e por vezes dentro da pirâmide mas no topo também. Alguns investigadores dizem que agora representam a pirâmide sem estar cortada no topo como vemos na nota de dólar pois já estão na fase final de seus planos de governação mundial.

Nota de dólar
A pirâmide da nota de dólar apenas para efeitos comparativos entre a "velha" pirâmide iluminati que como podemos ver está separada no topo onde tem o olho que tudo vê, o big brother ou irmão maior como falam na maçonaria. A parte inferior da pirâmide tem 13 camadas de tijolos e mais uma vez o 13 é tema central na simbologia maçónica. Também na nota a águia imperial tem 13 flechas, 13 ramos entre outros 13. Também nossa águia imperial em cima tem 13 penas.




ASAE
Este pode ser mais difícil de aceitar mas para mim está lá o olho em cima a olhar para baixo e na verdade é bem comum na comunicação social o uso do olho como simbologia em logotipos e cenários. Estamos a ver-vos dizem eles. Sempre tem um olho e aos poucos estamos habituados a que olhem para nós e pior a que olhem por nós...

A ASAE começou bem com suas tácticas terroristas e objectivos de trabalho.
Continua muito bem depois de aceitar para a questão dos OMG uma defensora dos OMG que não sabemos como poderá velar pela segurança do cidadão se defende a indústria OMG...

Repito: institutos, organismos, associações entre outras, muitas vezes funcionam exactamente ao contrário do que são supostas fazer. É genial pois paga o contribuinte tudo incluindo sua própria destruição.
Os caminhos da nação são comandados por serpentes, dragões, mochos e águias imperialistas.
Em qualquer Loja Maçon poderá encontrar as semelhanças com este símbolo muitas vezes mesmo por cima da porta de entrada.
...
Se uma pessoa supostamente inteligente disse isto: O grão-mestre do Grande Oriente Lusitano, que também pertence à «Loja Universalis», não acha que estes factos ponham em causa a independência dos espiões.

Os factos são que, pelo menos dez dirigentes dos Serviços Secretos portugueses pertencem à Maçonaria.
Facto é que muitos outros VIPs da sociedade são maçons, seguem regras supra-nacionais e mais uma vez existe uma lei diferente para a elite.
Uma das regras é ajudar outro maçon quando necessário. Não existem cores políticas ou outras cores dentro da maçonaria. Existem irmãos e existem os irmãos maiores que não sabemos ainda se são anjos ou demónios pois custa-me aceitar que Anjos promovessem tanto secretismo e corrupção assim como me custa a acreditar que a passagem das trevas para a Luz seja para a Luz de Deus assim como me custa a acreditar que o grande arquitecto do universo seja a Força Criadora que chamo Deus para simplificar.
Mas se houver dúvidas é investigar o mundo da maçonaria e verificar como a magia demoníaca está envolvida e os rituais a demónios são frequentes em suas caves escuras. Assim ganham poder ou pelo menos acreditam que ganham. Não é surpreendente verificar que políticos e outros VIPs se satisfaçam com criancinhas. Verificar Bohemian Groove para verem o que fazem nossos governantes e elites com as criancinhas se tiverem oportunidade. Se quiserem ir ver os homens mais poderosos do planeta pertencentes a sociedades secretas adorar uma estátua gigante de mocho, vestidos como feiticeiros, a queimar o esqueleto de uma criança... é ver Bohemian Groove onde o fazem todos anos.

E depois em Portugal como é? Também fazem rituais de adoração ao demónio? Esses maçons portugueses de que por vezes ouvimos falar também adoram demónios?

Aleister Crowley subiu rápido na maçonaria pelos poderes que detinha e mais rápido ainda depois de começar a contactar um "irmão maior" ou um demónio como todos sabem. Não é por acaso que ele próprio gostava de ser chamado "A Besta". O demónio com quem Crowley comunicava transmitiu-lhe muita informação que podemos ler em seus livros se tivermos o cuidado para não sermos influenciados demasiado. Não é por acaso que o Dossier Crowley foi vendido a um anónimo nem é por acaso o interesse do "estado" no espólio de Fernando Pessoa.
Fernando Pessoa aparenta nunca ter sido maçon apesar de ser místico e estudar as ciências esotéricas. Podemos ler Fernando Pessoa a defender a maçonaria portuguesa e até ficar a gostar da maçonaria depois de o ler mas maçonaria hoje é mais uma ilusão. A verdade está nas notícias que não dão ou raramente dão nos jornais e TV como esta dos serviços secretos portugueses serem maçons. Se fossem jornalistas de verdade, as perguntas que eles próprios fizeram, iam ser respondidas por eles próprios também.
Custa muito investigar quantos mais maçons estão em lugar de poder? Custa muito investigar aquilo que pode ser considerado ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA?
Desde quando alguém investigou as relações da maçonaria e o tráfico de influências e outros crimes?

É que aqui ser maçon é mesmo como ser do Sporting ou Benfica. Se tem crime e o suspeito é maçon, a parte da questão que liga á maçonaria é logo posta de parte. Em vez do facto de ser maçon ter a atenção necessária por parte da investigação seja jornalística ou judicial, é completamente ignorado e/ou banalizado. Isto diz-nos que a maçonaria está bem activa não só nos serviços secretos mas em todo o lado que exista poder, nos tribunais também onde antigamente um maçon em apuros levantava os braços para cima num sinal maçónico para que o Juiz como irmão maçon o ajudasse.
Entender uma coisa: um irmão ajuda outro irmão dentro de suas regras e dentro de suas regras não tem países nem cores políticas nem Sporting nem Benfica. São maçons, são irmãos, ajuda-se! Não importa que vá contra a lei(do povinho) , eles têm suas leis de elite e suas regras fraternas. Pena que a fraternidade que apregoam não chegue aqui ao povinho. Pena que a Luz que guardam em suas caves não chega aqui.

Não chega aqui porque é só fachada.
Fundação para ajudar os pobrezinhos ou vitimas da sida? Fachada!
Autoridades e reguladoras não sei do quê? Fachada
Todas pastas do governo que deviam servir o cidadão são fachada!
Tudo fachadas para esconder a corrupção, o saque, as agendas secretas, os desejos luxuriantes incluindo pedofilia.
Fachadas e mais fachadas... casa pia, BPN, BCP, Clubes de Futebol, Institutos... fachadas e mais fachadas.
Tudo fachadas em que o verdadeiro objectivo e verdadeira função dessas fachadas é promover exactamente o contrário daquilo que apregoam publicamente.

Assim temos as autoridades da concorrência e reguladoras, organismos públicos... a defender as corporações por exemplo.
Temos as Associações de doenças a proteger a doença como no caso do cancro ou sida por exemplo.
Temos as pastas do governo... nem vale a pena esses pois já sabemos que político é ser ladão e intrujão. É que se não for ladrão, intrujão ou as duas coisas, é corrido do sistema partidário e da política num instante. O máximo que temos direito é a um Manuel Alegre que nos faz rir pela sua suposta oposição ao próprio partido e governo.

Temos que ler sobre Tavistock e controle mental para perceber os papeis que cada um representa pois são fachadas também os nossos políticos e Manuel Alegre não é diferente, apenas representa o seu papel e mal para mim. Cada actor representa seu papel para o grande público que somos nós.
Nunca viram aqueles filmes policiais em que a dupla policial faz uma actuação de polícia bom e polícia mau para dobrar o criminoso e fazê-lo falar? Manuel Alegre é um dos polícias bons nesta quadra governativa ou seja o papel de Manuel Alegre é dar voz ao sentimento português de que o PS e governo nada têm de esquerda nem humanista. Alguém tem de defender as ideias e sentimentos dos portugueses que ainda acreditam no PS e que o PS seja de esquerda. Sem estas vozes ficaria evidente o corporativismo governativo e seria bem mais pesado para José Sócrates governar e seguir a agenda mundial illuminati contrária á vontade do povo e contrária a sua liberdade.

Estas manipulações sociais fazem parte das sociedades secretas assim como dos serviços secretos. Vigilância e controle da população!
Vigilância e controle da população...
A maçonaria vai promovendo o uso do micro chip em humanos e outras formas de controle. O SIS é dirigido por maçons e tem como função informação, vigilância e investigação mas não tem relação nenhuma claro nem tem relação a onda crescente de vigilância e controle do cidadão.

Aquilo que em alguns países seria considerado associação criminosa, aqui têm direitos a conspirar, roubar o povo, violar suas crianças e ainda a serem aclamados como herois... Aqui podem juntar-se em suas reuniões secretas e decidir os destinos de Portugal e dos portugueses dentro da agenda mundial corporativista fascista sem que sejam incomodados seja pela polícia seja pelos tribunais seja pelos jornalistas. Aqui podem reunir-se como verdadeiros mafiosos ou terroristas planeando nas sombras como vender Portugal aos bocados á Nova Ordem Mundial e seus planos de um único governo e moeda mundial.

Como sempre para o povinho isso seria uma acusação de conspiração, associação criminosa, espionagem entre outros crimes, enquanto para a elite parece ser um direito adquirido. A elite pode ser qualquer coisa incluindo pedófila ou assassina ou ladra, que não segue as nossas regras.

É claro que todos perguntam: porque hei-de eu seguir as regras?
E assim se instala a corrupção ao nível nacional. É isso que nos estão a vender hoje. Vendem-nos uma crise e vendem-nos casos de corrupção apenas para mostrarem a impotência do cidadão e sua inferioridade frente á elite e para que se revoltem com o sistema.
Não é raro encontrar essa mentalidade subserviente aqui em Portugal e tantas vezes se ouve o povo assumir seu lugar de governado aceitando a corrupção e mentira como algo inerente ao poder e governação.

Não esquecer que um novo sistema já está planeado, desenhado e a ser posto em prática. Acabar com a democracia é uma etapa progressiva em países como Portugal. Estamos bem menos democráticos hoje que 10 anos atrás e bem mais pertos do fascismo corporativista.

Quando perceberem que quem planeia nos governar sob uma única bandeira mundial é um bando de gente sem escrúpulos e sem respeito algum pela raça humana, talvez as mentalidades mudem e deixemos de acreditar em histórias da carochinha e em actores que representam tão mal seu papel.

Eu não posso ser representado pelo nosso governo simplesmente porque nosso governo representa a corrupção e a associação criminosa da qual não quero fazer parte. Nosso governo representa interesses e não a mim ou ao povo. Se governantes vão para o poder e á partida servem os interesses em vez do povo... chumbam logo! Fora com eles rapidinho!

Porque deixamos esses gajos governarem-nos? Porque não os tiramos de lá á 1ª mentira? Ao 1º caso de corrupção? É que eles é que têm de provar-nos que são honestos e confiáveis pois a história mostra-os como criminosos, mafiosos e intrujões e chulos do povo que são estes gajos que nos governam. Não têm direito a nenhum título a não ser de Sr Intruja ou Dr Charlatan ou Engenheiro Tretas ou Sua Excelência Sanguessuga! Se tiram os cursos e usam os títulos de Drs para enganar mais facilmente o povo e marcar a diferença entre elite e povo, então que metam os títulos onde nós bem sabemos e dêem o bom exemplo e o bom nome ás instituições e aos títulos que usam.

É que hoje, os políticos são tão mal vistos pela população e tão controlados pelas corporações que seria impossível termos algum que fosse trabalhar para nós. Algum político corajoso nem nunca subiria no partido e muito menos chegaria ao topo. Um pontapé no cu da imprensa bilderberg e lá se ia o corajoso.

A coragem tem de ser nossa ou ninguém honesto e confiável vai querer governar-nos e sempre iremos ter esses sanguessugas a chuparem-nos. Temos de ser nós a mudar para mudar o nível de corrupção a que chegámos.

"A antiga Loja Regular é, com o Grande Oriente Lusitano, a maior organização maçónica em Portugal. Calcula-se que quase 5 mil portugueses sejam «pedreiros livres». Entre eles, muita gente poderosa que respeita os princípios da Maçonaria de não divulgar a identidade dos seus membros, manter os segredos e ritos da organização e, muito importante, ajudar os outros maçons. "
Dez quadros superiores pertencem à MaçonariaTVI
Alguém disse e muito bem "O que está mal não é a Democracia, mas sim a falta de Democracia".

Esta frase diz tudo! E as sondagens que vi hoje no público dizem o resto: os cidadãos querem mais Democracia e os políticos querem menos Democracia.

É simples não é? Estão a dizer-nos e bem talvez, que Democracia e Liberdade não é algo permanente e que se não cuidamos delas... puf, lá se vai a Democracia e Liberdade e quem nos governa não se importará muito se tiver de nos governar doutra forma menos democrática, mais do que os 6 meses propostos por Manuela Ferreira Leite. Quase todos eles, políticos de topo, pensam assim e olham com desdém para a classe operária e cidadão comum. Com tanto desdém, temos Sócrates e Durão Barroso a trabalhar em uníssono para a Nova Ordem Mundial Bilderberg e companhia iluminada que planeia governar toda a raça humana através de métodos de controle, da globalização, e, imaginem, reduzindo a população humana para 1/3 da actual.

Assim temos as pessoas mais poderosas deste planeta a conspirar secretamente contra nós e o povo ainda paga a segurança das reuniões dessas conspirações. Ninguém pode saber o que se passa nas reuniões Bilderberg nem nenhum jornal pode anunciar ou relatar a reunião, mas podem usar o dinheiro dos portugueses e a polícia e serviços portugueses para proteger uma reunião que vai contra todas as regras democráticas. Constatar depois que o Grupo Bilderberg tem influência em quem é eleito em cada país da Europa, Américas, e resto do mundo onde chega sua influência, provavelmente porque controlando a comunicação social, a banca e outros sectores estratégicos, conseguem chantagear e comprar presidentes ou mesmo apenas fabricá-los.

Não poderia encontrar tão bons 2 exemplos como Durão Barroso e José Sócrates aqui em Portugal mas quem conheça melhor que eu a política que vá ver as listas dos participantes das reuniões Bilderberg e informe-se um pouco sobre esse "clube" e o porquê de ser tão secreto e anti democrático. Na verdade parece que são extremanente democratas em suas reuniões, mas essa democracia chega aqui exactamente ao contrário em planos de cada vez mais controle e menos liberdade. Na lista Bilderberg de 2007 tem Leonor Beleza e Balsemão como sempre que é o numer one Bilderberg em Portugal e convida os participantes portugueses. Pelo menos assim o diz Daniel Estulin autor do muito polémico e realista livro "O Clube Bilderberg , Os Senhores do mundo" em que relata muitos anos de investigação ao clube bilderberg com muitas referências a Portugal.

Os cidadãos querem participar mais e que haja mais referendos e eu concordo pois é uma forma de democratizar o sistema e fazer dele um verdadeiro sistema de e para o povo e não um sistema do povo para os barões que usam sua imaginação apenas para sacar dinheiro ao contribuinte.
Os cidadãos querem um sistema representativo onde o eleitor tenha comunicação com os eleitos.

Mas, imagine-se... nossos políticos estão contentes com o actual sistema :)
lol eu também estaria, se fosse político corrupto!

Os valores das sondagens são bastante relativos porque muitas vezes são fabricadas para fazer opiniões. Somos tipo maria vai com as outras e se pensarmos que a maioria faz assim, tb fazemos.

Deixámos que transformassem a Democracia numa ditadura. Já estamos presos, uns mais que outros, uns a umas coisas outros a outras... mas já estamos numa prisão que começou a ser construída algum tempo atrás e que contínua a ser erigida e fortificada aos poucos usando nosso medo para nos impôrem ou fazerem-nos chorar por medidas esclavagistas que nunca seriam aceites se sentissemos em verdadeira liberdade.

Nunca vamos sentir em liberdade se deixarmos que cada vez mais controlem nossas vidas, nossos gostos, nossos pensamentos, nossas emoções... Por vezes é difícil acreditar que somos humanos, impondo nossas guerras aos outros em nome da liberdade e democracia... Meu Deus!
Nunca vamos ser livres enquanto impusermos nossas prisões aos outros seja em Àfrica seja em Guantanamo. Somos culpados no fundo de aprisionar, escravizar e explorar outros seres humanos para termos nossa democracia e liberdade. Mas imaginem... cada vez queremos mais ainda e para isso temos de explorar, escravizar e matar mais para sentirmos em segurança que é nosso conceito de liberdade, ilusória claro.
Ainda por cima ficámos desleixados e pensámos que democracia e liberdade estavam garantidas. Tornámo-nos em consumidores e reclamadores e perdeu-se o conceito de democracia e liberdade. A liberdade é para consumir e a democracia para dormir... bem(?) com a consciência(?).

Agora estamos em perigo de perder cada vez mais liberdade pelo simples facto de estarmos a morrer e a suicidar-nos aos poucos e por vezes quase definitivamente com o poder nuclear que temos entre outras gerigonças bem mais avançadas hoje em dia aliadas á nossa barbaridade que chamamos civilizada.

A única forma de mudar isto é através da ética e de princípios e não fazer aquilo que criticamos nos políticos e barões de nossa sociedade. Temos de deixar de ser espertinhos e de deixar aquele sentimento de "podia ter ganho tanto se..., todos fazem...". Todos fazem incluindo o ministro, pres. da cãmara, médico, juiz, advogado etc etc. Uma teia tão grande que o cidadão honesto até se sente mal em ser honesto no meio de tanta porcaria. Não desanime com isso porque é sua ética e seus princípios que lhe vão dar a força necessária e vão permitir que mudemos esta Democracia para algo melhor em vez de uma ditadura com nova roupa.
Os olheiros illuminati continuam por aí mesmo depois de muita divulgação da simbologia esotérica e de já todos saberem que certos olhos e pirâmides fazem parte da marca registada illuminati e de quem os formou. São arrogantes em assinar tanto quanto podem e em mostrar quem manda e que o cidadão está bem em baixo na pirâmide sem poder de decisão, controlado e manipulado por sistemas de controlo e vigilância cada vez mais sofisticados.



Sonae
Mais evidente é na comunicação social onde o olho mais ou menos evidente se insinua como que dizendo "estou-te a ver... sempre!".




Poucos dias atrás vi um bocado do concurso "???" e é um espectáculo ver aquele cenário illuminati tão bem planeado. A pirâmide com o olho que tudo vê é formada pela imagem no ecrã atrás do Malato com o olho (sol negro no caso) no topo. Na verdade aquele cenário estaria bem em qualquer filme de terror de ficção científica. Para adoçar vai aparecendo no ecrã um olho que se forma e desforma em linhas que passam rápidamente pelo ecrã. É um exercício tão interessante quanto fútil constatar a forma como a elite illuminati vai insinuando aos poucos seus objectivos através da simbologia esotérica também.





Depois de ver tanta vez o cartaz publicitário á PNET fui ver o que era finalmente para descobrir mais um olho iluminado. O olho gosta de redes onde pode sacar informação e dados sobre os usuários dos serviços que lhes facilita o aprimoramento de seus planos e objectivos.


 


Redes como o Hi5, FaceBook e similares são usadas estatisticamente por corporações e serviços secretos que assim descobrem muito sobre as tendências dos cidadãos, gostos, crenças, hábitos, gastos, dados pessoais etc etc



Assim me parece a PNET também. Mais um olheiro no Portugal Iluminado com cada vez menos luz.


A DGS também é olheira iluminada como qualquer doente poderá constatar mesmo que seja depois de morto.
A mim já me cansa ver que democracia é apenas uma palavra bonita para enganar o cidadão. Desde corrupção ao mais alto nível, pedofilia, satanismo, crimes económicos, lavagem de dinheiro... é o que a democracia satânicaprotege.

Dá dó ver e ouvir falar na TV ou mesmo na rua aqueles que ainda falam dedemocracia como se fosse um milagre que chegou para salvar a sociedade de sua desgovernação. Não têm olhos para ver que democracia não existe!

Para existir democracia teriamos de aceitar o "NÂO" Irlandês no referendo ao tratado de Lisboa como um gesto legítimo e democrático em vez de repetir referendos até que estejam de acordo com a decisão previamente tomada pela elite. É uma palhaçada completa esta democracia e os palhacinhos vão todos votar que é para o circo não acabar.

Para existir democracia o povo teria de ter voz e para isso se pensou os referendos que alguns países como Irlanda previram ser obrigatório pois são assuntos que interessam principalmente á população. Então faz-se referendo quando se sabe que o povo está de acordo com a elite porque quando está contra não se faz nem temos direito a participar porque a elite já disse o que era melhor para nós. E se acontecer como com o referendo ao aborto, faz-se outro até que dê o resultado planeado e prontos.

Não sei quem vive em democracia mas eu não sou e não é porque não gosto é porque não existe simplesmente. Aprendi na escola o que era democracia efascismo. Dá para ver claramente que temos fascistas a governar-nos sob a égide da democracia mas é apenas um nome mais suave para os mesmos de sempre governarem e os mesmos de sempre serem governados.

Sei que muita boa gente não se importa em ser governado sem ter participação activa. Julgam que a democracia e liberdade é um dado adquirido mas nem uma nem outra existem. Foram apregoadas, foram celebradas e festejadas e foram destruídas aos poucos pela falta de participação pública na política. A liberdadefoi-se vendendo em troca de falsa insegurança e segurança e a democraciaapodreceu pela falta de cuidado pois ninguém tratou nem cuidou dela.

Infelizmente tratamos a democracia como algo natural e certo quando nós próprios não somos democratas nem respeitamos ou mantemos a liberdade. Será que mais ninguém vê o que se passa? Ou melhor... sei que vêm muito do que se passa na política e sei que não podem confiar em nossos políticos e também sei que continuam a votar porque são sistemas de crenças enraízados exactamente como religião. Propositadamente para gerar crenças e funcionar como uma religião porque se formos olhar aos factos tanto PS como PSD como CDS em sua pequena(s) passagem pelo governo, mentiram, chularam, gozaram e riram do povo português como se fossem gado que só servem para trabalhar, consumir, serem chulados e sacrificados quando necessário.

Olhem bem para os olhos de José Sócrates ou Durão Barroso e vejam o quanto eles se preocupam com o que o cidadão pensa, sente, necessita, anseia... fazem seu papel nas eleições mascarando-se anjos salvadores deste mundo sujo e cruel e têm depois 4 anos para fazer o papel de satanzinhos pequeninos ao serviço das mentes mais sujas e maquiavélicas deste planeta. Depois que se lixe o cidadão pois até é fácil convencê-lo novamente da "mudança". E quando se fartarem de PS, está o PSD! Se fartarem do PSD não faz mal porque está lá o PS já "renovado" e pronto para mais 4 ou 8 anos de chulice á portuguesa e ao português.

Estes são os portugueses illuminati. Não porque pertençam a maçonaria mas porque corrompem e apodrecem tudo em que tocam incluindo as lojas maçónicas onde se infiltraram faz muito tempo e onde nossos políticos de peso de várias cores se reunem juntamente com outras personalidades do mundo dos negócios, informação social, etc.
Nossos políticos venderam-se a um poder mundial corporativista e seguem políticas e agendas mundiais que só têm a ver com os planos da elite mundial em centralizar o poder e construir um governo mundial assim como uma moeda mundial e tudo mais que puder ser mundial.
Se parece incrível então melhor não ler a seguir e usar o cepticismo ou crença para negar as evidências de que a elite mundial planeia exterminar grande parte da população humana para ser mais controlável, poupar os recursos, e ter uma força de trabalho suficiente para o mundo girar e beneficiar os mesmos de sempre.

É completamente uma visão Orwelliana aquilo que a elite illuminati pretende com a nova ordem mundial. Um mundo de iluminados e escravos e adivinhem quem vai ser escravo?

Tento não odiar esses senhores para não cair numa das armadilhas mais comuns. Esses senhores são completamente frios e calculistas dando seguimento a planos alguns com centenas de anos e usam as emoções humanas para mais facilmente controlar a população e o indivíduo. Cair na raiva ou ódio pelos illuminati é uma armadilha que apenas leva a que seja mais facilmente controlado e manipulado.
Para os vencer é preciso entender sua motivação, suas origens, seus objectivos, sua forma de pensar e sentir, sua espiritualidade etc.

Para os vencer é necessário aprender a controlar as emoções e pensamentos pois essa é sua maior arma contra nós, a ilusão. A ilusão que é perpetuada através de uma mente caótica e obsessiva e um corpo emocional imaturo que não acompanhou a evolução tecnológica. Crianças obsessivas é o que somos sob influência illuminati. É tudo banal e a indiferença aumenta para com a guerra, pobreza, sofrimento, doença... a programação mental illuminati vai-nos transformando em egoistas compulsivos e em consumidores zombies que já pouco se assemelham a humanos e mais a robôs de um qualquer filme futurista.

Para os vencer é preciso ter dominio sobre as emoções e pensamentos como eles aprendem desde cedo.

Para os vencer é preciso agir com amor, solidariedade e bondade mas isso todos sabem que é a salvação do mundo e que é aquilo que nos falta... amor, respeito, verdade, solidariedade e bondade.

Enquanto vivermos na forma "iluminada" não teremos solução para nossos problemas e perguntas mais básicas. Vai ter sempre dogmas para haver crenças ou ditadura ás claras. Vai ter guerra pois dá dinheiro e mata gente reduzindo a população. Vai ter doenças pois dá dinheiro e mata gente. Vai ter um inferno que é o que esses senhores planeiam para a raça humana e vai ter um Anti-Cristo que represente a nova religião mundial como seria de esperar.

Tolos são aqueles que ainda vivem entre crenças e cepticismos relacionados com o ocultismo que nossos políticos e elite estuda sem preconceitos pois sabem que esse conhecimento oculto lhes dá poder.

Instruir no mundo do oculto, esoterismo, espiritualidade, ciências antigas, alquimia, hermetismo, cabala, astrologia etc. são disciplinas urgentes para qualquer cidadão que se queira libertar e ir mais além em seu conhecimento.

Os homens mais poderosos do planeta estudam o oculto porque lhes dá grande poder.

Os homens mais poderosos do planeta desenvolvem seu 3º olho porque lhes dá grande poder.

Os homens mais poderosos do planeta aprendem a fazer viagem astral porque lhes dá grande poder.

Os homens mais poderosos do planeta fazem invocações mágicas a entidades porque lhes dá grande poder.

É isso que se faz na maçonaria a partir de certo grau. Começa-se por estudar o oculto em sua base e depois passa-se á prática. A Biblia e práticas religiosas comuns são para o cidadão comum. As práticas de poder e conhecimento são para a elite.

Está na hora de acabar com nossa "inferioridade" espiritual em relação aos iluminados pois é isso que quer dizer iluminado. Eles são iluminados porque despertam o 3º olho e como tal, entre outras coisas, acham-se no direito de nos governar considerando-se superiores ao cidadão comum mesmo em termos genéticos e por isso a manutenção da linhagem sanguínea e casamentos entre famílias da elite.

Evoluir espiritualmente é uma solução que nada tem a ver com religião e sim auto conhecimento.
Maçonaria sem juízes - Correio da Manhã

Os juízes não querem ver os seus pares namaçonaria, Opus Dei, órgãos desportivos ou cargos de confiança política. O Compromisso Ético aprovado ontem, por unanimidade, no 8º Congresso dos Juízes Portugueses, rejeita a participação dos magistrados em "organizações secretas" e "em actividades cívicas externas às funções, que impliquem sujeição a apreciações públicas e vexatórias.
Presente no encerramento do congresso, o ministro da Justiça disse não ter nada a opor ao desejo dos juízes. "É importante para a transparência dos magistrados", disse António Martins, presidente da Associação Sindical.
No documento, que também vai ser entregue ao Presidente da República, os juízes sublinham a importância da auto-regulação e responsabilização do poder judicial, a simplificação da legislação processual e o maior policiamento dos tribunais. Os magistrados esperam agora que a proposta chegue à Assembleia da República, órgão onde o estatuto dos juízes pode ser alterado. Uma situação que, no entanto, está longe de ser pacífica, atendendo a que a proibição é entendida por muitos como inconstitucional.
O presidente do Supremo Tribunal Administrativo, Santos Serra, disse que "o fosso entre ricos e pobres aumentou" na Justiça e que "os fracos são discriminados".

-------------------------------------------------------------------
Maçonaria: Dieta aprova definitivamente Fundação GOL, opositores queixam-se de falta transparência do processo15 de Novembro de 2008, 12:45
*** António Martins Neves, da Agência Lusa ***

Lisboa, 15 Nov (Lusa) - A criação da Fundação para gerir o património do Grande Oriente Lusitano (GOL) foi definitivamente aceite pela assembleia (dieta) daquela obediência maçónica, mas novos passos continuam a alimentar a desconfiança sobre a transparência do processo.
Os críticos, minoritários, vêm agora contestar o facto de as convocatórias para a assembleia onde vão ser eleitos os dirigentes da Fundação Grande Oriente Lusitano terem a data de 31 de Outubro, quando a dieta que a aprovou definitivamente só ocorreu uma semana depois, a 08 de Novembro, como provam documentos a que a agência Lusa teve acesso.
Para os detractores isto significa que a decisão estava tomada, independentemente do que acontecesse na assembleia.

Em causa está a gestão e destino de um património que inclui mais de 20 edifícios espalhados pelas principais cidades portuguesas e o próprio palácio no Bairro Alto, em Lisboa, que alberga a sede da obediência maçónica com mais de 80 "sucursais" (lojas) em todo o país.
Contactado pela Lusa, o grão-mestre do GOL, António Reis, disse que o "assunto da Fundação ficou morto e enterrado" com a "votação esmagadora" na dieta a favor das alterações introduzidas nos estatutos da futura instituição.

Acerca de convocação da Assembleia-Geral da Fundação, antes da votação final da dieta, o historiador e professor universitário disse que "uma coisa não tem nada a ver com a outra".
"A convocatória podia ter sido feita logo após o registo" notarial da nova instituição - que necessita do reconhecimento governamental para adquirir o estatuto de fundação -, pois "os estatutos já estavam em vigor", acentuou.

O que António Reis não explicou foi a razão por que é sujeita a votação pela dieta um decisão já tomada, como confirma a convocatória, a que a Lusa teve acesso - datada de 31 de Outubro e assinada pelo "Professor Doutor António Reis" -, da Assembleia para 29 deste mês.
O grão-mestre acabaria por desligar o telefone, sem prestar mais esclarecimentos.
Com esta atitude, António Reis não permitiu ainda esclarecer dúvidas que alguns maçons levantam quando lhes é pedida, se quiserem ser fundadores ou curadores da nova instituição, identificação pessoal para ser entregue com o processo na Presidência do Conselho de Ministros.
Sendo a maçonaria uma ordem iniciática que possibilita aos seus elementos não serem identificados e manterem-se "secretos", a entrega de documentação, como cópia do bilhete de identidade, do cartão de contribuinte e um comprovativo de morada, que pode ser uma factura de água, da luz, de telefone ou da carta de condução para divulgação pública, é considerada uma violação dos princípios maçónicos.

Contactado pela Lusa, um escritório de advogados de Lisboa com especialistas na matéria sustentou que a divulgação dos nomes dos fundadores e curadores de uma fundação é um acto inerente ao carácter público do processo.

"A nomeação dos órgãos torna-se obrigatória para efeitos de reconhecimento, devendo ser, nesta fase, facultada à Presidência do Conselho de Ministros uma lista com os membros de todos os órgãos sociais, incluindo os curadores, bem como o respectivo título de tomada de posse de cada um deles", disseram, por escrito, as advogadas Rita Alarcão Júdice e Sandra Soares Abrantes.
A "divulgação pública dos nomes dos curadores parece ser uma consequência inerente ao próprio processo de constituição e subsequente reconhecimento pela entidade competente", acrescentaram as duas juristas.

Lusa/fim

Mais um brinde para o povo português acordar e ir votar novamente nos mesmos mafiosos de sempre que saltam do governo para os quadros de empresas e das empresas para o governo. O resultado é sempre sempre o mesmo...

Mas o governo já veio anunciar ajuda ás pequenas empresas para não ficar tão evidente os critérios que o governo usa para ajudar "quem precisa" e desviar as atenções da insanidade e pouca vergonha que é a actuação do governo quando a banca está em "crise" e a indiferença de quando o cidadão comum está em crise.
Porque não deixar cair a banca? Se para mantermos este sistema virtual temos de ser constantemente enganados e injustiçados então que acabe já porque não quero ver prisões mas já que existem então quero ver lá o engravatadinho e quero ver ser feita justiça. Se tem Banco de Portugal quero vê-lo a funcionar em vez de ser mais um braço da corrupção, se tem Tribunal quero ver a justiça funcionar, que seja igual então pois não dou direito a nenhum tribunal para me julgar enquanto houver elites e iluminados. Se a lei existe só para o povinho então fiquem lá com vossas leis e vossos políticos e sistemas corruptos porque não posso aceitar ser julgado por um sistema que funciona sem nenhuma justiça.
Eu VOTO EM BRANCO ou NÂO VOTO!
Trate-se bem! Aumente sua auto estima! Vote mais vezes no seu político corrupto favorito!

Corrupção: 103 acusações entre os 384 inquéritos concluídos em 2007 pela PJ03 de Novembro de 2008, 07:43
Entre as investigações realizadas em 2007 pela Direcção Central de Investigação e Combate ao Crime Económico e Financeiro (DCICCEF) da PJ consta a contratação e aquisição de equipamentos da Marinha de Guerra, em que foi apurada a prática dos crimes de corrupção, tráfico de influência e participação económica em negócio, com a constituição de vários arguidos com responsabilidade, sendo que um alto responsável aguarda julgamento em prisão preventiva.http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/13b3962f8c7a9095882a1e.html

Entidade das Contas e Financiamentos Políticos sem capacidade para controlar corrupção
29 OUT 08 às 07:53
É uma confissão do presidente da entidade que controla as contas e os financiamentos dos partidos políticos. Miguel Fernandes admite que o organismo não tem capacidade para controlar a corrupção associada aos donativos.

BPN: operações "clandestinas de centenas de milhões de euros"
A Socidade Lusa de Negócios, detentora do BPN, fez "um conjunto vasto de operações clandestinas que não estavam registadas em nenhuma entidade do grupo" envolvendo "centenas de milhões de euros", revelou o governador do Banco de Portugal.

Governo nacionaliza BPN e prepara entrada noutros bancos
Crise. Depois das intervenções de emergência ocorridas em vários países europeus, chegou a vez de o Estado português entrar no capital dos bancos. O Governo sentiu-se "obrigado" a nacionalizar o Banco Português de Negócios (BPN) para evitar o efeito de contágio em todo o sistema (…)

BPN/Nacionalização: PND diz que intervenção do Governo é "escândalo sem precedentes"
Em comunicado, o PND questiona "que razões impedem o governo de intervir junto das empresas industriais e comerciais que estão a encerrar, colocando centenas de milhares de pessoas no desemprego", considerando que "a democracia bateu no fundo".
Segundo "furacão" no BPN
A nacionalização anunciada ontem - que só peca por tardia, de acordo com personalidades da banca ontem ouvidas pelo JN - vem pôr fim a uma telenovela que se arrasta há anos e que ameaçava trazer a primeira falência a um banco português desde que a Caixa Faialense fechou as portas, fraudulentamente, na década de 80.
E ninguém vai preso?
Feita a intervenção no banco, é também importante apurar responsabilidades criminais. E ninguém vai preso? A culpa costuma morrer solteira em Portugal, quando há ricos e poderosos envolvidos. Cabe ao PGR e aos tribunais contrariarem essa tradição. Os cidadãos e os contribuintes merecem.


Trate-se bem! Aumente sua auto estima! Vote mais vezes no seu político capitalista corporativista corrupto favorito!


Se antes, alguns tempos atrás lembro bem de falarem muita vez da dívida externa do Brasil ser uma das maiores do mundo, agora nada oiço nem leio na comunicação social sobre a dívida externa de Portugal que ultrapassou em muito a do Brasil e em pouquinhos anos.

São só $ 415.500.000.000,00 de dívida externa que a imprensa não comenta assim como muitos outros assuntos os quais estão
proibidos de comentar e investigar. Bilderberg e associados são um exemplo bem evidente de que as conexões mais obscuras entre nossos políticos, sociedades secretas e corporações são escudadas e mesmo ajudadas pela "comunicação social" que de comunicação só tem uma via e deturpada e de social só tem o controle populacional e criação de opiniões públicas.

Realmente é uma vergonha para o cidadão comum ver a dívida externa de Portugal aumentar de 2003 = $13.100.000.000 para 2008 = $415.500.000.000 e incrivelmente um aumento
percentual de 2003 para 2004 de 1.813,74% ou seja em apenas um ano passámos dos 13 mil milhões para 250 mil milhões.

No fundo tem gráficos que tirei do blog Democracia em Portugal? e o artigo que me informou sobre esta realidade e no qual me fui inspirar. Onde está a imprensa? Na Impresa talvez ou na Empresa provavelmente.

Reflexão: Portugal não é muito diferente dos EUA, Itália, França, Reino Unido entre tantos outros países, quando se trata de dar seguimento a agendas secretas que nada têm a ver com políticas nacionais. Nossos políticos são corruptos, mentirosos e ambiciosos mais do que suficientes para serem testas de ferro de grupos como o Bilderberg que tentam
impor a tal de Nova Ordem Mundial globalizando e centralizando o poder nas mãos da elite corporativista e de "sangue real" com direito divino a governar sobre o comum do cidadão.

É assim que eles pensam e nós em troca de uns filmes, doces, roupa de marca, carro e outros tantos
atractivos vamos sendo chulados, chupados, enganados, ficando sem força para sair do sistema e/ou
mudá-lo e sem força para ir contra as corporações porque todos querem comer, beber, vestir, pôr gasolina, ver TV
etc. etc. e eu entendo porque também quero tudo e mais do que tenho agora. Não quero é assim nem em troca da minha liberdade e de meus descendentes. Não quero é entregar todo meu poder de decisão a meia dúzia de corporações que já compraram nossos governos com muitos royalties, já compraram muitos países através de sua DÍVIDA EXTERNA..., já compraram metade da população com suas dependências que só eles podem satisfazer, e vão comprando mais e mais sempre.

Onde julgam que anda o dinheiro invisível? Aquele que desapareceu dos bancos? Aquele das maiores máfias e atrocidades que podemos ler e ouvir como guerra, tráfico de droga, tráfico armas, tráfico de
órgãos... Dinheiro e mais dinheiro e com tantos países a contribuir o poder da elite globalizante aumenta.
Será que ninguém vê que é o que Portugal em seus sucessivos governos está a fazer?

Portugal está a financiar a elite que está acima das leis, da politica, da sociedade, do ser humano como eles próprios se julgam na sua superioridade.
Através de todos esquemas possíveis estamos a financiar nossa própria escravidão, ruína e instabilidade social. Fomos nós que criámos a crise e como tal deixa-a vir. Que importa que venha? Parece que sempre temos de ser forçados para fazer alguma coisa. Tempos de crise são bons para a ditadura estender seus tentáculos oferecendo esmolas ao cidadão "em crise".
Qual crise qual porra! Acordem e vejam mas é o que estão a financiar com vossos impostos. Somos
cúmplices de todo mal que nos acontece e permitimos que o mal continue porque continuamos a votar inexplicavelmente em quem sempre nos engana e rouba. Continuamos a pagar impostos para ir para as corporações e banca. E continuamos a enterrar Portugal até ao limite para financiar aqueles que olham para nós como gado humano.
Depois da engorda...
DIVIDA EXTERNA DE PORTUGAL 31/10/2008$ 415.500.000.000,00
QUATROCENTOS QUINZE MIL MILHÕES E QUINHENTOS MILHÕES DE DÓLARES QUATROCENTOS BILIÕES E QUINHENTOS MILHÕES DÓLARES

É verdade !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Qual deficit nas contas públicas de 3 % , qual que, isto não é nada !!!!!!!!!!!!!!!!!Nossos políticos, com a cumplicidade de toda a imprensa portuguesa, enterraram nosso país de vez.Porque a imprensa económica não divulga a realidade de nosso país ?Porque pertencem a mesma MÁFIA que governa nossas vidas !!!!!!!No ano de 2003, nossa divida externa era de 13,1 mil milhões de dólares. Hoje, no ano de 2008, nossa divida externa é de 415 mil milhões de dólares.

Dívida externa: $ 415 bilhões de dólares ( 30 Junho 2007 )


Como em muitos países do mundo ocidental, os políticos "eleitos" em Portugal passam primeiro pelas mãos dos Bilderberg sugerindo que as agendas obscuras da elite lançaram seus tentáculos e influência na politica portuguesa. Desengane-se aquele que pensa ainda viver numa democracia pois não importa se é PS ou PSD ou CDS... hoje em dia importa é saber se é da elite ou não.Mas quem são estes Bilderberg que escolhem os governantes de nosso país?????
Aqui está a notícia do "O Semanário"
"
Todos os portugueses de Bilderberg
2006-01-02 16:26

O SEMANÁRIO publica, em exclusivo, a lista de todos os portugueses que já estiveram em reuniões de Bilderberg, um clube que é considerado uma espécie de governo-sombra a nível mundial. Uma das principais tarefas dos jornalistas que investigam o clube é não só saber quem participa nas reuniões mas, sobretudo, acompanhar o seu percurso nos tempos seguintes. Quase todos, ascendem a altos postos. Na reunião que teve lugar de 3 a 6 de Junho, em Stresa, em Milão, Santana Lopes e José Sócrates estiveram presentes, juntamente com Pinto Balsemão. Curiosamente, Santana seria primeiro-ministro dois meses depois e nem passaria um ano para José Sócrates chefiar o Governo. Outros três intervenientes na crise política de 2004, o Presidente da República, Jorge Sampaio, Durão Barroso, então primeiro-ministro, e Ferro Rodrigues, então líder do PS, também estiveram em reuniões de Bilderberg. Sampaio esteve presente em 1999, na reuniãode Sintra. Durão é um velho conhecido de Bilderberg, tendo estado presente em 1994, 2003 e já este ano, na Alemanha, na qualidade de presidente da Comissão Europeia. Já Ferro esteve presente na reunião de 2003.

Francisco Pinto Balsemão - É um membro permanente do Clube de Bilderberg desde 1988, tendo participado em quase todas as reuniões anuais desde essa data. Pertence mesmo ao comité restrito, denominado "Steering". É ele quem tem convidado muitas personalidades portuguesas a estarem presentes no clube. Em 1988, Pinto Balsemão tinha abandonado o cargo de primeiro-ministro há 5 anos e estava dedicado aos seus negócios, mantendo também o "Expresso". Anos depois abriria a SIC, aproveitando a liberalização da televisão feita pelo governo de Cavaco Silva. O processo conturbado, com divisões no próprio Conselho de Ministros, tendo o grupo televisivo de Proença de Carvalho sentido-se desfavorecido. Pinto Balsemão é hoje presidente da Impresa. Falado como potencial candidato presidencial, nunca se concretizou esta hipótese.

Mira Amaral - Ministro da Indústria de Cavaco Silva. Participou na reunião de Bilderberg em 1995, no final do governo de Cavaco Silva, numa altura em que o professor rumava à corrida a Belém e Fernando Nogueira e Durão Barroso disputavam a liderança do PSD. O facto de ter estado presente pode significar que o seu nome esteve fadado para mais altos voos, que depois não se concretizaram. É especialista em energia e tem-se dedicado à sua actividade de administrador de empresas. Foi administrador da Caixa Geral de Depósitos, tendo saído do banco num processo político conturbado. Só participou em Bilbderberg na reunião de 1995.

Joaquim Ferreira do Amaral - Ministro das Obras Públicas de Cavaco Silva, uma das cartas mais importantes do governo, artíficie das auto-estradas portuguesas. Tem mostrado disponibilidade para combates difíceis, tendo perdido Lisboa para João Soares. Participou na reunião de Bilderberg que ocorreu em Sintra, em 1999, uma das que teve mais participantes portugueses. A sua presença é significativa, tanto que dois anos depois seria candidato à Presidência da República, defrontando Jorge Sampaio. Só esteve presente em 99.

António Barreto - Este investigador esteve presente na reunião de 1992, em pleno cavaquismo, um ano depois de Cavaco obter a sua segunda maioria absoluta. António Barreto foi ministro da Agricultura nos primeiros governos PS, tendo deixado o seu nome associado à Lei Barreto, massacrada pelos comunistas por traduzir o primeiro desmantelamento da reforma agrária. Teve um papel essencial na candidatura presidencial de Soares em 1986, sendo o seu porta-voz. Foi ele quem apelou ao "povo de esquerda" para a segunda volta de Soares contra Freitas do Amaral. Nos últimos anos tem-se dedicado à investigação e a comentários e análises nos jornais. É uma mente brilhante, o género de pessoa que os bilderbergs políticos gostam de ver no seu seio. Só participou na reunião de 92.

Durão Barroso - Participou na reunião de Bilderberg de 1994, quando era ministro dos Negócios Estrangeiros de Cavaco Silva. Não por acaso, um ano depois estava a candidatar-se à liderança do partido. Perdeu para Fernando Nogueira, mas a sorte acabou por o bafejar, porque Nogueira foi derrotado por Guterres (num ciclo político muito desfavorável ao PSD). Durão ficou como reserva e tornou-se líder social-democrata em 1999, quando Marcelo Rebelo de Sousa saiu. Apesar de ter perdido as legislativas de 99 para Guterres não se deu por vencido, ficando célebre a sua frase "tenho a certeza que serei primeiro-ministro, só não sei é quando." O seu vatícinio acabou por confirmar-se, tornando-se primeiro-ministro em 2002. Em 2003, voltou a estar presente no clube de Bilderberg, na qualidade de primeiro-ministro. Em meados de 2004 era designado presidente da Comissão Europeia. Voltou a participar na reunião deste ano de 2005 de Bilderberg, que teve lugar na Alemanha, na qualidade de presidente da Comissão.

António Borges - É o homem português da Goldmam Sachs, curiosamente uma empresa com ligações a Bilderberg. Esteve presente na reunião do clube em 1997, o que mostra que o seu nome é badalado para altos voos há muito tempo. Se estava na calha para a liderança laranja, acabou por ser Durão a tomar o lugar de Marcelo. Em 1998, escapou, miraculosamente, ao acidente fatal da TWA, que não deixou sobreviventes. Chegou a ter bilhete mas não embarcou. Na reunião de 2003 do clube voltou a estar presente. Em 2004, foi um dos principais critícos da solução Santana Lopes para suceder a Durão Barroso. Actualmente, está posicionado para suceder a Marques Mendes. É um homem muito próximo de Cavaco Silva, ainda que o professor não favoreça as amizades e às vezes até as discrimine.

Maria Carrilho - Investigadora, sempre esteve ligada ao PS, tendo sido deputada à Assembleia da República e ao Parlamento Europeu. Hoje é vice-presidente da Assembleia da República. É especialista em assuntos de defesa, uma área prioritária nas discussões de Bilderberg. Esteve presente na reunião do clube em 1995, o ano da chegada ao poder de António Guterres.

António Guterres - Esteve presente na reunião deste ano na Alemanha, já na qualidade de Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados. O seu nome continua a ser uma hipótese para outros voos, designadamente o Palácio de Belém, em 2011 ou 2016.

Roberto Carneiro - Ministro da Educação de Cavaco Silva. Esteve presente na reunião de 1992, no auge do cavaquismo. Chegou a ser-lhe vaticinada uma importante carreira política mas, depois da queda de Cavaco, os seus interesses viraram--se para outras áreas. Envolveu-se no projecto inicial da TVI, como profundo católico que é, e tem-se dedicado à investigação universitária e a algumas iniciativas empresariais.

Vitor Constâncio - Esteve presente em Bilderberg em 1988, quando era secretário-geral do PS. Nunca mais participou em nenhuma reunião depois desta data. Afastou-se das lides mais activas do PS e dedicou-se ao que sabe fazer muito bem: os assuntos económicos. O Partido premiou-o com o Banco de Portugal.

Vasco Pereira Coutinho - Um dos maiores empresários portugueses, tendo enriquecido com o negócio da AutoEuropa. Esteve presente na reunião de 1998, numa altura em que Marcelo Rebelo de Sousa liderava o PSD. Durão Barroso fez uma viagem de férias ao Brasil, no avião dele e na sua casa, quando era primeiro-ministro, provocando grande polémica. É apoiante de Cavaco Silva.

João Cravinho - Esteve presente na reunião de 1999, no auge do guterrismo, sendo ministro do Planeamento e da Administração do Território. Alia um pensamento interessante a uma excelente preparação técniva, devendo ter participado no clube como um dos "cérebros" que os políticos gostam de ouvir. Atacou bastante Guterres no fina dos seus dias, sendo um homem próximo de Jorge Sampaio (mas muito senhor do seu nariz).

José Cutileiro - O embaixador português esteve presente na reunião de Bilderberg em 1994, tornando-se presidente da estrutura de defesa da União Europeia, a UEO, logo nesse ano. É um homem culto, brilhante, com opiniões geoestratégicas muito auscultadas por qualquer governante.

José Manuel Galvão Teles - Advogado, homem muito próximo de Mário Soares, de quem é amigo e vizinho. Esteve presente na reunião de Bilderberg de 1997, no auge do guterrismo. É conselheiro de Estado.

Teresa Patrício Gouveia - Fez parte do governo de Cavaco, como secretária de Estado da Cultura e como ministra do Ambiente. Esteve presente na reunião de Bilderberg em 2000.Foi ministra dos Negócios Estrangeiros de Durão Barroso.

Marçal Grilo - Ministro da Educação de António Guterres, de quem era amigo. Esteve presente na reunião de Bilderberg de 1999, em Sintra. Há quem diga que é uma mente brilhante.
Miguel Horta e Costa - Esteve presente na reunião do clube em 1998, no tempo da liderança laranja de Marcelo, sendo vice-presidente da Portugal Telecom. Já no tempo de Durão Barroso ascendeu à presidência da empresa, mantendo-se com Santana Lopes e José Sócrates, todos bilderbergs. Deverá sair da PT já em Janeiro.

Margarida Marante - É um dos dois jornalistas que marcaram presença em Bilderberg, tendo estado presente em 1996, no auge da sua carreira na SIC, onde conheceu Emídio Rangel e contraiu matrimónio. É próxima da área do PSD.
Vasco de Mello - Um dos grandes empresários portugueses. Esteve presente na reunião de Sintra, em 1999. Tem tido um percurso discreto, mantendo pontes com o poder político mas não dando azo a conversas.

Carlos Monjardino - Homem da área do PS, que participou no governo de Macau. Grande empresário, com ligações fortes ao Oriente, sobretudo a Stanley Ho. Presidente da Fundação Oriente. Há muito que é falado para candidato presidencial mas nunca conseguiu concretizar essa aspiração. Esteve presente na reunião de Bilderberg de 1991, no auge do cavaquismo e da reeleição de Mário Soares, de quem é muito próximo.

Murteira Nabo - Ministro fugaz de António Guterres, tendo de se demitir por causa de um caso de sisa. Esteve presente na reunião do clube em 1999, já era presidente da PT há três anos.

Faria de Oliveira - Ministro do Turismo de Cavaco Silva, esteve presente na reunião de Bilderberg em 1993, sendo uma peça essencial na ligação entre o então primeiro-ministro e o mundo dos negócios, quer público, quer privado.

Carlos Pimenta - Ministro do Ambiente de Cavaco, um dos mais activos de sempre. Chegou a ser-lhe vaticinando um futuro político risonho. Esteve na reunião de Bilderberg de 1991. Nos últimos anos, afastou-se da política.

Francisco Lucas Pires - O malogrado líder do CDS, que depois se aproximou do PS, era uma mente brilhante, a quem pareciam reservados altos voos. No entanto, só esteve presente na reunião do clube de 1988.

Ricardo Salgado - Um dos grandes banqueiros portugueses. Esteve na reunião de 1997, quando Marcelo era líder do PSD e voltou a estar na reunião de 1999, em Sintra. É um homem com relações privilegiadas com o poder político à direita. Santana Lopes chegou a chamá-lo para uma reunião privada. Viu o seu banco, o BES, ser alvo de buscas judiciais este ano.

Jorge Sampaio - Presidente da República. Participou na reunião de Bilderberg, em Sintra, na qualidade de primeiro magistrado da Nação portuguesa, uma presença, sem dúvida, polémica.
Nicolau Santos - O outro jornalista que participou em Bilderberg, tendo estado em Sintra em 1999. É especialista em assuntos económicos. Curiosamente, os jornalistas que estiveram no clube eram ambos profissionais no grupo de Balsemão, Nicolau Santos no "Expresso" e Margarida Marante na SIC.

Artur Santos Silva - Um dos grandes banqueiros portugueses, com o seu BPI. Tem relações privilegiadas à esquerda e é um homem culto, de uma família espiritual. Esteve presente na reunião de 1999. Curiosamente, nesta reunião só acabou por faltar um banqueiro do BCP, um banco com outra estratégia, mais europeia.

Marcelo Rebelo de Sousa - Esteve presente na reunião de 1998, quando era líder do PSD e ainda julgava que era possível fazer renascer a AD com Paulo Portas e ganhar as eleições legislativas de 1999 a António Guterres. As coisas correram-lhe mal, metendo o caso da Universidade Moderna pelo meio (afectando Portas). Regressou ao comentário político. A entrada na corrida de Belém também falhou, porque tudo correu bem a Cavaco.

Miguel Veiga - Advogado nortenho, um histórico do PSD, com relações fortes com a ala soarista do PS. Esteve em Bilderberg em 1994, no fim do cavaquismo. Tornou-se um dos piores inimigos de Santana Lopes, sendo a voz mais forte contra a sua indigitação para primeiro-ministro, sucedendo a Durão Barroso.

António Vitorino - Era a eminência-parda do guterrismo, tendo estado na reunião de Bilderberg de 1996, quando era vice-primeiro-ministro e ministro da Defesa. Por causa de um caso de sisa, acabou por se demitir. Foi comissário europeu e o seu nome chegou a estar na calha para presidir à Comissão. Rejeitou ser candidato à Presidência da República.

Oliveira Martins - Participou na reunião de 2001, quando era ministro da Presidência do governo Guterres, já no ocaso do guterrismo, depois da queda da ponte de Castelo de Paiva. Se não fosse independente, tinha sido um nome possível para a corrida à liderança do PS. Tornou-se presidente do Tribunal de Contas este ano, numa nomeação polémica, face à natureza das funções do órgão, que requerem independência e imparcialidade.

Vasco Graça Moura - Deputado ao Parlamento Europeu pelo PSD, poeta e erudito. Esteve presente na reunião de 2001 de Bilderberg. É um intelectual brilhante, que os políticos gostam de ouvir.

Ferro Rodrigues - Esteve presente na reunião de 2003, quando era líder do PS, pouco depois de ter deflagrado o caso Casa Pia no partido. Depois de Jorge Sampaio ter dado posse a Santana Lopes, demitiu-se, tomando a decisão presidencial como uma derrota pessoal. É hoje embaixador português da OCDE em Paris.

Santana Lopes - Esteve presente na reunião de 2004, que ocorreu de 3 a 6 de Junho em Stresa, Milão. Curiosamente, pouco mais de um mês depois era primeiro-ministro de Portugal. A vida, contudo, não lhe correu bem. Ao ponto de Jorge Sampaio ter dissolvido o Parlamento e convocado eleições legislativas.

José Sócrates - Tal como Santana Lopes, esteve presente na reunião de Stresa de 2004. Curiosamente, menos de um ano depois seria primeiro-ministro de Portugal, parecendo estar no cargo de pedra e cal. Malgré Cavaco Silva.

Nuno Morais Sarmento - Esteve presente na reunião de Bilderberg deste ano, tendo sido convidado por Pinto Balsemão, um facto que pode ter significado nos próximos tempos.
"

Fonte: O Semanáriohttp://www.semanario.pt/noticia.php?ID=2573 

0 comentários: